AvaliaçõesCitröenTestes

Avaliação – Citroën Aircross Exclusive 1.6 16V 2011

O modelo avaliado trás sob o capô o já conhecido motor 1.6 flex de 113 cv com etanol e 110 cv com gasolina, sempre a 5.800 rpm e torque máximo de 4.500 rpm. O motor é suficiente para rodar no trânsito pesado ou subidas leves. Mas quando exigido em subidas mais íngrimes ou em uma retomada é sentido a falta de potência para os .1.329 quilos do Aircross atrapalham na hora de dar uma acelerada mais forte, que atrapalha o consumo, que no computador de bordo acusava de 5,8 a 6,2 km/l. O câmbio mecânico de cinco marchas é suave e bem escalonado, lembrando muito o famoso câmbio da Volkswagen, que segundo a marca teve suas relações encurtadas em 15% para privilegiar acelerações e retomadas. A suspensão independente na dianteira e com travessa deformável na traseira e os amortecedores pressurizados deixam o Aircross a vontade no trânsito e faz o modelo passar bem pelos buracos lunares das ruas cariocas, mas é sentido algumas batidas fortes na suspensão. As rodas de 16 polegadas com pneus 205/60 de uso misto são uma das causas desse incomodo. O Citroën Aircross chega ao Brasil para incrementar a participação de mercado da marca, que gira estável na faixa de 2,5%. A montadora estima que as vendas sejam de 2.000 unidades mensais a mais nas projeções da Citroën para o último trimestre, que vai ampliar a presença da marca no Brasil para algo em torno de 3,5%. Como estratégia de lançamento, o Aircross terá as três primeiras revisões gratuitas (10 mil, 20 mil e 30 mil quilômetros).

Mais fotos no blog: http://carpointnews.blogspot.com/2010/10/avaliacao-citroen-aircross-exclusive-16.html

Página anterior 1 2 3Próxima página
Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo