AntigosNotícias

Volkswagen Type 3 marcou a história da marca

Fotos: Divulgação

Ele serviu de base para a maioria dos modelos da Volkswagen do Brasil na década de 70, incluindo os clássicos TL, Variant e Brasília, é o Volkswagen Type 3, também conhecido como VW 1500 e Vw 1600. Sua apresentação aconteceu durante o salão de Frankfurt de 1961. Na época a Volks ainda não tinha o Golf, estava longe disso, mas tinha o Fusca. E claro que o Fusca foi a inspiração para a construção do Type 3.

Sua configuração mecânica e de construção era praticamente a mesmo, com motor na parte de trás do eixo traseiro e tração traseira. Precisa dizer que eram motores a ar? Claro que não. Inicialmente eram dois tipos de carroceria, uma notchback, como a do nosso conhecido TL e outra sedã (por aqui o Zé do Caixão, cumpriu este papel). Do Type 3 nasceu também o famoso Karmann Ghia, nomeado na época como Type 34. Em 1965 chegavam as versões conversíveis. O motor 1m5 litros tinha como base o antigo 1m2 litros, usado no Fusca alemão. Além do 1500 surgiram opções 1300 e 1600. O 1500 tinha 44 cv de potência enquanto a versão 1500S oferecia incríveis 53 cv!

Em 1966 a maior inovação: o motor 1600 ganhava injeção eletrônica e fazia do Type 3 o primeiro modelo com este dispositivo feito em larga escala na indústria automobilística mundial. Outra inovação era a suspensão que tinha eixos de torção invertidos na dianteira, o que aumentava muito a estabilidade do modelo frente aos concorrentes da época. Também em 1966 ele ganharia freios a disco. Em 1973 encerrava-se a produção duradoura do Type 3 que, graças às inovações tecnológicas conseguiu ficar 13 anos no mercado. Mesmo assim, depois de 1973 países como Brasil e a áfrica do Sul mantiveram esta plataforma em produção.

Fonte: CarroHoje

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo