MotosNotícias

Triumph lança no Brasil a nova geração do modelo Street Triple

A Triumph está lançando no mercado brasileiro, nesta semana, a nova geração do modelo roadster Street Triple, completamente remodelado, em duas versões: S (R$ 38.990,00) e RS (R$ 48.990,00), ambas equipadas com o novo motor três cilindros de 765 cc – o mesmo propulsor que vai equipar, a partir de 2019, as motos que disputarão o Campeonato FIM Moto2TM, uma das classes que integra o Campeonato Mundial de Motovelocidade, a mais importante competição de motocicletas do planeta.

A revolucionária Triumph Street Triple foi lançada, inicialmente, em 2007, apresentando diversas características marcantes para a época, como sua originalidade, leveza, rapidez, elegância e o seu estilo divertido de ser pilotada. Com seu emocionante motor três cilindros, visual agressivo e controle intuitivo, ela redefiniu o disputado mercado de motocicletas roadsters e se tornou um sucesso mundial de vendas.

A nova geração do modelo, que chega agora aos Concessionários do Brasil, apresenta o mesmo DNA inovador de 10 anos atrás. Com ela, a Triumph “rasgou o livro de regras” novamente, desenvolvendo uma motocicleta urbana com o desempenho mais explosivo, empolgante, ágil e intuitivo que a marca jamais criou. Além da motorização feita para as pistas de competição, a nova Street Triple vem equipada com muita tecnologia de última geração, incluindo, por exemplo, o mais elevado padrão de suspensões, freios e pneus de todos os tempos neste segmento e um novo visual ainda mais agressivo.A Street Triple S, versão de entrada para a família no mercado nacional, foi especialmente desenvolvida para fornecer uma pilotagem diária empolgante, ágil e viciante.

O modelo destaca-se pelo seu novo visual, o mais alto nível de acabamento já visto neste segmento, o peso menor que a Street Triple anterior, seus freios, pneus e suspensões com especificações mais altas e o novíssimo braço oscilante de abertura superior na suspensão. Já a Street Triple RS é a versão mais explosiva da linha e a mais carregada de adrenalina até hoje – uma moto criada para ficar à vontade nas ruas, estradas e pistas.

Desenvolvido a partir do celebrado motor Daytona feito para competições, o novo motor de 765 cc da Street Triple oferece um grande aumento de potência e torque com mais de 80 novos componentes em seu interior – incluindo novo virabrequim, pistões e cilindros galvanizados em Nikasil, e ainda maior diâmetro e curso. O resultado é um avanço significativo no desempenho, especialmente nas faixas baixas e médias de rotações. Cada nova versão da Street Triple (S e RS) sai de fábrica com seus próprios ajustes personalizados no motor e também no módulo da injeção eletrônica. Desta forma, cada versão apresenta o caráter, a potência e o desempenho mais adequados para o estilo de pilotagem e o perfil de piloto de cada moto.

A versão “S”, por exemplo, oferece 113 cv de potência (a 11.250 rpm), o que representa um aumento de até 33% em relação ao pico de potência da geração anterior lançada no Brasil (85 cv, a 11.260 rpm). Além disso, agora seu torque chega a 73 Nm (a 9.100 rpm), um crescimento de 22% em comparação com o pico de torque do modelo anterior (59,9 Nm, a 8.304 rpm). Já a versão “RS” proporciona o mais alto nível de desempenho já obtido por uma Street Triple até hoje, com um aumento de potência de até 44% sobre o modelo anterior, oferecendo 123 cv (a 11.700 rpm), e um crescimento de pico de torque de 28%, atingindo  77 Nm (a 10.800 rpm). Ambos os modelos contam com o recurso eletrônico Modos de Pilotagem para ajudar o piloto a controlar melhor as maiores potência e torque em cada condição de pilotagem. Uma trilha sonora mais encorpada, vinda de um escapamento mais leve, com fluxo livre e uma caixa de ar revisada, oferece um som de indução inconfundível e mais distinto.

A aceleração mais forte do que nunca e as trocas de marchas mais precisas são permitidas com uma combinação de geometria revisada da transmissão, que também conta com a 1ª e a 2ª marchas mais curtas. A 1ª marcha ficou 12% mais curta que no modelo anterior, enquanto a 2ª agora está 5% mais curta. Além disso, no modelo RS, uma nova configuração de embreagem slip-assist (deslizante e assistida) fornece ação mais leve da embreagem com menor esforço e ainda traz um sistema de segurança que evita o travamento das rodas durante a redução das marchas e frenagens.

Fonte: g6 Comunicação Corporativa

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo