CarrosNotícias

Stock Car – Etapa Curitiba

000

E vamos para a abertura de mais uma temporada da Stock Car, que desde 1979 impõe-se como a principal categoria de Turismo no Brasil e figura entre as 10 melhores do mundo. Completando 37 anos, a categoria passou por altos e baixos, sobreviveu a todas as incontáveis crises financeiras, inclusive quando a General Motors, marca única utilizada até então, se retirou da competição, o que levou equipes e pilotos a criarem carrocerias idênticas entre si, porém totalmente diferentes dos então Opala utilizados até o re-ingresso da montadora norte-americana com a chegada dos modelos Omega. A história é longa e vale a pena ser pesquisada e lida, e seu maior expoente é a lenda-viva Ingo Hoffmann, dono de 61 pole-positions, 76 vitórias e 12 títulos de Campeão.

001

Em um país onde o correto parece ser o errado, com os exemplos negativos partindo do próprio governo, que deveria por princípio ser o maior exemplo de honestidade e transparência, uma sombra escurece um pouco o brilho da prova, uma vez que, nesta época de tudo se fotografa, filma ou grava e alguém, no pior momento, deixa alguma coisa transparecer, surgiram graves denúncias envolvendo comissários técnicos e desportivos da CBA – Confederação Brasileira de Automobilismo – onde, até que se prove o contrário, são apresentadas provas de atitudes inomináveis por parte destes profissionais, que alteraram resultados de diversas provas e, logicamente, de conquistas de campeonatos, prejudicando uns em favorecimento de outros. O que se espera é que tudo seja, o mais rápida e honestamente possível, investigado e trazido à público e que, se realmente a história toda se confirmar, que sejam punidos os responsáveis pelos atos e, se forem comprovadamente falsas, que sejam exemplarmente punidos os irresponsáveis que trouxeram tão grave assunto à tona.

002

Serão novamente 12 etapas compondo a temporada, percorrendo boa parte do país – percorreria mais se houvessem Autódromos mas, na contra-mão do mundo civilizado, o Brasil fecha e destróis os poucos que ainda sobrevivem, como é o caso do palco desta prova, o Autódromo Internacional de Curitiba, que será demolido em julho para transformar-se em algum conjunto residencial – com as transmissões televisivas ao vivo. Como já acontece há alguns anos, a etapa de abertura será atípica, uma vez que cada carro contará com uma dupla de pilotos, diferentemente do restante do campeonato, e o sistema de pontuação permanecerá o mesmo, cabendo 24 pontos ao 1º colocado, 20 pontos ao 2º, 18 para o 3º e 1 ponto a menos para cada posição, até o 20º colocado. A última etapa do ano, normalmente realizada em São Interlagos, São Paulo, recebe a pontuação em dobro. O último piloto a conquistar ali seu título foi Marcos Gomes, na temporada de 2015.

003

Os carros da temporada 2016 permanecem com as mesmas características anteriores, ou seja:

Motor 5,7 litros, V8 com 550 HP de potência a 6.000 rpm, injeção eletrônica, movido a etanol, acoplado a uma transmissão XTrac seqüencial acionada por paddle-shift com 6 velocidades e tração traseira. O chassi é idêntico, proveniente de um fornecedor único, do tipo tubular, com tubos de molibdênio, chapas de alumínio e revestimento antichama, envolto por uma carroceria construída em fibra de vidro e detalhes em fibra de carbono, simulando a aparência de modelos das marcas Chevrolet e Peugeot. As suspensões são independentes nas quatro rodas, com triângulos superiores e inferiores construídos em tubo de aço e barras estabilizadoras dianteiras e traseiras reguláveis de dentro do carro. A direção é tipo pinhão e cremalheira, com assistência hidráulica, os freios são a disco nas 4 rodas, com pinças com seis pistões na dianteira e quatro na traseira, e as rodas são de 10,5 x 18 polegadas, calçadas em pneus 305/600 R18. Com tanque de combustível com capacidade para 100 litros e todos os fluidos, o peso mínimo do carro é de 1.320 kg com o piloto a bordo vestindo macacão, luvas, sapatilhas e capacete, pesados ao final de cada prova com o que restou de combustível no tanque – e é obrigatório que sobre combustível para análise posterior, ou o carro será desclassificado.

004

Até o presente momento, as equipes para o campeonato regular desta temporada estão assim formadas (ordem numérica pelo menor número do carro por equipe):

Nº        Piloto                           Equipe

#0        Cacá Bueno                 Red Bull Racing / Chevrolet

#29       Daniel Serra                 Red Bull Racing / Chevrolet

#3        Bia Figueiredo              União Quimica Racing / Peugeot

#70       Diego Nunes                União Quimica Racing / Peugeot

#4        Julio Campos               C2 Axalta Team / Chevrolet

#83       Gabriel Casagrande      C2 Axalta Team / Chevrolet

#5        Denis Navarro              Geolab Racing / Chevrolet

#8        Rafael Suzuki               Geolab Racing / Chevrolet

#6        Alceu Feldmann            Mico´s Racing / Peugeot

#45       Fábio Carbone             Mico´s Racing / Peugeot

#7        Thiago Marques            RZ Motorsport / Chevrolet

#14       Luciano Burti                RZ Motorsport / Chevrolet

#9        Guga Lima                   TMG Motorsport / Chevrolet

#77       Valdeno Brito               TMG Motorsport / Chevrolet

#10       Ricardo Zonta              Shell Racing / Chevrolet

#51       Atila Abreu                   Shell Racing / Chevrolet

#12       Lucas Foresti               Full Time ProGp / Chevrolet

#66       Felipe Guimarães          Full Time ProGp / Chevrolet

#18       Allam Khodair               Full Time Sports / Chevrolet

#111     Rubens Barrichello        Full Time Sports / Chevrolet

#21       Thiago Camilo              Ipiranga RCM / Chevrolet

#28       Galid Osman                Ipiranga RCM / Chevrolet

#26       Raphael Abbate            Hot Car Competições / Chevrolet

#110     Felipe Lapenna             Hot Car Competições / Chevrolet

#46       Victor Genz                  Eisenbahn Racing / Peugeot

#63       Nestor Girolami            Eisenbahn Racing / Peugeot

#65       Max Wilson                  Eurofarma RC / Chevrolet

#90       Ricardo Maurício          Eurofarma RC / Chevrolet

#73       Sérgio Jimenez             Cavaleiro Sports

#74       Popó Bueno                 Cavaleiro Sports

#80       Marcos Gomes             Voxx Racing

#88       Felipe Fraga                 Voxx Racing

Para esta prova diferenciada, as duplas estão assim formadas:

Nº        Piloto                                                              Equipe

#0        Cacá Bueno / Ricardo Sperafico                       Red Bull Racing / Chevrolet

#29       Daniel Serra / Danilo Dirani                               Red Bull Racing / Chevrolet

#3        Bia Figueiredo / Beto Monteiro                          União Quimica Racing / Peugeot

#70       Diego Nunes / Dennis Dirani                             União Quimica Racing / Peugeot

#4        Julio Campos / Alan Hellmeister                       C2 Axalta Team / Chevrolet

#83       Gabriel Casagrande / Márcio Campos               C2 Axalta Team / Chevrolet

#5        Denis Navarro / Felipe Maluhy                          Geolab Racing / Chevrolet

#8        Rafael Suzuki / Franco Vivian                           Geolab Racing / Chevrolet

#6        Alceu Feldmann / Tarso Marques                      Mico´s Racing / Peugeot

#45       Fábio Carbone / Vicente Orige                          Mico´s Racing / Peugeot

#7        Thiago Marques / César Ramos             RZ Motorsport / Chevrolet

#14       Luciano Burti / Felipe Giaffone                         RZ Motorsport / Chevrolet

#9        Guga Lima / Tuka Rocha                                   TMG Motorsport / Chevrolet

#77       Valdeno Brito / Maxime Martin                          TMG Motorsport / Chevrolet

#10       Ricardo Zonta / Laurens Vanthoor                     Shell Racing / Chevrolet

#51       Atila Abreu / Nelson Piquet Jr                           Shell Racing / Chevrolet

#12       Lucas Foresti / Luiz Razia                                 Full Time ProGp / Chevrolet

#66       Felipe Guimarães / Duda Pamplona                  Full Time ProGp / Chevrolet

#18       Allam Khodair / Félix da Costa                          Full Time Sports / Chevrolet

#111     Rubens Barrichello / Augusto Farfus Jr             Full Time Sports / Chevrolet

#21       Thiago Camilo / Lucas diGrassi                         Ipiranga RCM / Chevrolet

#28       Galid Osman / Damian Fineschi                         Ipiranga RCM / Chevrolet

#26       Raphael Abbate / Nicolas Costa                       Hot Car Competições / Chevrolet

#110     Felipe Lapenna / Marco Cozzi                           Hot Car Competições / Chevrolet

#46       Victor Genz / David Muffato                             Eisenbahn Racing / Peugeot

#63       Nestor Girolami / Franco Girolami                     Eisenbahn Racing / Peugeot

#65       Max Wilson / Vítor Meira                                   Eurofarma RC / Chevrolet

#90       Ricardo Maurício / Guilherme Salas                   Eurofarma RC / Chevrolet

#73       Sérgio Jimenez / Beto Cavaleiro                        Cavaleiro Sports

#74       Popó Bueno / Norberto Gresse                         Cavaleiro Sports

#80       Marcos Gomes / Antônio Pizzônia                    Voxx Racing

#88       Felipe Fraga / Rodrigo Sperafico                      Voxx Racing

A Stock Car, por sua dinâmica, não costuma apresentar grandes surpresas em termos de resultados após os treinos classificatórios; o fato de os carros serem muito parecidos em termos de ajustes é um dos fatores que contribuem para que já se espere uma vida duríssima para quem largar da terceira ou quarta fila para trás, que terá de contar com fazer uma largada espetacular, quebras ou acidentes à frente e uma dose de sorte e estratégia da equipe quando do abastecimento etc. Nenhum carro construído as pressas ou de forma indevida é rápido o suficiente para quem quer que seja seu piloto fazê-lo acompanhar os carros bem nascidos e, obviamente, mais caros. Em uma corrida de duplas, onde a maioria dos convidados tem pouca ou nenhuma intimidade com esses carros, as coisas são ainda mais difíceis.

Porém, antes mesmo das tomadas de tempos oficiais, momento em que estou escrevendo esta matéria, é possível, sim, apontar alguns favoritos à vitória, evidentemente descontando fatores como furos de pneus, serem envolvidos em algum acidente ou quebras mecânicas.

Em minha modesta opinião, as duplas favoritas a levar o caneco para casa são (em ordem aleatória):

#4 – Julio Campos / Alan Hellmeister; #10 – Ricardo Zonta / Laurens Vanthoor; #51 – Atila Abreu / Nelson Piquet Jr; #111 – Rubens Barrichello / Augusto Farfus Jr; #21 – Thiago Camilo / Lucas diGrassi; #90 – Ricardo Maurício / Guilherme Salas e #80 – Marcos Gomes / Antônio Pizzônia. Não se trata de desmerecer tampouco desacreditar ninguém, é apenas uma questão de análise simples: os pilotos titulares são extremamente rápidos e contabilizam pole-positions e vitórias na categoria, e seus convidados são extremamente rápidos e disputam, em seus países ou categorias de origem, campeonatos em carros de Turismo, muito diferente dos carros de Fórmula ou dos Trucks. E o Autódromo de Curitiba tem a conhecidíssima e “seletora” chicane no final da reta principal, onde todos desafiam as leis da física e a maioria descobre que sim, elas existem!

005

006

O grid de largada para a corrida deste domingo ficou assim:

1º – Ricardo Mauricio / Guilherme Salas – Eurofarma RC

2º – Rubens Barrichello / Augusto Farfus – Full Time Sports

3º – Thiago Camilo / Lucas di Grassi – Ipiranga-RCM

4º – Max Wilson / Vitor Meira – Eurofarma RC

5º – Marcos Gomes / Antonio Pizzonia – Voxx Racing Team

6º – Allam Khodair / Antonio Felix da Costa – Full Time Sports

7º – Daniel Serra / Danilo Dirani – Red Bull Racing

8º – Diego Nunes / Dennis Dirani – União Química Racing

9º – Ricardo Zonta / Laurens Vanthoor – Shell Racing

10º – Felipe Fraga / Rodrigo Sperafico – Voxx Racing Team

11º – Valdeno Brito / Maxime Martin – TMG Motorsport

12º – Cacá Bueno / Ricardo Sperafico – Red Bull Racing

13º – Bia Figueiredo / Beto Monteiro – União Química Racing

14º – Bebu Girolami / Franco Girolami – Eisenbahn Racing Team

15º – Lucas Foresti / Luiz Razia – Full Time ProGP

16º – Galid Osman / Damián Fineschi – Ipiranga-RCM

17º – Guga Lima / Tuka Rocha – TMG Motorsport

18º – Vitor Genz / David Muffato – Eisenbahn Racing Team

19º – Denis Navarro / Felipe Maluhy – Geolab Racing

20º – Rafael Suzuki / Franco Vivian – Geolab Racing

21º – Thiago Marques / Cesar Ramos – Klar RZ Motorsport

22º – Gabriel Casagrande / Márcio Campos – C2 Team

23º – Júlio Campos / Alan Hellmeister – C2 Team

24º – Felipe Guimarães / Duda Pamplona – Full Time ProGP

25º – Popó Bueno / Betinho Gresse – Cavaleiro Sports

26º – Felipe Lapenna / Marco Cozzi – Hot Car Competições

27º – Alceu Feldmann / Tarso Marques – Mico´s Racing

28º – Fabio Carbone / Vicente Orige – Mico´s Racing

29º – Raphael Abbate / Nicolas Costa – Hot Car Competições

30º – Luciano Burti / Felipe Giaffone – Klar RZ Motorsport

31º – Beto Cavaleiro / Sergio Jimenez – Cavaleiro Sports

32º – Átila Abreu / Nelsinho Piquet – Shell Racing

A prova terá sua largada as 12:20 deste domingo, com a duração de 65 minutos + 1 volta e transmissão ao vivo pelos canais SporTv.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo