CarrosNotícias

Salão de São Paulo: Superesportivo R8 Coupé será uma das estrelas da Audi

Audi R8 V10 plus

Nenhum modelo com o logo das quatro argolas está mais próximo de um carro de pista, nenhum é mais impressionante ou mais dinâmico: a Audi apresenta a segunda geração do seu superesportivo R8, que será a estrela da marca durante o Salão do Automóvel de São Paulo, realizado entre os dias 10 e 20 de novembro. Será a primeira apresentação pública do carro no Brasil. O motor central-traseiro V10 e um recém-aprimorado sistema quattro asseguram um desempenho de tirar o fôlego, especialmente na versão top de linha com 610 cv, que será oferecida no país a partir de dezembro: a aceleração de 0 a 100 km/h é feita em apenas 3,2 segundos, com velocidade máxima de 330 km/h.

O motor central-traseiro que trabalha em altas rotações tem desempenho superior, graças ao conceito de construção leve e um chassi extremamente dinâmico com o sistema de tração quattro e controle de torque variável. O superesportivo foi redesenvolvido do zero, ficando mais nervoso, arrebatador e fascinante tanto nas pistas quanto nas estradas.

O 5.2 FSI desenvolve 610 cv na versão V10 plus. A opção de topo acelera de 0 a 100 km/h em meros 3,2 segundos e atinge velocidade máxima de 330 km/h. O som do propulsor V10 aspirado, cujo torque máximo está disponível a 6.500 rpm, ficou mais poderoso e afiado. Uma transmissão S tronic de sete velocidades e um renovado sistema de tração quattro transmitem a potência para os asfalto. A distribuição de torque se adapta às condições de direção – em casos extremos, 100% do torque pode ser transmitido para o eixo dianteiro ou traseiro.

Audi R8 V10 plus

O R8 V10 plus tem peso em ordem de marcha de 1.580 kg. Apesar da dose extra de equipamentos e da rigidez maior, o superesportivo é 50 kg mais leve que seu antecessor. A construção Audi SpaceFrame (ASF) é feita com diversos materiais, assegurando baixo peso e otimizando a distribuição de peso por eixo. A combinação de alumínio e polímeros de fibra de carbono reforçados abrem novas dimensões em relação ao peso, rigidez e comportamento em acidentes.

Com o ASF, cada componente é precisamente desenhado para uma localização e um propósito. A carroceria ficou 15% mais leve que na geração anterior, mas a rigidez torcional aumentou 40%. A parte inferior da carroceria integra um longo difusor para aumentar o downforce. Também o chassi, com sua suspensão duplo A, demonstra o quão próximo o R8 está de um carro de corrida.

O design reflete o caráter poderoso e esportivo do R8. Um capô extenso, uma traseira com linhas fluidas e um entre-eixos relativamente curto – o design externo claramente distingue o R8 como um esportivo puro-sangue à primeira vista. Com 4,42 metros de comprimento, 1,24 m de altura e distância entre-eixos de 2,65 m, suas dimensões mudaram muito pouco em relação à geração anterior. A largura tem agora 1,94 m, apenas 4 cm a mais que no antecessor. As proporções do carro se assemelham às de um carro de corrida e ficaram ainda mais pronunciadas.

Audi R8 V10 plus

As quatro argolas enfeitam a ponta do capô e a grade Singleframe com design estilo colmeia é ampla e plana. Superfícies de plástico moldadas se fundem aos faróis. As características das luzes de rodagem diurnas trazem elementos verticais que replicam as estruturas das entradas de ar e enfatizam a largura do carro. Toda a aparência do R8 transmite uma sensação de leveza e precisão técnica.

Outra característica que distingue o carro visualmente, além de oferecer maior segurança, é o sistema de faróis a laser, equipamento de série do modelo, que iluminam duas vezes mais que faróis de LEDs comuns. Cada módulo contém quatro diodos de laser de alta potência, com um diâmetro de apenas 300 micrômetros. Eles geram um feixe de laser azul com comprimento de onda de 450 nanômetros. Um conversor de fósforo transforma esse facho em luz branca, justada para o uso em estradas com uma temperatura de cor de 5.500 Kelvin – condições ideais para o olho humano que permitem ao motorista distinguir melhor os contrastes e ajudam a evitar a fadiga. Além disso, os fachos de alta concentração iluminam 600 metros à frente do carro, tornando a passagem por neblinas e cortinas de fumaça, por exemplo, mais segura. O ponto de laser é ativado a partir de 60 km/h para complementar a atuação dos altos fachos de LEDs. Uma câmera inteligente com sistemas de sensores detectam outros motoristas e ajusta os padrões de iluminação para não ofuscá-los.

Nas laterais do esportivo há contornos sinuosos característicos. A linha de cintura, esculpida como um músculo poderoso, conecta as caixas de rodas ao mesmo tempo em que divide os side blades em dois. Essa nova solução de design faz o carro parecer mais longo e dinâmico.

Audi R8 V10

Na traseira, as lanternas e as entradas de ar se conectam. As duas saídas de escapamento têm design trapezoidal e o vidro traseiro oferece uma clara visão do compartimento do motor iluminado. O R8 traz ainda um aerofólio traseiro fixo feito de CRFP (polímero de fibra de carbono reforçado).

Quem entra atrás do volante do novo R8 se sente como um piloto de corridas. Todas as funções são direcionadas para o motorista e permitem uma operação simples mesmo em condições extremas – isso sem que seja preciso tirar as mãos do volante. Os recém-desenvolvidos bancos esportivos com apoio de cabeça integrado oferecem excelente suporte lateral. Opcionalmente, o carro pode ser equipado com novos bancos concha.

O botão start-stop e o seletor do Audi drive select ficam localizados no novo volante multifuncional. Há ainda um botão para controlar o sistema de escape, deixando o esportivo com um ronco ainda mais poderoso, e um seletor que ajusta o coeficiente de atrito para três diferentes condições de rodagem: seco, molhado ou neve.

Audi R8 V10

O Audi virtual cockpit apresenta todas as informações ao motorista em sua tela de 12,3 polegadas com gráficos elaborados. O motorista pode alternar entre diferentes modos de tela e ainda ajustar o painel de instrumentos digitais de acordo com suas preferências. No modo performance, o condutor visualiza as informações dos programas de direção, aceleração, desaceleração e forças laterais, bem como potência e torque. O virtual cockpit também indica que o limite de velocidade do motor foi alcançado. A operação do sistema é feita por meio do volante multifuncional. As mãos do motorista permanecem no volante para que a concentração na estrada seja total. Como alternativa, a operação pode ser feita por botões ou pelo seletor sensível ao toque no console central.

O design interno é marcado por linhas geométricas que enfatizam a construção leve da marca. Os elementos se assemelham a um monoposto, um grande arco na área em torno do assento do motorista. O monitor MMI da geração anterior não está mais disponível. Em seu lugar estão os três controles centrais do sistema de ar-condicionado. O design tridimensional das saídas de ar remete aos carros de corrida. O painel parece flutuar. O largo console sobre o túnel central traz o terminal do MMI, bem como o renovado seletor de marchas da transmissão S tronic.

Quanto ao revestimento interno, os clientes podem escolher entre cinco cores do couro Napa fina – vermelho, bege, cinza, marrom e preto – com costuras no formato diamante de série, além de bancos pretos com costuras contrastantes nos tons de vermelho, amarelo ou azul como opcional. Os bancos esportivos no estilo concha, também opcionais, podem ser revestidos de couro cinza ou preto.

Fonte: Departamento de Comunicação Audi do Brasil

 

 

 

 

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo