CarrosNotícias

Primeiro Jeep Compass é entregue no Mato Grosso do Sul

primeiro-novo-jeep-compass-do-mundo

Ninguém melhor que um admirador da marca Jeep® para ser o dono da primeira unidade comercial do Jeep Compass emplacada no Brasil e, consequentemente, no mundo – o país é pioneiro na produção e venda do SUV médio feito no Polo Automotivo Jeep, em Goiana (PE). Trata-se do funcionário público Antonio Cavalcante, que retirou há poucos dias seu Jeep Compass Trailhawk da concessionária Grandourados, em Dourados (MS). Cidade que, curiosamente, fica a impressionantes 3.390 km por estrada da fábrica pernambucana da Jeep.

“Sou admirador da marca desde o começo dos anos 1990, quando vi o Grand Cherokee de um conhecido, nos Estados Unidos”, conta o paulistano de 67 anos, que mora no Mato Grosso do Sul desde 1979. “Andei no Grand Cherokee e gostei de cara, tanto que acabei comprando um enquanto morei na América do Norte, e também um Cherokee e um Patriot”, conta.

O gosto pela marca Jeep vem sendo transmitido para os herdeiros, que atualmente estão morando no Canadá. “Meu filho dirige um Grand Cherokee lá, e minha filha está prestes a comprar um Renegade. Sempre com tração 4×4, senão você não sai do lugar quando neva”, diz Cavalcante.

Ele também tem histórico nacional com a Jeep, pois foi o primeiro cliente da Grandourados a retirar um Jeep Renegade Diesel no ano passado. Por sinal, o seu Renegade Sport foi deixado na loja, na troca pelo novo xodó, o Compass Trailhawk. “Gosto muito de veículos a diesel, e essa combinação do Multijet com a transmissão de nove marchas é uma das melhores que conheço. Tanto o motor como o câmbio são espetaculares”, elogia o auditor.

Cavalcante está nos primeiros dias de convivência com o Compass, mas já destaca alguns pontos altos. “O design impressiona, ainda mais com esses conjuntos óticos lindos. No painel, estou gostando muito da tela da central multimídia, grande e completa”, afirma, referindo-se aos faróis e lanternas com LEDs e ao display de 8,4 polegadas do sistema Uconnect. “Sem falar da performance, que eu já imaginava por causa do mesmo conjunto do meu Renegade diesel. Era uma maravilha viajar com ele.”

Aliás, o SUV compacto da Jeep deve voltar a ocupar um lugar na garagem da família em breve. “No ano que vem deverei pegar um Renegade para ficar com a minha esposa”, diz Antonio Cavalcante. “Antes disso, meu irmão que mora em São Paulo vai seguir meu exemplo e comprar um Compass”, comenta esse fã incondicional da Jeep, que faz questão de influenciar a família.

Fonte: FiatPress

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo