NotíciasPrimeira Volta

PRIMEIRA VOLTA – Peugeot 208 chega a linha 2017 com muitas novidades

Peugeot 208 2017 (9)

Fotos: Divulgação e Marcelo Silva

O 208 tem suma importância para a Peugeot no Brasil. Lançado por aqui em 2013, ele permitiu à marca francesa se redimir com o público brasileiro após deixar de trazer o 207 europeu para o Brasil, mesmo com o sucesso feito pelo 206. Ao pular uma geração, o salto de qualidade do nosso 207 para o 208 foi gritante, e trouxe novos compradores para a marca do leão.

IMG_0245

Com 15 anos fabricando no Brasil e um crescimento constante na América Latina, a Peugeot quer crescer também por aqui, buscando elevar seu market share. Para isso, o 208 tem um papel importante, pois a ideia é vender mais de 1.000 Peugeot 208 por mês, uma meta e tanto. Com a linha 2017 e as novas opções de motores, não deverá ser tão complicado atingir a meta.

IMG_0248

Mas investir no produto não é tudo, a Peugeot conta também com o plano “Acelera Peugeot”, com foco nas revendas, investindo em mais veículos para test drive, maior cuidado nas revisões e ampliação da rede de concessionárias. Em 4 meses, foram 20 novas lojas abertas em todo o Brasil.

IMG_0249

Voltando ao carro, o Peugeot 208 2017 deixa de oferecer o motor 1.5 8V e, em seu lugar, traz o novíssimo 1.2 PureTech de 3 cilindros, que apesar de ser Flex, é importado da França. Mais leve e econômico, o propulsor de 90 cv deu ao Peugeot 208 Active 1.2 o título de carro mais econômico do Brasil, com médias de até 16,9 km/l com gasolina (estrada).

IMG_0267

Outra novidade é o 208 GT, versão esportiva do modelo, que conta com motor 1.6 THP flex de 173 cv e 24,5 kgfm, combinado a uma transmissão manual de seis velocidades. É o mesmo conjunto do 2008 THP e, com o baixo peso do compacto, a diferença de desempenho é considerável. De acordo com a Peugeot, o leãozinho acelera de 0-100 km/h em 7,6 segundos e atinge 220 km/h de velocidade máxima.

IMG_0281

Na questão visual, o 208 ganhou nova grade e novo para choque dianteiro, assinatura de LED em todas as versões, novas rodas de liga leve e novas lanternas traseiras com LEDs. Há também uma nova versão Sport, que é a única versão que combina motor 1.6 16V aspirado e câmbio manual de 5 marchas.

Seguem abaixo os preços do 208 2017:

Peugeot 208 Active 1.2 MT: R$ 48.190
Peugeot 208 Active Pack 1.2 MT: R$ 51.690
Peugeot 208 Allure 1.2 MT: R$ 54.990
Peugeot 208 Allure 1.6 AT: R$ 59.090
Peugeot 208 Sport 1.6 MT: R$ 60.890
Peugeot 208 Griffe 1.6 AT: R$ 64.590
Peugeot 208 GT 1.6 THP MT: R$ 78.990

IMG_0276

PRIMEIRA VOLTA

Fortaleza, CE – Nosso primeiro contato se deu com o Peugeot 208 1.2 Allure, e a impressão foi positiva logo de início. O motor tem funcionamento suave, sem trepidações excessivas e, uma vez exigido, invade muito pouco a cabine com sua sonoridade. É um motor que sobe de giro fácil, e responde bem apenas acima das 3.000 rpm, mas sem empolgar, visto que sua proposta é oferecer economia de combustível.

IMG_0269

O carro tem uma solidez muito boa e suas suspensões são bem suaves, filtrando as irregularidades do solo da melhor forma possível para um hatch e mantendo o bom compromisso com a estabilidade, caso exigido nas curvas. Seu nível de equipamentos na versão Allure é bom, com ar-condicionado digital de duas zonas, cruise control, central multimídia, teto de vidro e outros itens.

Peugeot-208-2017 (6)

Quanto à proposta original do carro, a economia, a Peugeot fez um concurso entre os jornalistas para ver quem fazia a melhor média de consumo em um trajeto urbano. O vencedor fez 25 km/l de gasolina, enquanto eu consegui 22,2 km/l, com o ar desligado e andando da forma mais econômica quanto foi possível. Realmente o carro faz jus à promessa de economia do motor 1.2 PureTech, mas vamos avaliar melhor suas médias de consumo quando o carro vier para teste em nossa Redação.

Peugeot-208-2017 (8)

Logo em seguida, foi a vez do 208 GT, mas este pôde ser experimentado apenas no autódromo. Com suspensão retrabalhada, rodas aro 17 e pneus de perfil baixo, o 208 GT se mostrou um carro de respostas rápidas e deliciosamente estável em uso normal, mas com tendência forte ao subesterço na pista, típico de um carro cuja maior parte da massa está na frente.

IMG_2831

Seu câmbio manual de seis velocidades tem engates rápidos e o giro do motor sobe muito fácil, com todo o seu torque sendo despejado nas rodas dianteiras antes dos 1.500 rpm e se mantendo até além dos 4.000 rpm. Em simulações de retomada feitas no circuito, o 208 GT mostrou que desenvolve velocidade em qualquer marcha e tem força suficiente para qualquer situação do uso diário.

Viagem a convite d Peugeot do Brasil

 

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo