CarrosNotícias

PRIMEIRA VOLTA – Ferrari 488 GTB

13184777_815256475273554_267768842_o

Em minha viagem pela Europa, tive a oportunidade de alugar uma Ferrari 488 em Paris. O novo carro possui motor central da marca. e  é o principal produto da Ferrari atualmente.

Depois de muito tempo a Ferrari volta a se aventurar com motores sobre alimentados, a sucessora da 458, a 488 conta com um motor V8 3.9 bi-turbo, a primeira Ferrari turbo, com motor central-traseiro depois da mítica F40.

13120479_815256415273560_1993000417_o

PRIMEIRA VOLTA

Paris/França – Entro no carro, e a primeira coisa que percebo é o cockpit todo voltado para o “piloto”, o carro transpira esportividade, e percebe-se o esforço da Ferrari em manter o peso do veículo baixo, por exemplo, todas as regulagens de banco e volante são manuais visando economia de peso. O carro que dirigi contava com vários opcionais de fábrica da Ferrari dando um toque a mais de exclusividade.

13169875_815256465273555_2050182473_o

Ao ligar o carro você já ouve o famoso ronco do potente motor V8 da Ferrari, só que agora um pouco mais grave, devido aos turbos. Ela não tem mais aquele ronco escandaloso gritante da 360, 430, 458 suas predecessoras porem continua com uma ótima sinfonia.

Começo a dirigir o carro, e logo na primeira acelerada já me impressiono pela precisão de sua direção e a segurança que o carro te passa, apesar de ser um carro muito potente com 670 cv e 76 kgfm despejados no eixo traseiro, ele em nenhum momento me passou a impressão de ser descontrolado. O superesportivo italiano transmite toda a potência para solo, sem desperdício, nota-se o grande trabalho que a Ferrari realizou em suspensão, chassi e eletrônica embarcada.

13184719_815256438606891_1166006949_o

Piso no acelerador até o fim, e logo vejo o carro subindo os giros numa rapidez impressionante, e as luzes do shift light no topo do volante vão acendendo rapidamente, dou um toque no paddle shift da direita para subir a marcha e a troca se faz com uma rapidez que chega ser quase imperceptível e o carro continua a subir o giro sem perder nenhum pouco do seu folego.

A rapidez que a 488 ganha velocidade é brutal, a Ferrari declara que o carro faz de 0 a 100 Km/h em apenas 3 segundos, e de 0 a 200 em 8,3 segundos, eu não duvido nada dos números informados pela marca, o carro tem uma resposta imediata ao toque do acelerador e o motor tem um folego impressionante. A 488 GTB engole as marchas com muita vontade, e nenhum momento você sente falta de mais torque como acontecia em alguns modelos aspirados.

13128900_815256461940222_1826692040_o

Apesar dela ser turbo, a 488 ainda lembra muito a tocada de um carro aspirado, você sente o torque crescendo junto com os giros do motor e conforme vai subindo as marchas a eletrônica vai aumentando a pressão do turbo assim liberando mais torque e potência até chegar em seu ápice assim deixando o carro “muito na mão” desde a primeira marcha.

Os freios são excelentes, respondem muito bem mesmo ainda frios, ela usa o mesmo conjunto de freios do Hypercar da marca, a LaFerrari. Apesar de ser um superesportivo, em nenhum momento a suspensão do carro me passou algum desconforto, mesmo sendo bem firme.

13184582_815256468606888_332839833_o

Em relação ao cambio, ela mantem o sistema de Dupla-Embreagem, e 7 marchas fabricado pela GETRAG o mesmo da 458 porem agora com uma programação aprimorada, as trocas são muito rápidas chegando em muitos momentos, a não serem notadas, dou uma acelerada e logo puxo a borboleta de redução de marcha ouvindo o famoso Downshift da Ferrari

13128611_815256488606886_753648688_o

O que mais me impressionou na 488 foi como ela é precisa, e a sensação de carro no “chão” que é transmitida. Eu esperava que a Ferrari fosse um carro descontrolado, dado ao montante de torque todo despejado nas rodas traseiras, mas nada disso foi percebido, em nenhum momento o carro passa impressão de ser descontrolado, e sim, de ser um carro muito equilibrado, de fácil controle e precisão. Nota-se ai o trabalho de “chassi” e suspensão da Ferrari para conseguir despejar toda a potência do carro no solo sem precisar apelar para a tração integral.

13161418_815256471940221_831306594_o

A Ferrari criou uma obra prima com a 488, e não deve em nada em relação as concorrentes  Apesar de ficar devendo em algumas coisas como um ronco mais estridente ou até a falta de uma tocada um pouco mais “arisca”.

Nesse pouco tempo de contato que tive com o carro, já pude perceber que a Ferrari entrou com o pé direito na era dos motores Turbo downsizing, e em seu primeiro carro motor central turbo dessa era, ela já criou um carro praticamente sem críticas. Aí fico pensado o que a marca guarda para o futuro.

 

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo