CarrosNotícias
Tendência

Peugeot Boxer Minibus chega por R$ 159.746,10

Para coroar o momento vivido pela PEUGEOT no Brasil, em especial no segmento de veículos utilitários leves, a Marca lança a versão Minibus do furgão Boxer, com capacidade para 16 pessoas (15 passageiros mais o motorista). Em ação promocional de lançamento, a van será comercializada por R$ 159.746,10 (valor válido para faturamento direto). A chegada do utilitário completa a gama mais robusta e diversificada do mercado nacional. Composta por cinco produtos – a Partner, no segmento de furgões pequenos, a Expert, nas versões furgão e passageiro, entre os médios, além da própria Boxer furgão, entre os grandes – a linha representa um dos pilares estratégicos do Virada Brasil.

O plano, que teve seus eixos baseados no tripé da sustentabilidade, crescimento perene e satisfação do consumidor, foi fundamental para dar uma nova dimensão e pavimentar o futuro da Peugeot. Assim, o Virada Brasil trabalhou de maneira profunda todas as frentes do negócio, com o objetivo de ganhar eficiência de maneira ampla e encantar os consumidores com a qualidade dos produtos e serviços.

Externamente, a Boxer Minibus mantém os traços que garantiram o sucesso da versão furgão: a frente conta com linhas acentuadas no capô. Já a ampla grade frontal remete à agressividade e robustez do motor, e se prolonga até os faróis, com regulagem de altura. O para-choque assegura total proteção e integra na parte inferior dois elementos circulares. Logo acima, dois nichos retangulares servem de degrau para facilitar a limpeza do para-brisa. A grande diferença, se comparada à versão de carga, são os vidros laterais e na porta traseira, o estribo lateral de série, que facilita o embarque e desembarque de passageiros, as faixas reflexivas de segurança e o suplemento externo do ar-condicionado no teto do veículo, que garante uma farta e homogênea distribuição de refrigeração em todo o habitáculo.

No interior, a cabine e a primeira fileira de bancos permanecem com as mesmas características e diferenciais ergonômicos: foram concebidas para trazer conforto ao motorista e minimizar o desgaste do profissional durante a condução. O painel elevado é prático, e tem todos os comandos, alertas e indicadores em uma posição de fácil visualização e acesso. A novidade fica por conta da inserção do tacógrafo digital e do botão para a regulagem do ar-condicionado traseiro. Os diversos porta-objetos e espaços internos disponíveis também foram preservados com o objetivo de facilitar o dia a dia do profissional. Outro destaque na cabine está no conforto e ergonomia dos assentos, tanto para os passageiros, quanto para o motorista, equipados com encostos para cabeça removíveis e reguláveis em altura, além de regulagem específica para a lombar destinada ao condutor.

No compartimento de transporte de passageiros, com capacidade para até 16 pessoas (15+1), as fileiras de bancos estão distribuídas da seguinte maneira: 3-3-3-4. Essa disposição promove o acesso simplificado dos passageiros ao corredor central, o que facilita o embarque e desembarque. Todos os assentos localizados no compartimento traseiro dispõem de apoio de braço e foram ergonomicamente desenvolvidos para privilegiar o conforto. Além da qualidade do acabamento, que é uma assinatura da Marca, os bancos contam com boas dimensões, são reclináveis – até aproximadamente 30° para as três primeiras fileiras e 20° na última.

A Nova Boxer Minibus já vem equipada de série com lanternas internas e martelinho de segurança. O utilitário também se destaca no quesito espaço para bagagem: com elevação dos bancos, o espaço do bagageiro pode comportar até mil litros, ideal para transporte escolar, de executivos e deslocamento de turistas. A Minibus é equipada com um motor 2.0 Turbo Diesel BlueHDi. Considerado por especialistas como um propulsor de alta tecnologia, com a melhor síntese entre performance x economia, registra o mais baixo índice de emissão de poluentes do segmento e recebeu o selo B de eficiência energética no programa do INMETRO.

Com potência de 130 cv a 3.500 rpm e um torque máximo de 34,7 kgfm a 1.750 rpm, o motor está associado à embreagem com comando hidráulico, que proporciona a manutenção da carga de acionamento do pedal e um menor custo de manutenção. A caixa de câmbio manual, com seis velocidades, pensada e adaptada para as condições brasileiras, completa o conjunto. Essa combinação é um dos segredos do desempenho de referência do modelo, capaz de obter maior rendimento com menor consumo de combustível sem perder agilidade, já que o motor 2.0 Turbo Diesel BlueHDi funciona a maior parte do tempo na sua faixa de eficiência máxima.

A Boxer Minibus teve, ainda, suas suspensões desenvolvidas para acompanhar a realidade das ruas e estradas brasileiras, sem que haja perda de conforto, garantindo estabilidade, segurança e precisão mesmo nos piores terrenos. A suspensão dianteira independente é tipo Pseudo McPherson, com molas helicoidais, amortecedores hidráulicos e barra estabilizadora, enquanto a traseira é composta por um eixo rígido com molas semielípticas e amortecedores hidráulicos. Disponível em versão única e na cor Branco Banquise, a Boxer Minibus tem garantia de um ano ou 100 mil km.

Fonte: Media Peugeot Brasil

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo