LançamentosNotícias

Peugeot 2008 chega ao Brasil por iniciais R$ 67.190

Fotos: Divulgação / Interior: Carlos Pereira

A Peugeot do Brasil lança o 2008 no mercado nacional e dá mais um importante passo dentro de sua estratégia de reposicionamento da marca no país. Depois do hatchback 208, o novo crossover é o segundo modelo global a ser fabricado no Centro de Produção de Porto Real (RJ), do Grupo PSA Peugeot Citroën, o que reforça a importância da região em suas operações.

O Peugeot 2008 foi o primeiro veículo da Marca a ter equipes de diferentes partes do mundo envolvidas na concepção do projeto: Brasil, França (produção em Mulhouse) e China, onde também é fabricado, na planta de Wuhan. Contemplando a « subida de gama » de seus produtos, voltada a consumidores cada vez mais exigentes, o crossover compacto é, antes de tudo, a concretização da renovação da gama Peugeot no país, que desde 2010 contou com a chegada do 3008, RCZ, 408, 308 e 208, modelos com conteúdos tecnológicos fortemente inovadores.

A dianteira possui elementos ajustados com exatidão, livres de qualquer excesso. Esculpido, o capô expressa a proteção e a robustez do PEUGEOT 2008. A “grade flutuante” parece entalhada na carroceria e se mostra de maneira refinada. Os faróis são projetados levando em conta as funções técnicas. Afilados, eles remetem à pupila de um felino, conferindo um caráter ainda mais expressivo, tecnológico e singular. Os faróis possuem refletores com lente semielíticas e luzes diurnas em LED, que além de melhorarem a segurança, trazem uma assinatura luminosa marcante e com muita personalidade.

O novo crossover compacto apresenta um estilo robusto e elegante nas laterais. A sofisticação de sua silhueta é destacada por suas proporções harmônicas, com as rodas bem posicionadas nas extremidades da carroceria, no movimento dinâmico do teto, que surge na altura dos assentos traseiros prolongando-se até o aerofólio, e no seu acabamento refinado de cromo nos retrovisores e na moldura dos vidros.

O Peugeot 2008 conta com uma enorme superfície envidraçada, incluindo o teto panorâmico de 0,60 m², proporcionando um interior agradável com uma forte sensação de amplitude e conforto. A robustez da carroceria é reforçada com o uso de pneus de uso misto, as rodas de 16 polegadas de liga-leve com acabamento diamantado e os protetores pretos na parte inferior da carroceria, que se estendem do para-choque dianteiro ao traseiro.

O visual traseiro transmite robustez e versatilidade. O para-choque traseiro saliente à carroceria, com a parte inferior em preto fosco, reforça a proteção. Ainda na parte inferior, encontram-se as funções de luz de neblina e de ré perfeitamente integradas, conferindo muita elegância ao conjunto.A tampa do porta-malas está emoldurada pelo teto com ondulação dinâmica, pelas lanternas traseiras solidamente fixadas na carroceria, que trazem flutuando em seu interior uma identidade visual (que remete às “garras” do leão) iluminadas por LEDS, e pelo piso baixo do porta-malas, que facilita o seu carregamento.

Confortavelmente sustentado pelo banco regulável em altura, profundidade e inclinação, o condutor se integra perfeitamente ao veículo. Intuitivamente, ele tem acesso a todos os elementos. Em suas mãos, o volante multifunções de tamanho reduzido e revestido com couro, regulável em profundidade e em altura, aumenta a precisão da direção, que tem assistência progressiva elétrica.

Sem tirar os olhos da estrada, o painel de instrumentos elevado fornece ao motorista as informações necessárias à condução dentro de seu campo de visão para melhor leitura, eficácia e segurança. De série desde a versão de entrada, a central multimídia apresenta uma grande tela colorida sensível ao toque de sete polegadas com gráficos de desenho cuidadoso e que comanda todas as funções de conectividade.

Surgindo na continuidade do painel de instrumentos, o console central disponibiliza o freio de mão do tipo aviação, que libera espaço no posto do condutor graças ao seu formato elegante e robusto. Ainda no console, o comando elétrico da cortina que protege o teto de vidro panorâmico encontrasse ao lado do seletor do Grip Control.

Os materiais utilizados nos acabamentos são nobres, como os detalhes cromados ao redor das saídas do ar-condicionado, nas portas e na moldura da central multimídia, que também conta com acabamento em black piano, presente ainda no painel de instrumentos e no comando do arcondicionado Bi-Zone.

Os bancos das versões Griffe são revestidos em couro e tecido, aliando qualidade e esportividade, em perfeita harmonia com outros elementos do interior, que têm acabamento em tom marrom. O volante é revestido em couro e dispõe de um acabamento cromo fosco com a inscrição Peugeot. A iluminação branca dos equipamentos e mostradores combina com as cores claras das peças de acabamento da parte superior da cabine, criando um ambiente elegante e sofisticado. O interior do Peugeot 2008 oferece um bom número de porta-objetos, como os espaços nas portas laterais, o profundo compartimento situado em frente ao câmbio e o porta-luvas refrigerado.

Em sua versão topo de gama, o crossover ganha o motor turbo THP Flex de 173cv e passa a ser o mais potente SUV do segmento, além de se tornar o primeiro modelo a vir equipado com um propulsor bicombustível de injeção direta com turbocompressor. No desenvolvimento desse motor, que tem classificação “A” no programa de etiquetagem do INMETRO, buscou-se um compromisso equilibrado entre desempenho e economia de combustível. O torque máximo, de 24,5 kgfm, já aparece a 1.400 rpm, permanecendo constante até 4.000 rpm. Esta característica garante grande prazer ao dirigir, com retomadas ágeis e potentes, principalmente pelo fato de 16 kgfm já estarem disponíveis logo a 1.000 rpm.

Associado ao motor THP, a caixa mecânica de 6 velocidades permite um equilíbrio perfeito entre esportividade, com as primeiras marchas mais curtas favorecendo as acelerações, e economia de combustível, com uma sexta marcha mais longa fazendo com que o motor trabalhe em uma rotação mais baixa em velocidades mais elevadas.

O 2008 é também equipado com motor 1.6l 16V FlexStart, que dispõe do sistema que elimina o reservatório de gasolina para realizar a partida a frio. O propulsor, também classificação “A” no programa de etiquetagem do INMETRO, desenvolve 122 cv de potência a 5.800 rpm quando abastecido com etanol, e torque máximo de 16,4 kgfm a 4.000 rpm. Ao utilizar gasolina, a potência é de 115 cv a 6.000 rpm e 15,5 kgfm de torque.

Nessa motorização, o crossover oferece duas opções de câmbio: uma caixa manual de cinco velocidades à frente e uma transmissão automática sequencial, a mais acessível do segmento, que possibilita a troca de marchas na própria alavanca do câmbio ou por meio de “paddle shift” na coluna de direção, ambas adaptadas a um estilo próprio de condução.

Na versão equipada com câmbio automático, o condutor dispõe ainda do comando “eco”, que altera a lei de passagem de marcha para diminuir o consumo de combustível. Já as versões equipadas com as caixas manuais são equipadas com o GSI (Gear Shift Indicator), que indica eletronicamente no painel o melhor momento para troca de marcha, sempre tendo como objetivo a economia de combustível. Diferentemente do veículo europeu, o crossover produzido localmente possui um maior ângulo de entrada, de 22,2 graus.

Os pneus têm medida igualmente maior (205 x 60 R16) e a suspensão, também ajustada, é 10 mm mais alta. Na dianteira, a suspensão é pseudo-McPherson e, na traseira, travessa deformável com molas e amortecedores especialmente regulados, assim como a direção eletronicamente assistida.

Patenteado pelo Grupo PSA Peugeot Citroën e proposto na motorização turbo THP Flex, o sistema Grip Control otimiza a tração do 2008 em condições de baixa aderência. Ele associa à altura livre do solo, de 20 cm, um sistema anti-derrapagem evoluído e pneus de uso misto (com tecnologia Fuel Saving, que proporcionam performance e economia de combustível).

Polivalente e flexível, o Grip Control se adapta ao terreno agindo sobre as rodas dianteiras. O condutor pode, a qualquer momento, escolher entre os cincos modos de utilização disponíveis no seletor posicionado no console central.

Todas as versões do 2008 estão equipadas de série com sistemas de retenção eficazes: Cinco cintos de segurança com três pontos de fixação: alerta sonoro e visual de afivelamento do cinto do condutor; na frente, os cintos têm pré-tensionadores e bloqueio de folga e atrás os cintos laterais e central têm bloqueio de folga; Os dois airbags frontais protegem, em caso de choque frontal violento, o condutor e o passageiro dianteiro, a fim de limitar os riscos de traumatismo na cabeça e tórax. Para o motorista, ele está integrado no centro do volante; para o passageiro dianteiro, ele está dentro do painel de bordo acima do porta-luvas; Os dois airbags laterais, em caso de forte choque lateral, são ativados com o objetivo de limitar os riscos de traumatismo entre a bacia e o ombro. Cada um deles está localizado dentro da armação do banco, voltado para a porta. Freios a disco nas quatro rodas com ABS.

E, para as versões Griffe e Griffe THP, ainda há os dois airbags de cortina (totalizando 6 airbags), que em caso de forte choque lateral, limitam o risco de traumatismo na lateral da cabeça do motorista e passageiros. Cada um deles está localizado entre a coluna A e a parte superior do habitáculo.

Associado ao Grip Control, o programa de estabilidade eletrônica (ESP) integra as seguintes funções: Anti-bloqueio de rodas (ABS): impede que as rodas travem, regulando a pressão exercida nos freios para se obter máxima eficiência na frenagem; Repartidor eletrônico de frenagem (REF): distribui a pressão de frenagem entre a dianteira e traseira; Assistência à frenagem de urgência (AFU): diminui o esforço necessário no pedal ao mesmo tempo em que aumenta a pressão nos freios; Anti-derrapagem de rodas (ASR): otimiza a tração para evitar que uma roda patine em um desnível ou em uma forte aceleração; Controle dinâmico de estabilidade (CDS): se for detectada uma perda de estabilidade na trajetória, o sistema age em uma ou mais rodas, freando-as ou acelerando o veículo para corrigir a estabilidade; Função Hill Assist: em aclives, mantém o veículo freado por dois segundos mesmo que o motorista não esteja pisando no pedal de freio para que ele saia com segurança. As funções ASR e CDS podem ser desconectadas pelo botão ou controle do Grip Control (ESP “off”). Elas se reconectam automaticamente quando a velocidade ultrapassa 50 km/h.

Os faróis de neblina vêm equipados com a função “cornering”, ou seja, para aumentar a visibilidade noturna do motorista, eles acendem automaticamente na direção da curva em função do ângulo do volante. O acesso ao porta-malas também é simples, com uma grande abertura retangular e altura de carga baixa em relação ao solo (apenas 60 cm). O banco modular 1/3-2/3 permite uma variação de volume de 355 a 1172 litros. Basta pressionar o comando situado na parte superior do encosto traseiro para rebater o encosto e o assento é automaticamente escamoteado.

O Peugeot 2008 será oferecido em três versões de acabamento: Allure e Griffe, ambas equipadas com o motor 1.6 l 16V Flex e transmissões manual e automática, Griffe THP, atrelada à caixa manual de seis velocidades. A Peugeot disponibiliza ainda uma grande gama de cores ao consumidor brasileiro, seis no total: branco banquise, branco nacré (perolizado), cinza aluminium, marrom dark carmin, preto perla nera e vermelho rubi.

O Peugeot 2008 chega ao mercado com uma lista de acessórios. Eles poderão ser adquiridos em três kit’s principais: Kit Multimídia: totalmente integrado à central multimídia e comandos no volante que já equipam de série todas as versões do Peugeot 2008, o kit, o mais avançado do mercado, permite a conexão via wifi. Vem habilitado com GPS e traz adicionalmente câmera de ré, TV digital e espelhamento de celulares Miracast (Android) e AirPlay (iOS). Vem ainda com saídas para telas traseiras, estendendo a possibilidade de entretenimento para todos os passageiros; Kit Mobilidade: possibilita o transporte de bicicletas no teto do Peugeot 2008 com rack’s especialmente desenvolvidos para o veículo. E conta também com a comodidade de instalação de engate de reboque com ponteira removível, para facilitar o transporte de bicicletas com suporte específico para engate; Kit Automatização: desenvolvido para aumentar a comodidade, vem com o sistema de levantamento de vidros e fechamento da cortina do teto com função “um toque”, e fechamento automático total quando o veículo é trancado. Os acessórios estarão à disposição a partir de maio, mês de início de comercialização do Peugeot 2008, nas concessionárias da marca.

Confira a tabela de preços:

Allure 1.6 16v com câmbio mecânico – R$ 67.190

Allure 1.6 16v com câmbio automático – R$ 70.890

Griffe 1.6 16v com câmbio mecânico – R$ 71.290

Griffe 1.6 16v com câmbio automático – R$ 74.990

THP 1.6 16v turbo de 173 cavalos e câmbio de 6 marchas – R$ 79.590

Viagem a convite da Peugeot

Fonte: Imprensa Peugeot do Brasil

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo