CarrosNotícias

Os Norte Americanos comprarão 100 mil carros elétricos este ano?

Foto: Marcus Lauria / Chevrolet Volt

A empresa de pesquisas Gartner anunciou na última semana que as previsões de vendas de automóveis elétricos e híbridos nos Estados Unidos em 2012 será em torno de 100 mil unidades. Isso significa que o número de vendas deles deverá triplicar este ano.

No último ano os consumidores tinham apenas três opções de carros elétricos: o Nissan Leaf, 2011 Chevrolet Volt, e 2011 Tesla Roadster e ainda assim disponíveis em apenas três estados no país. Este ano, no entanto, a maioria deles estarão a venda em todos os 50 estados, tornando mais fácil a vida daqueles que querem comprá-los.

Além disso novos modelos foram introduzidos no mercado a exemplo do Ford Focus Electric, Toyota Prius Plug-in Hybrid, Sedan Coda, Fisker Karma e Tesla Model S – para não mencionar um número limitado de Toyota e Honda RAV4EV e Fit EV entre outros.

O fato é que a produção de veículos elétricos está aumentando e o apoio dos governos a eles também. Daí a tendência do aumento substancial das vendas. Aliás, durante 2012, a Nissan diz que vai produzir 50 mil Leafs em todo o mundo com 20.000 unidades destinadas para os Estados Unidos e a GM diz que os números de produção global para o seu Volt / Ampera plug-in híbrido chegará a 60 mil veículos, com 45.000 carros – ou quantas são necessárias – destinados a compradores dos EUA.

Todos sabem que produção por si só não é o bastante, terá que haver muita publicidade e campanha educativa para que os clientes conheçam mais os benefícios ao comprar um veículo “verde”. O maior volume de vendas de elétricos em 2012 deve ser mesmo para o setor corporativo, já que haverá incentivo do governo para que as empresas substituam sua frota de motores à combustão pelos elétricos e híbridos. Além disso, a redução dos custos operacionais para quem fizer a opção será significativa.

É bom mesmo os governos se prepararem para apoiar a introdução do carro elétrico em maior volume, caso contrário terá que continuar refém da importação de combustível para manter as suas frotas. Aqui no Brasil por exemplo, continuaremos importando gasolina e etanol apesar de sermos pioneiros na produção do Álcool para veículos automotores. É uma pena.

Fonte: Greencarreports

*Evaldo Costa
Escritor, conferencista e Diretor do Instituto das Concessionárias do Brasil
Blog: www.evaldocosta.blogspot.com
E-mail: [email protected]
Siga no Twitter/LikedIn/Facebook/Orkut: [email protected]

 

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo