CarrosNotícias

Novo Stratos permanece na “geladeira”

Foto: Divulgação

O famoso New Lancia Stratos, que foi notícia no  mundo nas páginas das revistas e nos fóruns de internet, vai permanecer como exemplar único até que a Ferrari decida o contrário. Segundo os responsáveis do projeto do novo esportivo, como Michael Stoschek, o CEO de Maranello, Amadeo Felisa, são contra a criação de qualquer automóvel feito por empresas parceiras da Ferrari, que possa resultar em um potencial concorrente da marca Italiana.

O novo Stratos seria construído em uma plataforma modificada da Ferrai F360 ou da F430, sendo assim, “nunca seria um verdadeiro concorrente da nova F458”, defendem os criadores do Stratos do século XXI. “Ao longo do último ano tentamos negociar com vários pequenos construtores, com empresas de baixos volumes, com parceiros industriais de todo o gênero, mas chegamos à conclusão que é virtualmente impossível transferir para outra empresa o know-how que se adquiriu ao trabalhar com a Pininfarina”, explica a empresa.

O modelo foi todo feito em CAD e a sua execução nunca seria problema. “Os inúmeros detalhes de montagem e acabamento permanecem na cabeça de alguns poucos privilegiados dentro da Pininfarina”, e isso seria impossível de refazer. Isto significa que o único novo Stratos existente vai continuar a ser o único. Está sendo terminado um segundo modelo (protótipo), pintado de preto e os dois carros vão continuar a aparecer em eventos selecionados em todo o mundo.

A esperança é que mais tarde, quem sabe, o projeto pode vir a ser retomado. “No futuro, os carros de Fórmula 1 vão passar a ter motor 2.4 V6 turbo”, lembram os criadores do novo Stratos. “A Ferrari não tem esse motor. Os conhecedores sabem que o motor do Stratos era um 2.4 V6 que vinha do Ferrari Dino. Pode ser que nesse caso a Ferrari decida fazer um sucessor moderno para o Dino e, nesse caso, estaremos a um pequeno passo de recriar o Stratos”, conclui o responsável pela marca.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo