CarrosNotícias

Nascar Sprint Cup 2016 – 6° Etapa – STP 500 – Martinsville Speedway

000_Abre

Vamos para a sexta etapa da Nascar Sprint Cup em 2016, após o primeiro final de semana de folga desde que o certame teve início, e o cenário agora é totalmente diferente. As 4 primeiras etapas foram disputadas em circuitos que, embora variaram bastante em termos de arquitetura dos traçados e temperatura ambiente, tinham em comum suas extensões, nenhum inferior a 1,5 milhas para cada volta, e com a Toyota e a Chevrolet dominando os treinos classificatórios e com apenas uma vitória da Ford. Que conquistou a pole-potision com Joey Logano #22 Ford Fusion, Team Penske.

A etapa anterior, disputada no Auto Club Speedway, em Fontana, Califórnia, um circuito tipo D-Oval com 2 milhas de extensão, mostrou mais uma vez que as coisas mudaram um pouco na Nascar, e já não se vê mais tantas bandeiras amarelas com acidentes envolvendo diversos competidores, e o grande vilão da temporada é aquela coisa preta chamada pneu, que não exita em explodir nos momentos mais inconvenientes – tanto faz se é no carro de quem esta na frente, que vai perder a corrida, quanto no carro de quem esta la atrás, porque as coisas vão mudar de configuração para a re-largada. Que o diga Kevin Harvick #4 Chevrolet SS, Stewart-Haas Racing que vinha liderando sossegado, apesar da tentativa de Jimmie Johsnon #48 Chevrolet SS, Hendrick Motorsports (parece que o piloto acordou este ano e resolveu acelerar novamente…), mas todos estavam de olho no combustível que ninguém sabia se acabaria antes do final. O fato é que um pneu explodido na turma lá de trás agrupou todo mundo de novo e Johnson cruzou a linha de chegada na primeira colocação, seguido por um frustrado Harvick (liderou 142 das 205 voltas) em segundo lugar e Danny Hamlin #11 Toyota Camry, Joe Gibbs Racing, fazendo as honras da casa nipônica na terceira colocação. Joey Logano #22 Ford Fusion Penske Racing foi o quarto colocado, com um surpreendente (novamente) Rick Stenhause Jr. #17 Ford Fusion, Roush Fenway em quinto e Chase Elliott #24 Chevrolet SS, Hendrick Motorsports, afinal tendo um resultado positivo, fechando as seis primeiras colocações. E, claro, a tabela de pontuação deu mais uma reviravolta, mandando o então líder Kyle Busch #18 Toyota Camry Joe Gibbs Racing para a quarta colocação, atrás do renascido e constante – fortíssimo candidato ao título, em razão das performances que vem apresentando – Carl Edwards #19 Toyota Camry, Joe Gibbs Racing e Denny Hamlin #11 Toyota Camry, Joe Gibbs Racing. Joey Logano #22 Ford Fusion, Team Penske vem, pouco a pouco, subindo na classificação e não será surpresa vê-lo classificado para o Chase. Após 5 etapas, temos duas vitórias de Jimmie Johnson, uma de Kevin Harvick, uma de Brad Keselowski #2 Ford Fusion, Team Penske (que, depois disso, parece correr escondido) e uma de Danny Hamlin. As pole-positions até agora foram duas de Kurt Busch, uma de Chase Elliott, uma de Kyle Busch e uma de Austin Dillon #3 Chevrolet SS, Richard Childress Racing.

Para esta 6ª etapa as coisas mudaram bastante. O Martinsville Spreedway, circuito oval tradicional localizado na cidade que lhe empresta o nome, no estado da Virgínia, é um dos menores utilizados pela Nascar, junto com Bristol, com exatas 0.526 milhas de extensão, ou 847 metros de comprimento, 12º de inclinação nas duas curvas e retas planas, com piso variando entre asfalto e concreto, e esta pronto o pesadelo. Ajustar o carro para se comportar o mais próximo possível do aceitável na turbulência causada pelos 40 concorrentes é tarefa para extraterrestre porque, como as voltas são absurdamente curtas, não existe a possibilidade de se assumir a liderança e ter pista limpa à frente, e quem vem atrás sofre dobrado para conseguir manter seu carro na pista. É o chamado “carrossel”, onde todo mundo ultrapassa todo mundo, só que sempre do jeito mais difícil e apertado e, se não for o auxílio da cronometragem e da torre informativa, depois de 10 voltas ninguém mais sabe quem esta aonde no fim das contas. Não tenho idéia de como faziam isso lá pelos idos dos anos 1950, quando não existia nem uma nem outra tecnologia. O importante aqui é que, ao contrário dos circuitos utilizados até esta prova, onde a posição de largada pouco importava (Jimmie Johnson largou da 19ª colocação para a vitória em Fontana), aqui a porca torce o rabo, e se largar no meio do pelotão é uma temeridade, dali para trás é quase garantia de encrencas à vista. Prevejo, nessa etapa, um festival de bandeiras amarelas, em função dos acidentes que virão por conta, principalmente, do grid de largada (absurdamente inusitado) que ficou assim:

1° – Joey Logano, Ford Fusion #22, Team Penske

2º – Kasey Kahne, Chevrolet SS #5, Hendrick Motorsports

3°-  Brian Vickers, Chevrolet SS #14, Stewart-Haas Racing

4º-  Paul Menard, Chevrolet SS #27, Richard Childress Racing

5º – Ryan Newmann, Chevrolet SS #31, Richard Childress Racing

6º – A. J. Allmendinger, Chevrolet SS #47, JTG Daugherty Racing

7º – Kyle Busch, Toyota Camry #18, Joe Gibbs Racing

8º – Danny Hamlin, Toyota Camry #11, Joe Gibbs Racing

9° – Matt Kenseth, Toyota Camry #20, Joe Gibbs Racing

10º – Chase Elliot, Chevrolet SS #24, Hendrick Motorsports

11º – Brad Keselowski, Ford Fusion #2, Team Penske

12º – Ryan Blaney, Ford Fusion #21, Wood Brothers Racing

13º – Rick Stenhouse Jr., Ford Fusion #17, Roush Fenwey

14º – Greg Biffle, Ford Fusion #16, Roush Fenwey

15º – Jamie McMurray, Chevrolet SS #1, Chip Ganassi Racing

16º – Martin Truex Jr, Toyota Camry #78, Forniture Row Racing

17° – Kyle Larson, Chevrolet SS #42, Chip Ganassi Racing

18º – Casey Mears, Chevrolet SS #13, Germain Racing

19° – Kevin Harvick, Chevrolet SS #4, Stewart-Haas Racing

20° – Aric Almirola, Ford Fusion #43, Richard Petty Motorsports

Sem a menor sombra de dúvida, excetuando-se a posição de Logano, habitual piloto de ponta, este é mais um daqueles grids de largada onde parece que estamos lendo a seqüência de tempos de outra categoria ou está invertida. Se existe algo de certo nesta sempre imprevisível categoria é que esta será uma corrida de muita superação e, quem sabe, que nos reserva alguma surpresa em termos de vitória? Na Nascar Sprint Cup, nada é impossível, e esse grid acima comprova isso!  A largada esta prevista para as 14:00, horário de Brasília, com transmissão ao vivo pela FoxSports2 e comentários sempre bem vindos de Rodrigo Mattar.

Após 5 etapas, a pontuação dos 20 melhores colocados no campeonato está assim:

1° – Kevin Harvick, Chevrolet SS #4, Stewart-Haas Racing                     195

2º – Jimmie Johsnon #48 Chevrolet SS, Hendrick Motorsports                              184

3° – Carl Edwards #19 Toyota Camry, Joe Gibbs Racing                         171

4º – Danny Hamlin, Toyota Camry #11, Joe Gibbs Racing                      170

4º – Kyle Busch, Toyota Camry #18, Joe Gibbs Racing                            170

6º – Joey Logano, Ford Fusion #22, Team Penske                                    165

7º – Kurt Busch, Chevrolet SS #41, Stewart-Haas Racing                        148

8º – Dale Earnhardt Jr. #88 Chevrolet SS, Hendrick Motorsports            145

9° – Brad Keselowski, Ford Fusion #2, Team Penske                                               142

10º – Austin Dillon #3 Chevrolet SS, Richard Childress Racing                              139

11º – Martin Truex Jr, Toyota Camry #78, Forniture Row Racing            127

12º – Jamie McMurray, Chevrolet SS #1, Chip Ganassi Racing              125

13º – Aric Almirola, Ford Fusion #43, Richard Petty Motorsports             120

14º – Rick Stenhouse Jr., Ford Fusion #17, Roush Fenwey                      119

15º – Matt Kenseth, Toyota Camry #20, Joe Gibbs Racing                       113

16º – Chase Elliot, Chevrolet SS #24, Hendrick Motorsports                   110

16° – Ryan Blaney, Ford Fusion #21, Wood Brothers Racing                  110

18º – Kasey Kahne, Chevrolet SS #5, Hendrick Motorsports                   109

19° – A. J. Allmendinger, Chevrolet SS #47, JTG Daugherty Racing     108

20° – Ryan Newmann, Chevrolet SS #31, Richard Childress Racing      95

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo