MotosNotíciasReportagens

Mototurismo – Cidade de Socorro é alternativa para quem quer tranquilidade

Sabe aquele lugar em que ainda te cumprimentam ao caminhar nas ruas, ou que ainda se tem um bate papo gostoso em cada lugar que se para, seja no posto para abastecer ou um simples café num bar. Pessoas que sempre estão dispostas a recebê-lo bem, essa é a Cidade de Socorro que fica pertinho de São Paulo (132km) nosso destino para inauguração da exposição “Duas Rodas Uma Nação” no museu municipal.

Pegamos estrada e saímos de São Paulo, pela Via Dutra (SP-060) até acessar a rodovia Fernão Dias (SP-010 ou BR 381) a estrada mescla trechos de asfalto bom e ruim, curvas e muitos caminhões, tomem cuidado. Passamos pela bonita e agradável Bragança Paulista conhecida como capital nacional da linguiça, não fizemos parada e deixamos para outra vez, já que nosso objetivo estava a mais 42km a frente. Seguimos pela rodovia Capitão Barduíno (SP-008) até nosso destino.

Na chegada nos dirigimos ao centro onde encontramos um cara com a camiseta do evento, seu nome Luciano (guarde esse nome) que gentilmente nos recebeu e nos explicou como ir até nosso hotel, que na verdade ficava em Bueno Brandão-MG colada em Socorro, bem na divisa de SP e MG.

Percorremos mais cerca de 15km em estradas com paisagens que descansam a alma e nos fazer bem, uma brisa gostosa amenizava o sol forte. Aos poucos o asfalto deu vez para uma estrada de terra, aí que a brincadeira ficou gostosa. A Kawasaki Versys 300 ABS é perfeita, superou buracos, pedras soltas, subidas, descidas e até um pouco de barro com muito vigor seu motor de 40cv e seu torque máximo de 2,6 kgf-m deram conta do recado sem reclamar, isso tudo com garupa.

Falando em garupa, em nenhum momento minha parceira de aventura reclamou, as suspensões são ótimas e nos deram conforto para todo o fim de semana, na dianteira garfo telescópico de 41mm com 130mm de curso (sem ajuste) e na traseira Uni-Track com link com 148mm de curso e ajuste na pré carga da mola, bem casadas com excelentes pneus mistos Pirelli MT60 nas medidas 100/90 aro 19 na dianteira e 130/80 aro 17 na traseira.

Chegando ao Hotel Parque dos Sonhos (https://parquedossonhos.com.br/) um verdadeiro resort de aventura se é que podemos chamar assim, com mais de 30 atividades ao ar livre como várias tirolesas (uma com 1km de extensão) piscina aquecida, passeios de trator, arvorismo, boia cross, rafting e rapel entre outras. Deixamos as coisas na recepção e retornamos até o centro onde participamos da palestra sobre pilotagem na Câmara Municipal com nosso amigo André Garcia (http://www.motosafe.com.br/) onde abordou vários aspectos da pilotagem com segurança.

Em seguida nos dirigimos para a rua ao lado, para inauguração da exposição “Duas Rodas e uma nação” no museu municipal que foi até dia 01/03/2020, autoridades locais discursaram falando da importância da exposição e o turismo na cidade, adentramos o ambiente e que visão tivemos de cara, uma verdadeira viagem no tempo, com a super competente curadoria da Motostory (https://motostory.com.br/pt) apresenta motocicletas raras como a Triumph Type H de 1915 da TecMoto, motos do acervo da Remaza Collection e Moto Classic Museum.

Os três andares foram montados de modo que aguça o visitante a “se deliciar” com as histórias e curiosidades de cada modelo, destaque para a parede do tempo com muitas fotos e imagens além de objetos como botas, medalhas, capacetes e troféus.

Motos de competição, scooters e motonetas como as curiosas Grassi Saci e Jawa Cezeta, dentre os modelos expostos a Honda CG 125 de 1976 em que o Pelé fez a propaganda do lançamento e a mais moderna Yamaha MT07 de Rafael Paschoalin único Brasileiro a vencer a subida de Pikes Peak nos Estados Unidos.

No salão atendendo muito gentilmente a todos o piloto Gustavo Cecarrelli que orgulhoso posava ao lado da Matchless G80 de 1948 de seu bisavô Constante Cecarreli, uma baita história, são 4 gerações de pilotos.

Após a visita e muitas fotos, a galera seguiu para o restaurante e centro de lazer Pitauá (https://pitaua.com.br/) muito agradável e familiar que conta com pesqueiro e playground para os pequenos. Seu cardápio é recheado de sabores regionais socorrenses a base da deliciosa tilápia, recomendamos tilápia à parmegiana, deu até água na boca.

Já alimentados seguimos por estradas de terra para a fazenda Sete Senhoras (https://www.fazenda7senhoras.com/) o proprietário Eduardo de Bovi nos recebeu e nos contou a história da fazenda que tem mais de 100 anos e hoje conta com mais de 250 mil pés de café, em seguida o barista Danilo Favero nos mostrou todo o processo do plantio, colheita e torra. As visitas podem ser agendadas, quem curte café e história vai ficar encantado, além é claro do belo visual da localidade.

Depois de degustar um delicioso café feito na hora, seguimos para o próximo ponto, Pedra Bela Vista (http://pedrabelavista.com.br/) um parque de esportes que oferece muitas opções de esportes radicais como a pista de downhill, mas nosso objetivo era finalizar esse dia cheio de aventuras com o maravilhoso pôr do sol no mirante, mas antes tiramos muitas fotos e saboreamos o famoso “pan de palo” uma receita peruana na qual se coloca a massa de pão em uma haste de madeira, assando na brasa, depois de assado você escolhe uma das várias opções de recheio e está pronto para comer.

O mirante é simplesmente maravilhoso, contemplar a natureza de um lugar tão fantástico é uma renovação de energias, um sentimento de alegria e liberdade toma conta de todos, recomendo muito que fiquem um tempo lá curtindo essa sensação. Lembra do Luciano Peixoto que falei no início do texto, tive oportunidade conversar um pouco mais e descobri que tem 39 anos de experiência em Off-Road, só em Socorro há 19 anos e conhece todos os caminhos e trilhas da região, tem um site (https://motorradexperience.com.br/) e canal no youtube de mesmo nome na qual divulga, incentiva e dá dicas sobre mototurismo e motociclismo off-road.

O sol foi embora e uma leve brisa começou a bater em nossos corpos que nesse momento estavam cansados mas muito felizes e realizados, retornamos ao centro da cidade onde guardamos as motos, e seguimos de Van para a “Quinta do Malte” (http://quintadomalte.com.br/) fábrica de cerveja e chope artesanal fundada em 2010, conhecemos o processo de fabricação e pudemos degustar as bebidas diretamente na fonte, este é outro local que merece a visita, principalmente quem aprecia as cervejas e chopes artesanalmente fabricadas, mas lembrando sempre “SE BEBER NÃO DIRIJA”.

No finalzinho do dia, ainda passamos no restaurante Casa Alfredo (https://www.facebook.com/restaurantecasaalfredo/) onde saboreei a pizza mais gostosa que já comi, Cebola ao Vinho (mozzarella, parmesão, bacon e cebola caramelizada no vinho) de soltar os cachorros como diria Ana Maria Braga. Além de pizza a casa oferece diversos pratos como risotos e massas. Conversamos bastante com todos e já com sono e cansaço em nível Hard, fomos para o Hotel descansar isso já eram 01:30 da matina.

Acordamos as 08:00 do domingo com o som dos pássaros e da cachoeira, quer melhor que isso?

Como a moto ficou no centro, gentilmente o Sir Charles Gonçalves (Charlão) da empresa ProximAventura (https://www.proximaventura.com.br/) foi nos buscar, a empresa criada em maio de 2015 é especializada em turismo de natureza e aventura na cidade, simpatia em pessoa, foi nos dando dicas de passeios e contando com muita paixão sobre seu trabalho em Socorro.

Charlão também oferece o Roda Socorro (https://rodasocorro.tur.br/) serviço que transfer para os pontos turísticos da região, com uma Kombi toda colorida e é claro sempre com um bom papo e dicas, com certeza será uma ótima experiência.

Pegamos a moto e nos reunimos no centro para o almoço que desta vez foi no restaurante Sal & Pimenta (https://www.facebook.com/salepimentasocorro) dentro do shopping Moda de Fábrica, comida por quilo muito saborosa, atendimento perfeito e de quebra por suas enormes janelas se tem a visão do rio do peixe e da natureza, uma tranquilidade só, uma excelente opção em Socorro.

Após almoço e antes de partimos de volta já por volta das 15:00hs paramos para um café na Doce Arte Café (https://www.facebook.com/DoceArteCafe/) onde fomos recebidos pelo barista João Vitor (Vice-campeão da II Copa São Paulo Hario V60, 2020) que com muita simpatia nos deu mais informações sobre os grãos e sobre o café produzido na região.

Hora de voltar para a maluca e agitada sampa, deixando para trás paisagens lindas, num fim de semana fantástico, cheio de aprendizado, de novos amigos, voltaremos em breve…com certeza!

Agradecemos muito a Prefeitura de Socorro e Secretária de Turismo (https://socorro.tur.br/) por meio da VGCOM (https://www.instagram.com/vgcombra/), a ASTUR (Associação Socorrense de Turismo) e COMTUR (Conselho Municipal de Turismo) que nos fizeram esse convite e nos proporcionaram tanta aventura e alegria. Muito obrigado a Kawasaki Motores do Brasil (http://kawasakibrasil.com.br/) por nos ceder uma motocicleta incrível (não poderia ser melhor) a Versys X300 uma guerreira de asfalto e terra que nos atendeu maravilhosamente bem e nos permitiu deslocamentos com conforto e segurança.

Socorro Turismo

Rodovia Pompeu Conti, 3210

Fone:19 3895-8005

e-mail: [email protected]

Fonte: http://vivocommoto.com.br/vivocommoturismo-socorro-sp/

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo