MotosNotícias

Motocicleta Brasileira vence campeonato mundial de customização nos Estados Unidos

Se você pudesse fabricar uma motocicleta do zero ao seu próprio gosto, como seria o projeto dos seus sonhos? Que tal um conjunto de rodas de 36 polegadas totalmente vazadas e com pneus de perfis baixos fabricados exclusivamente para o modelo? Ou então um motor aeronáutico Rolls-Royce Continental V6 da década de 1960 com 300cv de potência, junto a um design futurista e muita fibra de carbono, cromados e ligas metálicas nobres em todo o conjunto?

Parece ficção científica? Pois esta foi exatamente a fórmula utilizada por um brasileiro já bem conhecido do público brasileiro por seus projetos inovadores, para dar vida ao seu grande sonho: a motocicleta TMC Dumont, projeto 100% brasileiro da Tarso Marques Concept, do ex-piloto de Fórmula 1 e Indy, Tarso Marques, que venceu o maior campeonato de customização nos Estados Unidos.

Recém-chegado dos Estados Unidos, Tarso Marques foi, mais uma vez, o grande vencedor do mais famoso e tradicional campeonato de customização mundial, realizado entre os dias 9 e 18 de março, em ocasião do maior evento de motos do mundo: o Daytona Bike Week 2018.  Organizado todos os anos em Daytona Beach, na Flórida, o local se transforma em uma verdadeira meca para os motociclistas durante essa época do ano. Com 77 anos de tradição e reconhecimento mundial, reúne sempre os maiores fabricantes e customizadores do mundo nas ruas da famosa praia americana.

Para ter ideia de sua dimensão, são mais de 500 mil pessoas que participam da festa, todos com um mesmo gosto: a paixão pelas motos. Não por menos, por lá já saíram nomes famosos da fabricação e customização de motocicletas, como os integrantes da família Teutul, da Orange County Choppers; além de Dave Perewitz, Indian Larry, Cyril Huze, entre outros.

E foi neste palco e com este cenário que o brasileiro Tarso Marques conquistou seu 6º título de customização em Daytona. No entanto, nesta edição de 2018, a vitória teve um sabor especial para ele e para todos os brasileiros. Pela primeira vez, Tarso concorreu com uma motocicleta criada e desenvolvida totalmente no Brasil. O nome TMC Dumont, é alusivo a seu estúdio e uma homenagem ao pai da aviação nacional, o brasileiro Alberto Santos Dumont.

Um dos pontos de maior destaque da TMC Dumont são seus conjuntos de rodas. É praticamente impossível ficar indiferente ou não se impactar frente ao seu design e forma. Seu conjunto também foi totalmente desenhado em Solidworks e usinado no Brasil pela própria TMC. Segundo Tarso, estas são as maiores rodas do mundo já fabricadas para uma motocicleta, com 36 polegadas de diâmetro, praticamente 1,5 metros de altura. Outro detalhe importante está no fato de elas serem totalmente vazadas, sem aros ou cubo central. Ficam fixadas em uma seção inferior das rodas de forma sutil, para que a ideia de que o modelo rode “flutuando” fique evidenciada. Os pneus também tiveram de ser totalmente fabricados pela TMC e são exclusivos para uso da Dumont.

Mas não é só no design que ela é impactante. Muito do que seu conjunto apresenta no que se refere às soluções de engenharia, deixariam qualquer expert no assunto muito surpreso. Segundo Tarso Marques, algo que impressionou muito até mesmo os americanos, acostumados com projetos conceituais pouco usuais, foi a ausência de bengala para fixação da suspensão e roda traseira, assim como do garfo dianteiro, também para fixação da suspensão, guidão e roda dianteira.  Outro destaque é o chassi. confeccionados pela própria TMC, é eficiente e projetado em alumínio com cromo-molibdêrio, de forma a oferecer maior resistência.

Aliás, vale dizer que praticamente todos os detalhes na TMC Dumont ficam “escondidos” e longe dos olhos mais curiosos e detalhistas. Do cabeamento do guidão, velocímetro, iluminação retrátil, até tanque de combustível em alumínio (16 litros), reservatório de óleo (8 litros) e conjunto de suspensões – reguladas eletronicamente por um botão ou controle remoto – é praticamente impossível dizer qual componente é o que.  De ponta a ponta, a fluidez e beleza de suas formas fazem com que seja praticamente impossível desvendar o mistério que faz tudo funcionar com harmonia e eficiência na TMC Dumont.

Fonte: Linkpress Comunicação Integrada

 

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo