NotíciasReportagens

Mais sinalização, menos acidentes e prejuízos

Foto: Divulgação

A maioria dos acidentes de trânsito que trazem prejuízos financeiros e risco à saúde – ou mesmo a vida – de motoristas e passageiros ocorre por meras infrações de trânsito. Muitos condutores de veículos no Brasil ainda estão longe da conscientização necessária para fazer do trânsito uma atividade mais pacífica e segura.

O que mais constrange a maioria dos motoristas a praticar infrações leves e graves são punições e multas. Contudo, muitos imprevistos e acidentes também podem ser decorrentes de falta de sinalização ou mesmo sinalização inadequada em vias, estradas e espaços de circulação pública de automóveis e pedestres. Segundo órgãos de trânsito estaduais, a falha na sinalização é responsável por cerca de 10% dos acidentes.

Deveres e responsabilidades

Tratando-se das vias públicas e estradas, a implantação e manutenção da sinalização de trânsito adequada é responsabilidade das autoridades públicas, como os DETRANS e jurisdições das prefeituras e governos estaduais. Mesmo que a prestação desse serviço seja precária em muitas regiões, cabe a cada cidadão exigir e fiscalizar os serviços públicos.

Já em ambientes privados, como shoppings, centros coorporativos e comerciais, condomínios e estabelecimentos de grande porte onde há circulação de automóveis, a aquisição e instalação das placas de sinalização são responsabilidade de seus proprietários.

Assim como ocorre nas vias públicas, um percentual significativo de acidentes pode ser evitado com medidas simples para orientar motoristas e pedestres no interior da empresa ou mesmo no acesso ao estabelecimento, pois incidentes pode ocorrer na entrada ou saída e causar prejuízos.

Programar medidas seguras e promover melhores condições de trânsito são passos importantes para evitar acidentes e infrações, e cada motorista deve se esforçar diariamente para uma direção mais responsável e pacífica.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo