CarrosNotícias

Importadora entrega primeiro Honda Odyssey do país

A importadora independente Direct Imports, sediada em São Paulo, anunciou esta semana a importação do primeiro Honda Odyssey 2020 do Brasil. A minivan que tem boa aceitação no mercado norte-americano devido ao potente motor e ao amplo espaço interno com oito lugares, chega via importação direta na versão Elite, a mais cara.

“No Brasil, temos poucos modelos de vans e modelos familiares. Hoje os SUVs estão dominando o mercado nacional, por isso, o Honda Odyssey se torna diferente e especial com a vantagem dos oito lugares além de ser um carro exclusivo sem falar na tecnologia embarcada que torna o modelo interessante do ponto de vista do custo operacional” comenta Daniel Valerio, CEO da Direct Imports.

O Honda Odyssey tem bancos em couro sendo que os dianteiros tem aquecimento e refrigeração, ajustes elétricos e apoio de lombar. O cluster é totalmente digital e o kit multimídia tem tela sensível ao toque de 8” e possui espelhamento para celular Android e Apple. O carro ainda conta com a tecnologia Wi-fi, que distribui sinal de internet para os ocupantes do veículo.

Para os passageiros que vão nos bancos traseiro, a Honda equipou os assentos com sistema de entretenimento com tela de 10″ e diversos apps de streaming de áudio e vídeo. No total, são quatro telas: duas atrás dos bancos dianteiros e duas na fileira intermediária.

A minivan é equipada com motor V6 3.5L de 280cv, o que torna o modelo o mais rápido da categoria. O câmbio é automático de dez marchas.

Um outro diferencial do carro é o Honda Sensing, que já equipa carros como CR-V e Accord. O item é um conjunto de tecnologias de segurança e assistência ao motorista projetadas para ajudar a mantê-lo em uma distância segura de outros veículos e alertar sobre situações perigosas no trânsito e controlar o sistema de cruzeiro adaptativo.

A minivan chega ao Brasil com pelo preço a partir de R$ 350 mil sob encomenda. “Para o segmento de transporte executivo há um nicho de minivans para clientes que não querem um furgão, assim modelos premium encontram boa rentabilidade e conforto de um automóvel”, finaliza Valério.

Fonte: cquatrocomunica.com

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo