CarrosNotícias

Honda Civic Type R registra melhores tempos de volta em cinco autódromos na Europa

Honda Civic Type R registra melhores tempos de volta em cinco autódromos na Europa

O Honda Civic Type R, o “carro de pista para ruas”, cruzou a Europa em um esforço de quebrar novos recordes de volta para carros de produção com tração dianteira em cinco lendários autódromos do continente.

Inspirados pela volta recordista do Type R em Nürburgring Nordschleife, em maio de 2014, dentre os carros de tração dianteira, o time da Honda promoveu esse desafio europeu para reforçar o hatchback como o líder em performance em sua categoria.

A campanha teve início em um dia chuvoso de abril, em Silverstone, a “casa” do Grand Prix Britânico. Matt Neal, vencedor por três vezes do Campeonato Britânico de Turismo (BTCC), assumiu a direção para registrar o tempo de volta de 2 minutos e 44,45 segundos. Não contente com esse resultado, Matt e o time retornaram ao circuito um mês depois para registrar novo tempo, desta vez em pista seca, de 2 minutos e 31,85 segundos.

Honda Civic Type R registra melhores tempos de volta em cinco autódromos na Europa6

No início de maio, a atenção foi desviada para o icônico circuito belga de Spa-Francorchamps. O autódromo, aclamado por competidores de todas as nacionalidades e que traz a famosa curva Eau Rouge, foi enfrentado pelo jovem Rob Huff, que completou o trajeto em 2 minutos e 56,91 segundos.

Com dois recordes batidos, o histórico autódromo de Monza, na Itália, foi o próximo alvo. Outro membro do esquadrão da Honda no Campeonato Mundial de Turismo (WTCC), o húngaro Norbert Michelisz, assumiu o volante e conduziu o Type R pela famosa curva Parabolica para chegar ao tempo de 2 minutos e 15,16 segundos.

O clima do desafio estava sendo construído para a sessão final em Hungaroring, mas, primeiro, uma viagem até a clássica Estoril com o piloto português Tiago Monteiro para tomar as rédeas nas pistas. No entanto, um grave acidente durante a etapa alemã do WTCC colocou o ás da Honda fora de ação. Com isso, ficou a cargo do piloto português do safety car da WTCC, Bruno Correia, o desafio. Apenas 24 horas após ser chamado, e com apenas um dia de experiência com o carro, Bruno fez o tempo de 2 minutos e 4,08 segundos, quebrando mais um recorde.

Finalmente, o time desembarcou para a última sessão na Hungria, dia 6 de junho. O piloto ideal para essa missão foi, novamente, Norbert Michelisz, por conta de sua vitória no mesmo circuito com um Civic Type R de WTCC pela Zengõ Motorsports. Durante dois dias, Norbert levou o Type R de produção em seu limite para registrar o recorde de 2 minutos e 10,85 segundos, fechando a sequência de melhores voltas nos cinco circuitos.

Fonte: Honda – Assessoria de imprensa

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo