NotíciasReportagens

História da Ford em miniatura

Fotos: Arquivo pessoal

Todos nós fomos crianças um dia e, certamente, nossos brinquedos e sonhos eram diferentes dos jovens de hoje. Um deles era a ideia de colecionar alguma coisa, qualquer coisa, o que originou uma classe de milhões de pessoas que colecionam os mais diversos objetos em todo o mundo.

Com o tempo, a brincadeira evolui e quando o colecionador já “atravanca” boa parte de sua casa com o seu hobby, a coisa fica mais séria e se torna uma ação mais profunda e importante, uma arte, uma ciência, uma atividade cultural que contagia os amigos.

Como seria, por exemplo, colecionar toda a história de uma empresa e seus produtos centenários dentro de um apartamento e se tornar referência histórica de uma marca de alcance mundial. Foi isso que aconteceu com o cinquentão José Luis Catanhede, um maranhense, de São Luis, morador de Belo Horizonte.

Poderia ser uma coleção de selos, moedas, medalhas, revistas, chaveiros, canetas, relógios. Mas, desde criança, sua obsessão, quase um vício, que lhe dava muito prazer, era o entusiasmo por colecionar miniaturas de automóveis.  O jornalista e funcionário público, teve o incentivo dos pais, principalmente pelo entusiasmo em relação a carros da Ford.

Logo aprendeu que o prazer da coleção ia muito além das peças guardadas. Era preciso conhecer a história, os detalhes de cada veículo e, numa viagem imaginária, se transportar para a época da produção de cada um deles. Colecionar é pesquisar. Por isso, hoje, José Luis tem, além da espetacular coleção de veículos Ford, provavelmente, única do Brasil dessa marca, construiu um ótimo site sobre suas miniaturas, com toda a história da Ford nos Estados Unidos e no Brasil. O endereço é: www.miniford.com.br.

Quando comecei minha coleção, em setembro de 2006, pude perceber a importância da Ford na história da indústria automotiva mundial. O objetivo do site é divulgar, por meio de miniaturas, os veículos Ford, em várias escalas, materiais e modelos e a história da empresa”, explica José Luis.

Veículos em resina

Para levar avante as minhas ideias, tive a colaboração de Fernando Campomori, “o mago da resina”, um mineiro formado em design industrial que consegue transformar qualquer peça imaginária em um genial trabalho em resina. O mais importante da coleção é a qualidade dos modelos expostos”, conclui o colecionador.

Os veículos da coleção

O acervo da coleção, catalogado até janeiro de 2012, é de 889 miniaturas de veículos de todas as fases da Ford, cuidadosamente instaladas em “cristaleiras”, no apartamento onde José Luis reside em Belo Horizonte.

Raridades como o Ford Quadriciclo 1896 (feito de resina), primeiro veículo construído por Henry Ford, o Ford Sweepstakes 1901 (feito em resina, escala 1:24), primeiro carro de corrida feito por Ford, e o Ford 999, de 1902, carro no qual estabeleceu o recorde da milha terrestre, naquele ano, emprestam sua importância à coleção.

Também compõe o cenário o Ford Modelo T, o carro do Século XX, em mais de 30 versões e em diversos materiais. Carro que fez história e um dos que mais recebeu honrarias na trajetória da indústria automotiva mundial.

Resumo da coleção

Confira, a seguir, um resumo do quantitativo de miniaturas da coleção, que inclui veículos em diversas escalas (1:6, 1:18, 1:24, 1:25, 1:16, 1:32, 1:38, 1:43, 1:64, 1:87):

• 889 réplicas (início da coleção em setembro de 2006);

• 352 modelos de carros, 61 de pickups, 32 de caminhões,  sete de vans, nove de avião, dois de barco, dois de ônibus e dois de trator;

• 151 réplicas do Ford Mustang (64 modelos de cinco gerações);

• 60 réplicas do Ford Modelo T (27 versões – 1908, 1909, 1910, 1912, 1913, 1914, 1915, 1916, 1917, 1918, 1919, 1920, 1921, 1922, 1923, 1925, 1926, 1927);  As versões incluem carros de passeio, de bombeiro, funerário, de corrida, van de entrega);

• 8 réplicas dos antecessores do Ford T (Modelos A 1903, B 1904, C 1905, F 1906, K 1907, N 1906, R 1907, S 1907).

Fonte: Ford para Todos

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Um Comentário

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo