CarrosNotícias

Ford e Fiat unidas por laços de amizade

Quando Bryce Hoffman, jornalista do Detroit News, perguntou a John Elkann, o jovem herdeiro da família Agnelli e poderoso chefe do grupo Fiat-Chrysler, quem ele gostaria de ter no Conselho de Administração da sua empresa, ele teve uma resposta surpreendente, – Bill Ford Jr.

No momento, ele me dá bons conselhos, me encoraja na recuperação da Chrysler e é ótimo ter a oportunidade de compartilhar meus problemas com alguém como o Bill”, disse. Essa colocação retrata apenas um capítulo recente de uma amizade secular entre os Ford e a família Agnelli que nasceu nos bastidores do mundo do automóvel, um negócio ferozmente competitivo. Por isso, se torna uma surpresa que um membro da família Ford de 55 anos seja um mentor de um jovem de 36 anos de uma montadora rival, coisa quase inadmissível nos dias de hoje.

Importante lembrar que tanto a Ford como a Fiat SpA são empresas de capital aberto e ainda são controladas pelas respectivas famílias fundadoras. Giovanni Agnelli construiu o primeiro Fiat em 1899, quatro anos antes de Henry Ford inaugurar a Ford Motor Company. Mas, foi uma reunião com Henry Ford em Detroit, em 1912, que abriu os olhos de Agnelli para as possibilidades de produção em massa o que o inspirou a criar a maior empresa industrial da Itália.

Gianni, neto de Giovanni, assumiu a Fiat em 1966 e se tornou amigo de Henry Ford II e também do bisneto de Henry Ford, Bill Ford, quando assumiu a chefia da filial suíça da montadora americana, em 1987. Quando Bill foi eleito presidente da Ford Motor Company, 11 anos mais tarde, Gianni retribuiu as cortesias que havia recebido, anteriormente, e foi o primeiro a parabenizá-lo, tornando-se um dos seus mentores. Quando o neto e herdeiro de Agnelli, John Elkann, foi eleito vice-presidente da Fiat, em 2004, após a morte de seu avô, a Ford começou a devolver os favores oriundos dessas grandes amizades.

John e Bill se reuniram, algumas vezes, para tratar dos desafios das empresas comandadas por grupos familiares, a gestão de expectativas e sobre o trabalho de tentar manter a família unida. Em 2007, Bill foi posto a prova e conseguiu impedir um cisma na própria família e lutou pela sobrevivência da Ford enfrentando alguns dias classificados como os mais difíceis na longa história da empresa. Para Elkann, a relação entre os dois se aprofundou depois que a Fiat assumiu o controle de uma Chrysler à beira da falência, em 2009.

Os dois também lutaram para descobrir os novos CEOs das duas empresas e encontraram as pessoas certas para comandar os negócios de ambas as marcas. Hoje, tanto a Ford como a Fiat, são liderados por dois dos mais importantes e respeitados executivos do negócio automóvel – Alan Mulally e Sergio Marchionne, respectivamente.

O relacionamento entre Elkann e Bill deixou de ser profissional e caminhou para o âmbito familiar no qual os dois admitem que serão amigos para sempre, como aconteceu 100 anos atrás entre os ancestrais fundadores das duas grandes fábricas de automóveis.

Fonte: www.fordparatodos.com.br

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo