Notícias

FCA atinge 500 mil motores Firefly produzidos no Brasil

Motor de número 500 mil é um Firefly 1.0 litro de três cilindros

A Fiat Chrysler Automóveis (FCA) acaba de alcançar a marca de 500 mil motores Firefly produzidos no Polo Automotivo Fiat, em Betim (MG). O motor de número 500 mil é um Firefly 1.0 litro de três cilindros e sai da linha de produção no momento em que a FCA Powertrain está em fase de ampliação, com a instalação da nova fábrica de motores turbo.

“Nunca seria possível chegar a esse marco de 500 mil motores Firefly produzidos no Brasil se o time não fosse competente, com muito talento, determinação e vontade de realizar. É um produto de excelência, com tecnologia inovadora, muito apreciado pelos clientes dos mercados latino-americano e europeu”, afirma o presidente da FCA para a América Latina, Antonio Filosa.

Com cerca de 800 funcionários, em três turnos, a produção diária chega a 1,3 mil motores, divididos entre o Firefly 1.0 litro, de três cilindros, e o Firefly 1.3 litro, de quatro cilindros, ambos com bloco em alumínio. Atualmente, mais de 50% da produção é exportada. Os embarques começaram em setembro de 2019 para Itália e Polônia, totalizando mais de 130 mil unidades que equipam Fiat Panda, Fiat 500 e Lancia Y. Esse volume já representa a maior exportação de motores da história da FCA no Brasil.

“Os motores FireFly são produzidos no mais avançado processo de manufatura. A eficiência do produto e dos processos nos permitiu ser escolhidos também para atender outros importantes mercados, como o europeu”, explica o diretor de Manufatura da FCA para a América Latina, Pierluigi Astorino. Considerada uma das plantas de motores mais modernas da FCA no mundo, a unidade possui cerca de 160 robôs de alto desempenho e precisão, que garantem completa rastreabilidade e confiabilidade de todas as etapas dos processos de usinagem e montagem.

No Brasil, os motores FireFly estão presentes nos modelos Nova Fiat Strada, Argo, Cronos e Uno.

REFERÊNCIA GLOBAL

Lançado em 2016, tendo como diferenciais o maior torque e o baixo consumo de combustível, o Firefly foi um projeto global, desenvolvido no Brasil com contribuição das equipes da FCA das demais regiões. “Por termos sido os primeiros a produzir, a planta consolidou-se como uma referência para as demais fábricas da FCA no mundo ao reunir as melhores práticas de manufatura, com destaque para qualidade e segurança dos processos”, completa Pierluigi Astorino.

Além do pioneirismo do produto, a fábrica de motores Firefly representou o primeiro passo da jornada de modernização do Polo Automotivo Fiat, que avançou nos anos seguintes com a construção de novo Design Center e laboratórios de ponta. O próximo passo é a nova fábrica de motores turbo, que já está em fase de instalação.

“Com o início da produção dos turbos em 2021, seremos o maior hub de powertrain da América Latina. Nenhuma fábrica produzirá tantos motores e transmissões, na América Latina, como Betim”, finaliza Antonio Filosa. O complexo da FCA Powertrain em Betim emprega um total de 2,3 mil pessoas. Além do Firefly, são produzidos o motor Fire e as transmissões C-513 e C-510.

Fonte: Release FCA

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo