EntrevistasNotícias

Entrevista – Engenheiro da Chevrolet Carlos Franca

 

O CarPoint News teve a oportunidade de entrevistar o Engenheiro da Chevrolet Carlos Franca, durante a 10ª edição do Challenge Bibendum, que aconteceu entre os dias 30 de maio a 3 de junho, no Rio Centro. O engenheiro mecânico Carlos Franca participou da criação do motor Fuel Cell, além de ser o principal responsável pelo projeto desde o início. Está desde 1976 na General Motors e é especialista em sistema de chassi e da arquitetura geral dos veículos na fábrica da montadora norte-americana em Detroit.

CPN- Como surgiu a idéia da Chevrolet de fabricar um motor de célula de combustível alimentado por hidrogênio?

CF: A idéia já vem de muito tempo, não foi uma invenção da GM. Mas nos anos 60 (final) a GM, usando um Corvair, fez seu primeiro Fuel Cell experimental nos Estados Unidos. O modelo só tinha lugar para o passageiro e motorista e o resto da carroceria era feito de conjunto motriz. Dali foi evoluindo e chegar ao primeiro protótipo para a produção em outubro de 2007.

CPN – Por que foi escolhido o Chevrolet Equinox, um utilitário esportivo, para fazer parte desse projeto tão importante para o meio-ambiente?

CF: Por dois motivos: a Chevrolet é tida como uma marca de alta eficiência, pelo custo/benefício. A Chevrolet também tem um alto volume de vendas no mundo. O Equinox é muito popular nos Estados Unidos. E oferece bastante volume de carga, espaço interno e por ser mais alta. O carro com esse tipo de motor tem que ter uma boa identificação e que os clientes gostem.

CPN – Quando foi produzido o primeiro Equinox e quantos existem atualmente em pleno funcionamento?

CF: O primeiro equipado com Fuel Cell foi produzido em outubro de 2007 e existem cerca de 100 modelos circulando. A maioria pertence ao Projeto Driveway nos Estados Unidos, rodando em Nova York, Washington, D.C. e Los Angeles. São carros de produção e não são protótipos, usados por famílias normais, com rotina normal. Eles têm que ser licenciados como carro de produção para rodar normalmente nas ruas. Como parte da validação requerida pelo Federal Motor Vehicle Safety Standards (FMVSS) dos Estados Unidos, o Chevrolet Fuel Cell Equinox teve que passar por crash tests.

E no teste de impacto frontal bateu de frente em condições normais de uso (carro funcionando, células de combustível no lugar e hidrogênio no tanque. Ou seja, o carro estava em condições normais de uso e passou sem vazamento e sem problemas nenhum. Durante o evento estavam presentes representantes do governo canadense e americanos, relacionados a transporte e das associações de seguro automobilístico.

CPN – Como funciona esse sistema de motor movido a hidrogênio criado pela Chevrolet?

CF: Com o tanque cheio, 4.2 quilogramas a 10 mil PSI de pressão. O hidrogênio vai na forma de gás para a célula de combustível. Durante o percurso, existem reguladores de diminuição de pressão, que reduzem a pressão dos 10 mil PSI para os 60 PSI. Depois disso, os injetores jogam o hidrogênio de um lado da Proton Exchange Membrana. No outro é injetado o ar, por meio de um compressor. Nessa mistura na membrana acontece uma reação química que resulta em eletricidade e vapor de água, o único gás que o Fuel Cell emite. Essa eletricidade vai para o motor elétrico, que alimenta a transmissão e as rodas.

 
CPN – Como será feita a recarga desse combustível alternativo e qual a autonomia desse motor?

CF: O procedimento é semelhante a um carro normal e para completar um tanque, leva-se cerca de sete minutos. Para abastecer abre-se a portinha do tanque, tira-se a tampa de plástico, um pouco menor. Com o uso de uma mangueira com uma pistola (bem parecido com o sistema de gasolina ou diesel nos postos de abastecimento). Ao completar o tanque, um sinal avisa o cliente. Também há a opção do cliente colocar a quantidade que quiser de hidrogênio no tanque. A autonomia do Equinox Fuel Cell é aproximadamente 320 quilômetros. Mas isso varia muito conforme a temperatura. Em um dia com temperatura ambiente em torno dos 25ºC, pode chegar a 350 quilômetros e em um dia de frio (-10°C) pode chegar 260 km. No carro elétrico as temperaturas são mais sentidas, comparado a um carro movido a combustão. A transmissão tem apenas uma marcha, já que o limite de RPM de um motor elétrico é muito maior do que o de um motor a combustão. Com esse sistema, o Equinox vai de 0 a 100 km em aproximadamente 11 segundos e chega a 160 km/h.

 

CPN- Esse novo motor será usado em outros modelos da marca em um futuro próximo?

CF: Sim, com a nossa nova geração de motores movidos a hidrogênio – e alimentados por célula de combustível –, nós já estamos trabalhando em outros modelos de categorias diferentes e esperamos poder comercializar um novo modelo a partir de 2015.

 

 

CPN – Existe alguma parceria com o Governo norte-americano para esse projeto ir para frente?

CF: Sim, tem participação e interesse do Governo Americano, que tem a idéia da eletrificação do carro de passageiro, por meio do USDOE (United State Department of Energy).

CPN – O motor a hidrogênio sofreu uma evolução recentemente, o que exatamente foi feito para a melhoria do conjunto?

CF: As membranas ficaram 20% mais eficientes. Com isso, conseguimos diminuir o tamanho da célula de combustível para produzir a mesma potência, podendo ser utilizado em um compartimento de 4 cilindros de um carro. O peso foi reduzido quase a metade, de 242 kg para 138 kg.

 

CPN – A manutenção desse tipo de motor é cara?

CF: Neste momento ainda não dá para afirmar nada sobre o assunto. Atualmente, nos Estados Unidos, todos os carros da GM têm garantia de 100.000 milhas (o equivalente a 160.000 quilômetros) na parte motriz e é esperado que o Chevrolet Fuel Cell tenha a mesma garantia. Quando o Fuel Cell for comercializado nós esperamos que o custo de manutenção fique nos mesmos níveis do que o de um carro híbrido.

Se realmente for produzido, o Chevrolet Equinox Fuel Cell deverá ser comercializado primeiramente nas cidades de Nova York, Los Angeles e possivelmente em Washington, D.C., pelo fato destas cidades já possuírem uma infra-estrutura mais avançada em termos de distribuição do Hidrogênio.

 

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

2 Comentários

  1. ei voceis engenheiros meu nome e emerson eduardo bereta eu tenho um modelo de um carro que eu inventei para fazer so que eu nao tenho condicoes finanseiras de fazer voceis nao querem mi ajudar a fabricar este modelo tenho certeza que ele vai ficar bom e todo mundo vai gostar pois ja levei os desenhos que eu fis para um enjenheiro avaliar e ele me disse que estao corretos ai eu fui no departamento de aprovacao de veiculos meu modelo foi aprovado so que e muito burocratico entao nao consegui fazer mas eu nao queria que este ficse somente no desenho e em meus sonhos por favor mi ajudi a realizar este sonho

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo