CarrosNotícias

Eis o novo Santana

Fotos: Divulgação

Ícone do luxo nas décadas de 80 e 90, o VW Santana conferia ao seu dono um status semelhante ao que o dono de um Jetta ostenta hoje. Só que um dia a modernidade chegou, e o bravo Santana parou no tempo, encerrando sua carreira por aqui como preferido dos taxistas, em meados de 2006.

Mas eis que do outro lado do mundo a vida continuou, o sedã foi batizado de Santana 3000 nas versões mais completas e adotou alguns itens que o diferenciavam, como novos faróis e um prolongamento do entre-eixos. Por isso a VW apresentou o novo Santana na semana passada aos chineses (ok, foi na Alemanha a apresentação, mas o mandarim predominava no local), que serão os primeiros a dirigir o carro.

Desenvolvido na plataforma PQ25 (mais moderna que a nossa PQ24 do Polo, Fox, Gol, etc) e equipado com motor 1.4 de 90 cv ou 1.6 de 110 cv, o modelo será vendido na terra de Yao Ming em três versões: Trendline, Confortline e Highline. De série, ar-condicionado, direção hidráulica, ABS, airbag e ESP estão presentes.

São 2,63 m de entre-eixos e 480 litros de porta-malas, credenciando o Santana como top contender para Chevrolet Cobalt, Nissan Versa, Renault Logan, Fiat Grand Siena e Toyota Etios Sedã. Por aqui é provável que o famoso motor EA-111 1.6 flex seja usado nas versões de entrada e o 2.0 flex com câmbio automático de 6 marchas nas versões mais caras.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo