CarrosNotícias

Pagani explica a demora no desenvolvimento e lançamento do Huayra Roadster

Fazer um conversível é fácil, certo? Basta aplicar alguns reforços estruturais, remover o teto e pronto. Pode ser fácil para a maioria, mas não para a Pagani. A fabricante italiana de superesportivos gastou cerca de 3 anos desenvolvendo a versão sem teto do Huayra, e parte da demora se deve ao desenvolvimento simultâneo da versão BC, mais leve e mais rápida. Segundo a Pagani, a tradição da empresa é trabalhar em um modelo extremo e então utilizar toda a experiência adquirida na criação de um carro mais confortável.

O resultado? O Huayra Roadster compartilha com o irmão fechado apenas o nome e design; o restante é quase que totalmente inédito, se assemelhando mais ao já citado BC do que ao Huayra convencional inclusive nos upgrades do motor, além de utilizar a mesma caixa de marchas desenvolvida para o BC. Não fosse o bastante, o Huayra Roadster é o primeiro conversível moderno a pesar menos que sua versão fechada, mérito de uma intensa e exaustiva busca pela redução de peso até mesmo nos pneus Pirelli. A Pagani declara que existirá também um Huayra BC Roadster, e mais uma vez a oportunidade de testemunhar um modelo parecido com outro já existente, porém completamente novo.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo