NotíciasReportagens

Como o controle de estabilidade salva a sua vida – parte 2

Fotos: Divulgação

Há muitos fatores que fazem um carro derrapar, mas todos chegam a um ponto em comum, que é o momento em que o pneu não gera mais atrito com o solo. O ESP atua de forma a anular essa derrapagem. Por exemplo: Se o carro começa a substerçar (sair de frente) e escapar para a direita, o ESP freia  inicialmente a roda traseira do lado esquerdo, “puxando” o carro para a esquerda e fazendo a roda dianteira direita recuperar a aderência. No caso de um sobresterço (saída de traseira), a roda dianteira do lado que está escapando é freada. No VSA (ESP da Honda usado no Civic), a direção elétrica fica mais leve para o lado em que o motorista naturalmente faz o contra-esterço.

No caso do substerço, o carro está derrapando para fora da curva, enquanto a intenção do motorista seria trazer o carro para dentro da curva, correto? É isso que o ESP faz ao frear inicialmente a roda do lado interno da curva. O ideal é frear primeiro a roda oposta à roda que está derrapando para que ela atue assim como o ponto de fixação de um pêndulo. Caso seja necessário, outras rodas serão freadas de forma independente ou conjunta, atuando na mesma filosofia de direcionar o carro, até que a trajetória seja recuperada.

Por quê no sobresterço a frenagem ocorre no mesmo lado que o carro está derrapando? Na situação de um carro saindo de traseira, sua dianteira está muito perto da parte interna da curva, logo frear uma das rodas internas significaria um acidente inevitável, pois o carro seria “puxado” mais para dentro da curva. Na saída de traseira, com a frenagem da roda dianteira que está no lado externo da curva, o carro irá recuperar a trajetória em linha reta, com velocidade reduzida, para que o motorista volte a seguir o caminho desejado sem derrapar.

Um entendimento mais profundo do funcionamento do ESP requer um conhecimento mais amplo sobre a transferência de massas, que não iremos abordar nessa série de posts. E, agora que entendemos a dinâmica básica do ESP, no próximo post iremos entender como ajudar o duende da estabilidade e como devemos escolher nosso próximo carro.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo