CarrosNotícias

Ford comemora 10 anos da fábrica de São Bernardo

Fotos: Divulgação

Por www.fordparatodos.com.br

A diretoria da Ford comemorou com o governador de São Paulo, Geraldo Alckimin, o prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho, dirigentes sindicais, Abradif e outras autoridades, no dia 17 de maio, o 10º aniversário da fábrica de caminhões de São Bernardo do Campo, Inaugurada em 2001, depois de um investimento de 200 milhões de dólares. Passaram-se 10 anos de produção com importantes decisões logísticas como a transformação da linha de caminhões em unidade independente de negócios, separada de automóveis, com autonomia para o desenvolvimento de produtos e estratégias de mercado.

O evento marcou, também, o início de produção da Linha do Novo Cargo 2012, que faz parte de um amplo programa de investimentos, da ordem de R$ 670 milhões no período de 2007 a 2013. Marcos de Oliveira, presidente da Ford Brasil, destacou o atual momento de crescimento e renovação da Ford Caminhões, mostrando a força e a importância que o segmento tem para as operações da marca na América do Sul. “É uma feliz coincidência comemorar os 10 anos da Fábrica de Caminhões junto com o lançamento do Novo Cargo, o maior lançamento da nossa história recente.”

Em 10 anos de operação, o volume de produção da fábrica mais que dobrou, passando de 22.970 para 47.903 unidades. A força de trabalho foi ampliada de 753 para 1.014 empregados e a velocidade da linha de montagem aumentou de 13,9 para 22 caminhões por hora, a mais alta do segmento no Brasil. Trabalhando atualmente em um turno, a linha de montagem produz um caminhão a cada 2 minutos e 40 segundos, ou, seja, 166 veículos por dia. O fato se deve, em parte, à terceirização da fabricação das cabines que já entram prontas na linha. A produção acumulada da fábrica na sua primeira década de atividade é de mais de 280.000 veículos.

A Ford Caminhões está entre as líderes de mercado no Brasil, com uma participação de 23,9% em 2010, excetuando-se o segmento de caminhões extra-pesados, em que não atua. Na América do Sul, sua participação é de 19%, com destaque para a Argentina, onde responde por 23% das vendas, e a Venezuela, onde é líder com 38% de participação. Em relação ao comércio com a Argentina, Oswaldo Jardim, diretor da Ford Caminhões, informou que o novo problema criado com o aumento da burocracia para as exportações ainda não afeta a empresa porque ela só exporta e não tem as dificuldades da área de automóveis, que exporta e importa, ao mesmo tempo. “Só mesmo após um período, talvez de 15 dias, é que poderemos avaliar melhor a questão de prejuízos”, concluiu o executivo.

Outro diferencial da Ford Caminhões é a rede de assistência técnica ampla e moderna, formada por 134 distribuidores exclusivos no Brasil. Presente em todas as regiões do País, ela vem sendo constantemente expandida e renovada, com investimentos em instalações padronizadas e completas.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo