ColunasMecânica Online
Tendência

Coluna Mecânica Online | Defeito nos veículos é uma das principais causas de acidentes de trânsito

A frota brasileira é a sexta maior do mundo, somando 45,9 milhões de veículos, entre automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus. A idade média atingiu 9 anos e 8 meses em 2019 e a de motocicletas também aumentou, alcançando 8 anos.

No período de seis anos (2014 a 2019), o envelhecimento da frota em circulação aumentou 1 ano e 2 meses. Desde 2015, a idade média da frota vem subindo.

A frota brasileira vem envelhecendo há seis anos consecutivos, a idade deve superar os 10 anos, enquanto a dos caminhões já ultrapassa os 11 anos.

Veículos mais velhos requerem manutenção periódica, porém não é o que acontece na realidade. Quando a idade aumenta, a tendência é o dono do carro postergar a revisão e os reparos necessários.

E quanto mais velho o veículo é maior a necessidade de manutenção, devido ao desgaste natural das peças e com o uso, mas o brasileiro deixa tudo para última hora.

Segundo relatório publicado pela Polícia Federal de janeiro a abril deste ano ocorreram mais de 19 mil ocorrências, sendo que, entre as causas, defeitos em veículos ficam atrás de ingestão de álcool com apenas dois pontos percentuais de diferença.

Os acidentes de trânsito no Brasil provocam mais de 45 mil mortes ao ano, sendo que defeitos nos veículos são uma das principais causas. A falta de manutenção associada ao envelhecimento da frota circulante pode agravar a situação.

Possibilidades de reversão desse fenômeno dependem do aumento da taxa de crescimento das vendas de novos veículos e da taxa de sucateamento da frota existente e/ou de políticas públicas que exijam a retirada de circulação de veículos muito antigos, ou seja, um programa de renovação da frota.

Além da questão de segurança, outro problema é qualidade do ar que fica prejudicada por causa da emissão de dióxido de carbono acima do limite devido à falta de manutenção.

Levantamento da OMS (Organização Mundial de Saúde) indica que, no Brasil, a poluição do ar em ambientes externos provoca a morte de mais de 50 mil pessoas por ano. Outro dado do Ministério da Saúde revela que as mortes em decorrência da poluição atmosférica aumentaram 14% em dez anos.

No Brasil precisamos de algum tratamento para os veículos que viram sucata. Quem nunca viu um filme americano com aquelas filas de carros todos organizado por origem, tipo e materiais para reciclagem?

A inspeção veicular também surge como alternativa para a melhora dos veículos e manutenção do estado utilizável do mesmo. O que não pode é a continuidade da insegurança por falta de manutenção, que gera defeitos e no final todos dizem que foi um acidente. Com certeza, um acidente evitável que pode matar você ou pessoas que estão corretas e serão vítimas da falta de comprometimento dos outros.

Mecânica Online

Todo mundo na rua – O roubo e furto de veículos cresceram 21,74% em julho na comparação com abril de 2020. Os dados são do Grupo Tracker, Os estados que apresentaram as maiores altas foram São Paulo (33,2%), Santa Catarina (16,67%), Minas Gerais (11,11%) e Rio de Janeiro (5,26%).

Películas – Você sabe o que avaliar ao escolher a próxima película para o vidro do seu carro? Muitos levam em consideração apenas o nível de escurecimento do vidro, se garante a privacidade desejada e se está em conformidade com o permitido por lei. Mas, os benefícios deste tipo de produto vão muito além disso. As películas de vidro têm relação direta com a segurança e a saúde do motorista, principalmente no que se refere à proteção solar.

Combustível – Com a chegada da nova gasolina no mercado brasileiro, a Octapro, gasolina premium da Ipiranga, reforça seu papel de eficiência para os donos de veículos de alta performance. Com a nova metodologia de medição em RON (Research Octane Number), o produto atinge a marca de 103 octanas. Quanto maior o indicador, melhor o motor opera em sua potência de projeto.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo