CarrosNotícias

Carro mais barato do mundo faz aniversário e completa quatro anos

Fotos: Divulgação

O Tata Nano completa quatro anos de mercado este mês. O caro enfrentou fracasso nas vendas, acidentes e promessas de crescimento pelo mundo que acabou não vingando, ou seja, apesar do positivismo da montadora Tata Motors, esse ano eles ainda não farão comemorações.

Custando apenas US$ 2,5 mil (pouco mais de R$ 5 mil), o compacto foi lançado em janeiro de 2008 na Índia com a missão de emplacar entre os mais vendidos no mercado indiano que, na época, começava a viver o sonho do crescimento das economias emergentes.

O Nano tinha todas as características para dar certo: um carro simples e acessível para um público não tão exigente que buscava um veículo prático para se locomover nas grandes cidades. A expectativa foi grande, porém ficou apenas na promessa. O fato é que, quatro anos após o início das vendas na Ásia, o Nano ainda não mostrou a que veio.

Tudo já começou com altos e baixos. Houve atraso na fabricação do veículo, por motivos de brigas judiciais pelas terras compradas para a construção da fábrica, assim o compacto só estreou nas lojas em 2009. Em 2010 algumas unidades do Nano pegaram fogo e a montadora foi obrigada a fazer um recall para uma linha inteira, logo o efeito apareceu nas vendas, apenas 509 unidades emplacadas.

Assim, a montadora teve que reagir e em 2011 e investiu pesado em marketing, fabricou uma edição especial do carro totalmente coberto de ouro, equipou o modelo com um motor um pouco mais potente, de 624 cc e 38 cv de potência, facilitou as condições de pagamento e aumentou a garantia para quatro anos.

A tentativa deu certo e entre janeiro e julho de 2012, a Tata já havia conseguido emplacar cerca de 70% a mais que o mesmo período de 2011. Atualmente, o carro da Tata continua sendo oferecido na Índia e tem conseguido se manter no ranking dos 15 modelos mais vendidos no país.

Em uma entrevista à imprensa americana no ano passado, o presidente da Tata, Ratan Tata, afirmou que o potencial do compacto ainda não foi totalmente explorado e que deseja agora levar o Nano para os Estados Unidos. Para isso, deixaria o modelo mais sofisticado, com direção hidráulica e controle de tração, apesar de manter o fraco propulsor traseiro de dois cilindros. O preço partiria de US$ 10 mil.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo