AvaliaçõesTestesVW
Tendência

Avaliação – Volkswagen Polo 200 TSI Highline Beats Aut. Flex 2019

Fotos: Marcus Lauria

Uma versão focada no lado musical, essa foi a intenção da VW ao lançar a série especial do hatch Polo. Com o sobrenome de “Beats”, a marca lançou os modelos Polo e Virtus com o sistema de som premium Beats, no caso do carro avaliado, o Polo Highline foi oferecido pela marca para ser testado por uma semana pelo site.

Oferecido nas versões Comfortline e Highline, traz toda a tecnologia de uma das marcas mais conceituadas no mercado de áudio profissional, além de itens visuais exclusivos. De acordo com a marca, o pacote Beats foi desenvolvido em conjunto com os especialistas em áudio da BeatsAudio. Seu sistema de som conta com 300 watts e amplificador digital de 8 canais. O som de alta fidelidade é fornecido por 4 alto-falantes, 2 tweeters e um subwoofer com ajustes especiais.

A qualidade do som pode ser percebida logo ao primeiro contato com o som ligado, as notas das músicas são nítidas e o som puro soa bem nos ouvidos dos ocupantes do veículo. Uma boa regulagem no sistema de som pode deixar tudo ainda melhor e dependendo do tipo de música que você ouve, fica mais evidente a percepção dos instrumentos e da voz do cantor, caso a música não seja instrumental.

A marca deixa bem claro que o público-alvo que quer atingir para o Polo Beats são os “clientes aspiracionais, em sua maioria jovens, que fazem questão de status e buscam sempre produtos que são referência no mercado tecnológico”. Os modelos (Polo e Virtus) são os primeiros da Volkswagen a contar com a ‘grife’ de som no mercado nacional.

A linha Beats agrega uma série de itens exclusivos para as versões Comfortline e Highline. Por fora, o Polo equipado com o sistema de som Beats traz o logotipo alusivo à versão nos para-lamas dianteiros e os espelhos retrovisores pintados em Vermelho Tornado – independentemente da cor da carroceria.

Por dentro, o destaque fica por conta do acabamento do painel, que traz a mesma tonalidade (Vermelho Tornado) dos espelhos retrovisores externos. A cor vermelha também dá o tom às costuras dos bancos e ao acabamento dos tapetes dianteiros. Complementa o conjunto a soleira das portas exclusiva. Essa versão conta com logotipo da marca de som na coluna “A” (aquela próxima ao para-brisa), bem em cima dos tweeters.

Sob o capô está o bem resolvido e econômico motor 200TSI, com três cilindros e 999 cm³ de cilindrada da família EA211. A potência máxima é de 128 cv (94 kW) com etanol e 115 cv (85 kW) com gasolina a 5.500 rpm, com torque máximo de 200 Nm (20,4 kgfm), com gasolina ou etanol, de 2.000 a 3.500 rpm e a transmissão automática de seis marchas, esse câmbio oferece a opção de trocas manuais sequenciais Tiptronic, operada por meio da alavanca de câmbio ou pelas aletas (“shift paddles”) no volante. O motorista também conta com o modo de acionamento esportivo (posição “S”), que altera os momentos das trocas de marchas para rotações mais elevadas, proporcionando aceleração mais rápida, para um comportamento mais dinâmico do veículo.

Em uma rápida viagem a Araras, cidade próxima a Petrópolis, pude testar as qualidades desse propulsor turbo. Tanto em acelerações e retomadas, os 128 cv deixam o motorista bem à vontade para ultrapassar sem pestanejar, assim como em subidas mais íngremes onde pode-se ter certeza que o turbo vai entrar sem medo para acelerações muito mais emocionantes e até esportivas. Em conjunto está o câmbio de ótima escalonagem que não transmite trancos e deixa a direção muito mais confortável e agradável o tempo todo. Enfim, um conjunto quase perfeito.

O consumo foi de 8,6 Km/l na cidade e de 14,2 Km/l na estrada, segundo dados do computador de bordo, ótimo para um carro turbo que na ocasião da viagem estava bem carregado. A suspensão merece destaque, manteve o carro sempre à mão e mesmo em curvas mais fechadas, onde foi exigido mais cuidado, o sistema cumpriu seu papel e manteve o carro na trajetória. Além de ser ao mesmo tempo macia no dia a dia.

O Polo Beats traz de série direção com assistência elétrica, ar-condicionado, vidros elétricos nas quatro portas (os dianteiros possuem função “um-toque” para fechamento e abertura), travas elétricas, faróis de dupla parábola e chave tipo “canivete” com controle remoto. A versão avaliada vem ainda com sistema “Kessy” de abertura das portas sem uso da chave e partida do motor por botão no console central, controlador automático de velocidade de cruzeiro, ar-condicionado “Climatronic”, banco do passageiro dianteiro rebatível, descanso de braço dianteiro com porta-objetos e 2 portas USB para carregamento, porta-luvas refrigerado, faróis de neblina com função “cornering light” (luz de conversão estática), luz de condução diurna (DRL) em LED ao lado dos faróis de neblina, rodas de liga leve de 16”, sobretapetes e volante multifuncional revestido de couro com “shift paddles” e detalhes em preto brilhante na cabine.

Além de banco traseiro bipartido, coluna de direção ajustável em altura e distância, Controle Eletrônico de Estabilidade (ESC), sistema de infotainment Composition Touch com tela de 6,5” sensível ao toque, sensores de estacionamento traseiros, ajuste elétrico dos retrovisores externos, descanso de braço dianteiro com porta-objetos, lanternas traseiras escurecidas e volante multifuncional, entre outros recursos.

A linha Beats está disponível em quatro cores de carroceria (Prata Sirius, Cinza Platinum, Branco Cristal e Preto Ninja) e tem três anos de garantia, sem limite de quilometragem. O Polo Beats está disponível nas versões Comfortline (R$ 73.450) e Highline (R$ 78.180). Com todos os opcionais disponíveis na unidade testada pelo CPN, o valor ultrapassa os R$ 85 mil.

*FICHA TÉCNICA:

Mecânica

Motorização 1.0

Combustível             Álcool            Gasolina

Potência (cv)            128     116

Torque (kgf.m)         20,4    20,4

Velocidade Máxima (km/h)           192     187

Tempo 0-100 (s)      9,6

Câmbio          automática de 6 marchas

Tração           dianteira

Direção          elétrica

Suspensão dianteira          Suspensão tipo McPherson e dianteira com barra estabilizadora, roda tipo independente e molas helicoidal.

Suspensão traseira            Suspensão tipo eixo de torção, roda tipo semi-independente e molas helicoidal.

Freios            Quatro freios à disco com dois discos ventilados.

Dimensões

Altura (mm)   1.461

Largura (mm)           1.751

Comprimento (mm)             4.053

Peso (Kg)      1.145

Tanque (L)    40

Entre-eixos (mm)     2.548

Porta-Malas (L)        300

Ocupantes    5

*Dados do fabricante

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo