AvaliaçõesTestesVW

Avaliação – Volkswagen Passat Highline 2.0 TSI DSG 2018

Fotos: Marcus Lauria

O Volkswagen Passat 2018 chega com importantes alterações em sua estrutura de oferta, adição de equipamentos e reposicionamento de preço. O sedã passa a ser oferecido no País em versão única (Highline), com lista de itens de série atraente e preço sugerido de R$ 164.620 – redução de mais de R$ 13.000 em relação ao anterior. Entre os destaques do modelo está o novo sistema de infotainment com controle por gestos, item exclusivo de seu segmento no Brasil.

O sedan de luxo da marca é totalmente fabricado em Emden, na Alemanha, conta com oito opções de cores para a carroceria: Azul Harvard, Azul Atlantic, Cinza Manganês, Marrom Oak, Prata Sargas e Vermelho Crimson (metálicas), Branco Puro (sólida) e Preto Mystic (perolizada). O único opcional disponível é o teto solar panorâmico, por R$ 5.370. O sedã tem três anos de garantia total.

O infotainment é o destaque dessa geração, o sedan passa a trazer de série tecnologias que eram opcionais, como o Painel Digital Programável (Active Info Display); seleção do perfil de condução com controle adaptativo da suspensão “DCC”; ACC – Adaptive Cruise Control (Controle adaptativo de distância e velocidade) com função de frenagem de emergência “City Emergency Brake” e sistema de monitoramento frontal “Front Assist” e, como maior destaque, a terceira geração do sistema Discover Pro, com tela sensível ao toque de 9,2 polegadas e controle por meio de gestos.

O sedan traz ainda uma ótima novidade no segmento, sistema Discover Pro, que permite o máximo de conectividade e controle por gestos. Através da tela de 9,2 polegadas (a anterior era de 8 polegadas), ou cerca de 23 centímetros na diagonal – as dimensões a tornam semelhante a um tablete, você pode acionar a opção de “gestos” pela mão e fazer tudo a distância e funciona muito bom, tivemos a experiência de fazer todos os testes possíveis e o sistema é muito curioso e divertido para quem usa pela primeira vez. Além disso, não há botões “físicos” (novamente como em um tablet, as teclas são sensíveis ao toque), formando uma superfície sofisticada totalmente em “black piano”.

O controle por gestos – movimenta-se lateralmente a mão – permite acessar o menu de informações do sistema, alterar estações de rádio, selecionar músicas para reprodução, navegar pelas capas dos álbuns, fotos e pelas páginas do menu de funções do carro.

O sistema Discover Pro permite conectividade avançada com os smartphones por meio do App-Connect (plataformas MirrorLink®, Apple CarPlay e Android Auto/Google. É possível utilizar apps como o Waze ou o Google Maps, para navegação, ou o Spotify, para músicas. Também traz recursos de comando de voz e navegação integrados, que se destacam pela facilidade de uso e interatividade com o painel de instrumentos, possibilitando uma condução mais segura e confortável. Esse sistema contempla o “MapCare”, que permite a atualização periódica gratuita da base de mapas. Fotos, vídeos e músicas em diversos formatos são alguns exemplos de mídias que podem ser “lidas”.

O sistema de infotainment permite conexão de múltiplos telefones simultaneamente. Também é equipado com leitor de DVD, HD interno de com 60 gb de capacidade, entradas AUX-in e duas para cartões SD. Os comandos podem ser executados também pelos botões no volante multifuncional, ou por comandos de voz. É possível selecionar as mídias, operar o telefone e o sistema de navegação apenas utilizando a voz.

O Passat passa a trazer de série um quadro de instrumentos totalmente digital (Active Info Display). Nesse sistema, todos os instrumentos são implementados virtualmente via software. Somente as luzes/ícones na borda inferior do mostrador são implementados em hardware. Informações de navegação podem ser mostradas em 2D ou 3D, em uma tela de 12,3 polegadas. Sua resolução de 1.440 x 540 pixels permite gráficos extremamente precisos e de alta qualidade. Por exemplo, o modo de navegação: nesse caso, o velocímetro e conta-giros são deslocados para os lados, a fim de criar mais espaço para o mapa.

As informações sobre as funções de condução, de navegação e de assistência podem ser integradas em áreas gráficas do velocímetro e conta-giros, conforme necessário. Dados que são exibidos no console central pelo sistema de infotainment, como contatos de telefone ou capas de CD, também podem ser exibidas no Painel Digital Programável.

Nessa versão do Passat, quando acionado o ACC monitora veículos trafegando na faixa da esquerda em rodovias e não realiza ultrapassagens pela faixa da direita, de forma a reduzir o risco de colisões laterais. O motorista pode a qualquer momento assumir o controle do veículo e conduzi-lo da forma que desejar. Após acionado pelo motorista, o ACC do Passat também pode arrancar novamente de forma automática. A dinâmica do sistema pode ser modificada individualmente pela seleção de um dos programas de direção do seletor de perfis.

O Passat é equipado com o Sistema de Frenagem Automática Pós-Colisão, que aciona automaticamente os freios do veículo quando ele se envolve em uma batida, para reduzir a energia cinética residual. O acionamento do sistema de frenagem pós-colisão se baseia na detecção da colisão inicial pelos sensores dos airbags. O sistema aplica os freios até que o veículo atinja a velocidade de 10 km/h. A velocidade residual do carro pode ser usada para conduzi-lo a um local seguro. A frenagem do veículo pelo sistema é limitada pela unidade de controle do ESC a uma desaceleração máxima de 0,6 m/s. Esse valor é igual ao nível de desaceleração do City Emergency Braking e permite que o motorista possa assumir o comando do carro mesmo na ocorrência da frenagem automática.

O sedan também vem de série com faróis de LEDs (diodos emissores de luz) com tecnologia de projeção. Dois discretos módulos de lentes projetam a luz na via, gerando claridade semelhante à luz do dia. O componente central desses faróis é o módulo externo multi-fachos. Além dos fachos baixo e alto (com adaptação de luz), os faróis também geram as luzes dinâmicas de conversão.

O módulo de lentes interno de facho plano é responsável ela chamada “iluminação de campo próximo”. Outro destaque são as luzes de condução diurna com 32 LEDs. Sua assinatura consiste de dois módulos separados: um “U” grande (que incorpora esses dois módulos) e um “U” menor, que contorna os módulos multi-facho. Entre as luzes de condução diurna, o largo indicador (12 LEDs) enfatiza o desenho do farol. Os LEDs dos indicadores de direção estão colocados na parte interna do farol. Os faróis de LEDs são complementados com o recurso Dynamic Light Assist (Assistente de Luz Dinâmico, DLA). Controlado por meio de uma câmera, o DLA detecta veículos trafegando em sentido contrário ou à frente do Novo Passat, coordenando a distribuição de luz dos faróis, evitando ofuscamento.

O sedan da VW traz luzes traseiras todas em LED. Durante a frenagem, a assinatura de luz na posição horizontal passa à posição vertical, contribuindo para a segurança do tráfego. Junto com as luzes traseiras e luzes de freio, os módulos de luz traseiros laterais também integram a luz indicadora. No módulo interno estão as luzes de direção e de neblina.

Como parte do sistema Kessy, de abertura das portas sem chave e partida do motor por botão, o Easy Open permite a abertura do porta-malas com apenas o movimento do pé na parte de trás do veículo. Há um sensor de proximidade sob o pára-choques, que detecta o movimento.

O Passat é equipado com: bancos dianteiros com ajuste elétrico, aquecimento e apoio lombar com massageador para o motorista (com três posições de memória e função ‘easy-entry’, que recua automaticamente o banco para ampliar a área de acesso ao veículo e o retorna à posição original), seis airbags (dianteiros, laterais e tipo cortina), ar-condicionado Climatronic com três zonas de resfriamento – motorista, passageiro e ocupantes do banco de trás –, iluminação em LED na região dos pés, relógio analógico no painel e sistema Kessy (acesso ao veículo sem uso de chave e partida por botão no console).

Há ainda porta-luvas refrigerado, apoio de braços central dianteiro com porta-objetos, câmera traseira de auxílio para manobras, freio de estacionamento de acionamento elétrico, detector de fadiga e retrovisores externos elétricos com memória do lado do motorista. Também está incluído o sistema start-stop, que desliga/liga automaticamente o motor em paradas de trânsito intenso ou semáforo, colaborando para a redução do consumo de combustível.

O volante é multifuncional, inclui as aletas (shift paddles) para torcar de marcas e tem com revestimento de couro e comandos do rádio, computador de bordo e controlador automático de velocidade. Os bancos são revestidos em couro Nappa. As rodas de liga leve de 18 polegadas têm desenho Dartford, com pneus autosselantes nas medidas 235/45 R18.

Por dentro sobra espaço para o motorista e os passageiros, são .767 mm de comprimento, com 2.791 mm de distância entre-eixos. Seus balanços (distância entre o centro da roda e a extremidade do veículo) são curtos; a altura de 1.476 mm e a largura de 1.832 mm permite uma relação de proporções dinâmicas. A bordo do Passat a vida é mais agradável, o habitáculo é bem luxuoso e é cheio de materiais de ótima qualidade espalhados por todo o interior. Os ocupantes do banco traseiro têm 116 mm de espaço para os joelhos, em relação aos bancos dianteiros. O porta-malas é generoso, com 586 litros de capacidade.

Sob o capô está o bem disposto 2.0 TSI com potência de 220 cv e 350 Nm (35,7 kgfm) de torque. Da terceira geração da família EA888, esse motor tem 1.984 cm³ de cilindrada e combina injeção direta de combustível ao turbocompressor, o que permite o downsizing (redução da cilindrada, com excelente desempenho), de forma a entregar muito prazer ao dirigir. O propulsor é um dos chamarizes do Passat, além da tecnologia e itens de série que ele carrega. Os 220 cv estão disponíveis já a partir de 4.500 rpm até 6.200 rpm. Os 350 Nm são entregues já a 1.500 rpm e se mantêm até 4.400 rpm.

Além de muito disposto, o motor permite reduzir as emissões em uma ampla gama de utilizações, diminuindo simultaneamente o consumo de combustível. Ao motor está acoplada a transmissão automática DSG de 6 marchas, que colabora para que o Passat entregue desempenho de carro esporte – o sedã acelera de 0 a 100 km/h em apenas 6,8 segundos e atinge a velocidade máxima de 246 km/h. As trocas são tão suaves que chegam a ser imperceptíveis e agradáveis ao mesmo tempo, o câmbio é tão bom que eu até dispensaria o câmbio manual, do qual sou fã.

Se quiser economiza r combustível, basta escolher o perfil ‘Eco’, que nessa opção o gerenciamento do motor, ar-condicionado e outras unidades auxiliares são controlados para otimizar o consumo, com a função adicional de rolagem. Quando o motorista solta o pedal do acelerador, como ao reduzir a velocidade em um semáforo ou em descidas, o câmbio DSG é desacoplado e o motor entra em marcha lenta.  Isso permite a melhor utilização possível da energia cinética do carro. Além do modo ‘Comfort’ como o próprio nome diz deixa o Passat mais confortável e no modo ‘Sport’, onde as respostas do motor e pontos de troca das marchas são configuradas para maior dinamismo.

O sistema DCC controla as válvulas dos amortecedores de forma eletrônica, por meio de um algoritmo avançado, definindo assim a carga de amortecimento adequada à situação. O DCC utiliza os sinais a partir de sensores de deslocamento das rodas e acelerômetros, além de informações sobre o veículo; em ciclos de um milissegundo, utiliza esses valores para calcular e ajustar de forma adaptativa a carga de amortecimento. As forças de amortecimento aplicadas seletivamente às quatro rodas são reguladas individualmente.

Exclusivamente em combinação com o DCC, novas conexões hidráulicas são usadas no eixo traseiro para ligar o braço de controle ao sub-chassi. Isso melhora ainda mais as características de vibração, especialmente através de melhor amortecimento. O carro é primorosamente bem acertado e faz curva como se andasse em trilhos.

*FICHA TÉCNICA:

Mecânica

Motorização 2.0

Combustível             Gasolina      

Potência (cv)            220    

Torque (kgf.m)         35,7   

Velocidade Máxima (km/h)           246     N/D

Tempo 0-100 (s)      6,7     

Consumo cidade (km/l)      10,4   

Consumo estrada (km/l)    12,9   

Câmbio          dupla embreagem man.sequ.com modo auto de 6 marchas

Tração           dianteira

Direção          elétrica

Suspensão dianteira          Suspensão tipo McPherson e dianteira com barra estabilizadora, roda tipo independente e molas helicoidal.

Suspensão traseira            Suspensão tipo multibraço e traseira com barra estabilizadora, roda tipo independente e molas helicoidal.

Freios            Quatro freios à disco com dois discos ventilados.

Dimensões

Altura (mm)   1.475

Largura (mm)           1.832

Comprimento (mm)             4.767

Peso (Kg)      1.499

Tanque (L)    66

Entre-eixos (mm)     2.791

Porta-Malas (L)        586

Ocupantes    5

*Dados do fabricante

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo