AvaliaçõesRenaultTestes

Avaliação – Renault Logan Dynamique 1.6 16V SCe Flex 2017

Fotos: Marcus Lauria

Lançado em novembro de 2016, o novo motor 1.0 SCe, junto com o propulsor 1.6 SCe (Smart Control Efficiency) da Renault chegou para dar um novo fôlego os modelos da marca. Eles chegam para equipar o Sandero, Logan, Duster e Duster Oroch. Os motores foram totalmente desenvolvidos pela Renault Tecnologia Américas (RTA) e produzidos no Complexo Ayrton Senna, no Paraná.

A Renault aproveita o “know-how” adquirido nas pistas da Fórmula 1, categoria na qual a marca já conquistou 12 títulos mundiais, para rejuvenescer a motorização dos seus modelos. Das pistas, veio a tecnologia ESM (Energy Smart Management) e a bomba de óleo com vazão variável, que reduzem o consumo de combustível.

Outra novidade é a adoção da direção eletro-hidráulica em todas as versões, que melhora o consumo e deixa a direção ainda mais leve e um menor esforço na hora de realizar manobras. A direção com esforço variável ainda se ajusta de acordo com a velocidade, ficando mais pesada em altas velocidades e proporcionando maior segurança. O que pode ser comprovado durante todo nosso teste.

O destaque dessas novas motorizações fica por conta do maior desempenho e pelo baixo consumo. Para conhecermos melhor essas motorizações, a Renault nos cedeu por uma semana, o Logan com motor 1.6 SCe. O modelo foi avaliado na cidade e em pequenos trechos de avenidas.

Além dessas tecnologias, o motor 1.6 SCe traz ainda o sistema Stop&Start, que desliga o automóvel automaticamente em semáforo ou outras paradas e religa automaticamente quando o motorista começa a pressionar o pedal da embreagem. O que segundo a montadora, garante uma economia de até 5% de combustível. O modelo equipado com câmbio manual, que nós avaliamos, é destaque do Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBEV) com nota “A”. O sistema pode ser ativado/desativado conforme a necessidade do motorista por meio de um botão à esquerda do volante.

Na área de entretenimento, a Renault aposta no Media NAV 2.0, que traz as funções Eco-Coaching, que avalia a condução do motorista ao final de um percurso, levando em conta o momento certo para a troca de marchas, a regularidade da velocidade, o consumo e a quilometragem percorrida; e o Eco-Scoring, que orienta o condutor para dirigir de modo mais econômico.

Com o novo motor 1.6 SCe a potência máxima do Logan saltou de 106 cv para 118 cv, com etanol, um ganho de 11,3%. Com gasolina, a potência saltou de 98 cv para 115 cv, um aumento de 17,3%. O torque também é maior no novo motor: 16,0 kgfm, seja com gasolina ou etanol. Nosso teste comprovou a eficiência do novo motor, o modelo ficou bem mais ágil e esperto no trânsito e em vias em que a velocidade maior era permitida. Um evolução importante para o Logan.

O duplo comandos de válvulas variável na admissão garante maior torque desde as baixas rotações e também proporciona maior prazer ao dirigir. Os números de performance do novo motor 1.6 SC são excelentes em comparação ao antigo motor 1.6. Os preços começam em R$ 58.200 na versão Dynamique avaliada pelo site.

1 2Próxima página
Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo