AvaliaçõesFiatNotíciasTestes
Tendência

Avaliação – Fiat Cronos 1.8 HGT Aut. Flex 2020

HGT traz rodas de 17”, detalhes escurecidos, quadro de instrumentos de 7’’, ar-condicionado digital e spoiler exclusivo

Fotos: Marcus Lauria

Apesar de pouco tempo em nosso mercado, o Fiat Cronos já vendeu mais de 40 mil unidades. O que só comprova a sua aceitação pelos brasileiros vem crescendo. Agora na linha 2020 o sedã compacto da marca chega com diversas novidades e com uma nova versão esportiva: a HGT 1.8 AT. E foi exatamente essa versão com “roupa” esportiva que avaliamos por uma semana.

A marca afirma que segundo pesquisas com os proprietários do modelo, entre os principais motivos de compra estão, além do design, seu baixo consumo de combustível e espaçoso porta-malas, um dos maiores da categoria, com 525 litros. Vale dizer que outros destaques do espaço traseiro para bagagens são o ângulo e sistema para levantar a tampa que permite uma maior abertura em relação aos concorrentes com volume semelhante, o que facilita a acomodação principalmente de itens de maior dimensão e proporciona maior segurança, uma vez que a tampa se afasta mais do usuário, evitando colisões acidentais no momento de acomodar as cargas.

O Fiat Cronos tem um design diferenciado com tendência a linhas típicas do design italiano, com linhas curvas e até um certo ponto esportivas dependendo do ângulo em que você observa o modelo. Esse aspecto fica evidente, por exemplo, na posição elevada da central multimídia e dos comandos intuitivos dos volantes. Ambos foram pensados de forma a exigir o mínimo de desvio de atenção do motorista durante a condução do veículo. Como a própria marca italiana afirma, o apelo do Cronos HGT é puramente visual e não vislumbra a esportividade com motor potente ou o câmbio manual, como é habitual em esportivos de verdade.

O Fiat Cronos HGT parte de R$ 78.490, apenas R$ 3 mil a mais que a versão Precision e traz detalhes externos e internos exclusivos para a versão. Posicionado no topo da gama da linha, ele vem com muita tecnologia e vários itens de série importantes para esse segmento de veículos. Essa versão traz de série internamente equipamentos como quadro de instrumentos de 7’’, ar-condicionado digital, revestimento em tecido especial HGT, teto e detalhes internos em preto, tapetes e logos Fiat escurecidos no volante e na chave. Por fora, itens que destacam a “esportividade” como rodas de 17 polegadas, calçadas com pneus Pirelli Cinturato de perfil baixo (205/45), spoiler e retrovisores em preto, grade frontal escurecida, maçanetas na cor do veículo e logos Fiat escurecidos.

Entre os muitos opcionais oferecidos estão: teto preto (R$ 500), bancos de “couro ecológico” (R$ 1.500), câmera de ré (R$ 700), airbags laterais (R$ 2.500) e pacote composto por partida sem chave, retrovisor com rebatimento elétrico e iluminação periférica, sensores de chuva e crepuscular e retrovisor eletrocrômico (R$ 2 mil). Com todos os opcionais, inclusive pintura perolizada, o preço ultrapassa os R$ 88 mil.

Por dentro o acabamento não tem rebarbas, mas os plásticos tanto das laterais das portas quando do tablier são um pouco duros e não são softtouch, em certas situações dá para perceber um pouco de rangido desses plásticos vindos das portas e dos bancos, principalmente em curvas mais acentuadas quando o modelo torce mais a carroceria, de resto o silêncio à bordo é característico do sedã.

Em sua linha 2020 também chegam novas cores: Vermelho Montecarlo (sólida) e Cinza Silverstone (metálica), além das já tradicionais Preto Vulcano e Branco Banchisa (sólidas), Preto Vesúvio e Prata Bari (metálicas), além do Branco Alaska e Vermelho Marsala (perolizadas). Agora com seis versões, duas possibilidades de motores e três opções de transmissão, o Fiat Cronos oferece uma gama abrangente.

A configuração HGT é mecanicamente baseada na Precision 1.8 AT. Além do motor 1.8 flex Etorq com potência de 139 cavalos a 5.750 rpm e torque de 19,3 a 3.750 rpm – o mesmo que, com adaptações, movimenta versões da picape Fiat Toro e do Jeep Renegade –, ambas partilham ainda o câmbio automático de 6 velocidades com trocas suaves e sem trancos.

O propulsor dá conta do recado tanto em acelerações mais brutas, para ultrapassagens mais arriscadas como no trânsito, mantendo sempre a rotação na média. A suspensão é acertada e mantem o carro sempre em linha reta e a segurança nas curvas é mantida mesmo em condições mais delicadas. Com a chega dos motores turbo essa disposição deve melhorar e com a ótima dirigibilidade desse sedã com certeza conduzir o Cronos será bem divertido.

*FICHA TÉCNICA:

Mecânica

Motorização 1.7

Combustível             Álcool            Gasolina

Potência (cv)            139     135

Torque (kgf.m)         19,3    18,8

Velocidade Máxima (km/h)           196     195

Tempo 0-100 (s)      9,9

Consumo cidade (km/l)      7,2      10,3

Consumo estrada (km/l)    9,6      13,3

Câmbio          automática com modo manual de 6 marchas

Tração           dianteira

Direção          elétrica

Suspensão dianteira          Suspensão tipo McPherson e dianteira com barra estabilizadora, roda tipo independente e molas helicoidal.

Suspensão traseira            Suspensão tipo eixo de torção, roda tipo semi-independente e molas helicoidal.

Dimensões

Altura (mm)   1.516

Largura (mm)           1.726

Comprimento (mm)             4.364

Peso (Kg)      1.271

Tanque (L)    48

Entre-eixos (mm)     2.521

Porta-Malas (L)        525

Ocupantes    5

*Dados do fabricante

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo