CarrosNotícias
Tendência

Ariya é o novo crossover elétrico da Nissan

Primeiro SUV elétrico da marca se manteve fiel ao estilo do carro conceito

A Nissan revelou o novo Ariya em uma apresentação digital para todo o mundo do seu segundo modelo 100% elétrico. Com quatro versões, o novo crossover zero emissões da marca japonesa apresenta atributos máximos que vão dos 389 cv de potência aos 610 km de autonomia.

A nova identidade Nissan para os veículos elétricos (EV) renovando o logótipo da marca ganha corpo no Ariya com a introdução de uma nova plataforma para os EV da Aliança no segmento D que aumentou a liberdade estética dos designers.

A assinatura V-motion na frente é seguida por um perfil de traços esguios nas rodas de 19’’ polegadas (20’’ como opicional’’) de caráter esportivo fechando a aerodinâmica numa traseira de estilo coupé com duas linhas mestras que estão na asa traseira no topo e na lâmina de luzes a toda a sua largura.

O Nissan Ariya tem um comprimento de 4.595 mm, uma largura de 1.850 mm e uma altura de 1.655 mm. A distância entre eixos do crossover é de: 2.775 mm. Dependendo do modelo e do equipamento, o peso varia entre os 1.900 e os 2.200 kg. A capacidade do porta-malas está entre os 466 e os 408 litros, respetivamente para as versões de duas e quatro rodas motrizes.

O habitáculo do Ariya foi concebido para ser espaçoso num ambiente tipo “lounge de nave espacial”. Vantagens também decorrentes da nova plataforma e da nova engenharia das motorizações nos seus componentes colocam a bateria na base do chassi e oferecem um chão plano e aberto – bem com um baixo centro de gravidade com distribuição idêntica do peso entre frente e trás do veículo.

O design minimalista do interior tem expoente na ausência de botões integrando nos painéis os comandos táteis. No console central deslizante está uma nova alavanca de mudanças. As telas de 12,3’’ do painel de instrumentos e monitor central formam um mesmo horizonte que vai do ‘head-up display’ à navegação à distância de um deslizar dos dedos.

O Ariya inclui o asssistente de condução ProPIlot 2.0 (tecnologia introduzida de série pela Nissan com a segunda geração do Leaf) onde o maior destaque está na possibilidade de condução sem mãos no volante em percurso de uma faixa pré-definido; complementado com o sistema de assistência de estacionamento que, com o ProPilot Remote Park (em exclusivo no mercado japonês), pode ser concluído de forma remota já fora do veículo.

Entre os vários sistemas de segurança na condução, a visão a 360º complementa este ponto já fora do veículo. Também o controlo por voz dos comandos do carro começa antes de sair de casa com o recurso ao assistente Alexa da Amazon. Este é o primeiro modelo da Nissan com atualizações ‘over the air’, sem necessidade de cabos ou deslocações.

O novo Nissan Ariya (com a função e-Pedal introduzida com o Leaf para controle de aceleração e frenagem com o mesmo pedal) apresenta-se em quatro versões: com baterias de 63 ou 87 kWh e com tração a duas (2WD) ou às quatro rodas (AWD).

As versões de 63 e de 87 kWh 2WD coincidem no torque de 300 Nm e na velocidade máxima de 160 km/h. Já as diferenças estão nas respetivas potências de 160 kW (215 cv) e de 178 kW (239 cv) e nas autonomias até 450 e 610 km (em ciclo japonês WLTC ainda sob homologação) – bem com nas acelerações dos 0 aos 100 km/h em 7.5 e 7.6 segundos.

O Ariya AWD com a tecnologia e-4orce de dois motores elétricos (distribuindo a potência de forma inteligente pelas quatro rodas) com baterias de 63 e de 87 kWh de capacidade coincidem apenas nos 200 km/h de velocidade máxima. As potências respetivas são de 250 e 290 kW (336 e 389 cv) e os torques são de 560 e 600 Nm. Já as acelerações dos 0 aos 100 km/h são de 5.4 e 5.1 segundos e as autonomias vão até aos 430 e 580 km (no mesmo ciclo japonês WLTC).

Com uma apresentação ainda muito direcionada para o mercado japonês, a Nissan aponta a apenas meia hora para carregar energia para 375 km em postos de carregamentos rápidos de 130 kW. As primeiras entregas no Japão estão agendadas para meio de 2021 com o preço de lançamento a ser anunciado também ainda em ienes: “cerca de 5 milhões” (na ordem dos 41 mil euros).

 

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo