CarrosNotícias

Ford anuncia ampla renovação da linha de veículos nos EUA

A Ford iniciou uma ampla renovação na sua linha de produtos nos Estados Unidos, focada em picapes, SUVs e veículos comerciais, com investimentos em novos sistemas de propulsão e conectividade, sedimentando o caminho para os sistemas de mobilidade do futuro usando a plataforma aberta na nuvem.

O anúncio foi feito em Dearborn, EUA, no evento “Ford Uncovered” que apresentou o plano de negócios da empresa para o mercado norte-americano nos próximos dois anos. Jim Hackett, presidente e CEO da Ford, destacou que em 2020 a Ford terá a linha de veículos mais atualizada entre as grandes montadoras na América do Norte, reduzindo a idade média dos produtos de 5,7 para 3,3 anos. Além de substituir 75% das linhas, a marca vai adicionar quatro novas picapes e SUVs.

Há uma aposta forte nos híbridos, com avanços para oferecer mais desempenho e capacidade aos consumidores, além de economia de combustível. Até o final de 2019, todos os carros novos da marca terão conectividade 4G LTE.

A Ford também confirmou a introdução global a partir do segundo semestre do Co-Pilot360, novo e mais avançado pacote de tecnologias de assistência ao motorista que inclui assistência autônoma de frenagem de série, detecção de pedestre e outros recursos de segurança. Todos os novos modelos lançados no mercado americano contarão com esta tecnologia a partir de agora.

O foco da Ford é fortalecer sua posição nos segmentos de picapes, SUVs (incluindo versões off-road e de performance), híbridos, veículos elétricos a bateria e veículos comerciais.

Desde o lançamento da nova F-150 em 2014 com carroceria de liga de alumínio de alta resistência, de nível militar, a Ford ganhou 1,3 ponto porcentual de participação neste segmento de picapes nos EUA.

Os preços médios de venda da Série F são líderes no segmento – um crescimento de cerca de US$ 6.700 por veículo desde 2014 –, puxados por versões premium como Lariat, King Ranch e Platinum. A receita da Série F, sozinha, é maior que a de empresas ícones da lista Fortune 500, como Facebook, Coca-Cola e Nike.

O negócio de picapes da Ford continuará crescendo, com a adição de novos modelos, motores e foco no avanço contínuo de versões topo de linha. Eis alguns destaques:

2018: Novo motor 3.0 Power Stroke diesel para a F-150, versão atualizada da popular F-150 Raptor;

2019: A volta da Ranger ao segmento de picapes médias e estreia da nova Série F Super Duty;

2020: Estreia da nova F-150 híbrida com gerador móvel.

Os SUVs devem responder por mais de 50% das vendas da indústria nos EUA em 2020 – razão pela qual a Ford está realocando para este segmento um capital de US$7 bilhões antes destinado a carros.

Em 2020, a Ford planeja ter uma linha de SUVs líder nos EUA, com oito modelos – cinco deles híbridos e um totalmente elétrico. As vendas da categoria devem crescer 20% no país, para mais de 950.000 unidades em 2020 e passar de 1 milhão em 2021, segundo a LMC Automotive.

Depois de introduzir um modelo totalmente novo em cada ponta da gama de SUVs – o compacto EcoSport e o grande Expedition – a próxima investida da Ford será nos segmentos de maior volume. No próximo ano, estreiam versões totalmente novas do Escape e do Explorer, modelos que, combinados, somam 70% do volume de utilitários esportivos da Ford.

A Ford também pretende lançar dois modelos off-road: o novo Bronco e um utilitário pequeno ainda sem nome, ambos projetados para conquistar o crescente número de consumidores que gostam de viajar e passar tempo fora com a família e os amigos.

A Ford também vai ampliar sua linha de SUVs de performance. Os lançamentos da linha Ford Performance incluem o novo Edge ST, no final deste ano, seguido do Explorer ST. Estes dois modelos fazem parte dos 12 novos produtos prometidos até 2020. As vendas da Ford Performance cresceram 81% nos últimos quatro anos e, até 2020, devem aumentar mais 70%, puxadas pelos SUVs.      

A nova estratégia da Ford inclui um avanço forte nos híbridos, oferecendo mais capacidade e economia de combustível nos modelos de maior volume da marca, como F-150, Mustang, Explorer, Escape e Bronco.

A F-150 Híbrida, por exemplo, terá maior capacidade de carga e torque, aproveitando também o fato de poder ser usada como gerador móvel. O Mustang Híbrido vai oferecer a mesma performance de um V8, com maior torque final.

O novo sistema híbrido da Ford foi projetado para ser mais eficiente e acessível que as gerações anteriores. Essa economia – obtida através de negociação com fornecedores, uso de células e componentes comuns e produção de motores, transmissões e baterias – tem como objetivo reduzir o custo de posse para os consumidores.

Os veículos elétricos a bateria (também chamados BEVs) representam mais que um sistema de propulsão diferente – eles são uma mudança de estilo de vida para os consumidores, especialmente para aqueles que nunca dirigiram um veículo elétrico.

Por isso, a estratégia da Ford inclui repensar a experiência de posse do veículo, tornando a sua recarga mais fácil e oferecendo atualizações de software on-line para otimizar o uso dos recursos.

A Ford também vai aumentar a eficiência na produção de veículos elétricos, reduzindo pela metade a área usada nas operações de montagem e o investimento de capital. A eficiência do trabalho deve aumentar 30%, com a realocação de empregados para outras funções, como a montagem de baterias, que são normalmente complexas e caras de transportar.

O novo utilitário elétrico de performance da Ford chega em 2020. Ele é o primeiro de seis veículos elétricos que a empresa vai lançar até 2022, como parte de um investimento global de US$11 bilhões em automóveis elétricos.

Fonte: Imprensa Ford

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo