CarrosNotícias

Antigos: Chevrolet Caprice 1977-1979

Fotos: Divulgação

O post sobre clássicos desta vez será sobre um modelo americano. Tipicamente americano, diga-se. O Chevrolet Caprice. A versão escolhida para uma rápida pincelada em sua história e características é a terceira geração, que durou de 1977 a 1979. Esta geração do carro foi marcada pelo “downsizing”, ou a diminuição de seu tamanho. Isso aconteceu devido à crise do petróleo, que ocorreu em meados da década de 70, e foi uma ação ocorrida na maioria dos modelos da época.

Para se ter uma idéia do tamanho desta diminuição os modelos Caprice sedans estavam 289 quilos mais magros e os coupés 395, em relação a geração anterior. NO comprimento total eram 25 centímetros à menos. Apesar desta diminuição no tamanho, o entre-eixos era o mesmo da geração anterior. O design foi alterado de forma igualmente radical. O modelo tinha características de instabilidade graças a péssima aerodinâmica. Em 1977 a GM conseguiu apresentar um modelo moderno com linhas retas e bem mais fluídas que o modelo que o antecedeu. Muito do que foi feito acabou fazendo com que seu principal rival na época o imitasse: o Ford LTD.

O espaço interno era capaz de albergar 8 ocupantes com filas de bancos com 4 acentos. O câmbio no volante ajudava nesta capacidade. O motor base era o 4,1 litros com 6 cilindros. Este motor era capaz de desenvolver 141 cv de potência. Havia ainda o motor 5 litros com 145 cv, o 5,7 litros com 170 cv V8 com carburação “quadrijet” e o motor mais potente de todos, na época, o 6,6 litros também V8. O consumo médio chegava quase aos 10 km/l, na estrada, na versão menos potente… O desempenho do moto 5 litros era anunciado com o 0 a 100 feito em 12,9 segundos. O 6,6 litros fazia o mesmo em 10,8 segundos aproximadamente.

Em 1977 o Caprice tornou-se o modelo mais vendido no concorrido mercado norte-americano. Mais de 660 mil unidades haviam sido vendidas. Neste mesmo ano foi eleito o Carro do Ano. Em 1978 ele sofreu algumas modificações estéticas e o motor V8 ganhou partes em alumínio. Com isso sua potência foi acrescida de 15 cv. Para tentar ajudar a melhorar o consumo o carburador era duplo e menor que o do modelo 1977. Em 1979 o modelo sofreria mais uma atualização e partiria para a sua quarta geração. Mas a base do modelo permaneceu até 1990.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo