CarrosNotícias
Tendência

A tradição da Nissan na fabricação de picapes

Os mais de 80 anos da marca japonesa na produção de utilitários são aplicados no desenvolvimento dos novos produtos

Em 1934, a Nissan, então uma jovem empresa japonesa de automóveis, iniciava a produção e a venda de sua primeira picape, que era comercializada sob uma das marcas do grupo, a Datsun. De cabine simples, a 13T Truck era equipada com motor de 15 cavalos a 3.600 rpm, transmissão manual 3 velocidades e tinha 530 quilos de capacidade de carga.

Já na década de 1950, a Nissan criou seu primeiro modelo já seguindo as características de vanguarda das picapes compactas, a Datsun Truck 120. Trazia um motor de 860 cm³ de cilindrada e suspensão independente no eixo dianteiro (barra de torção), melhorando o desempenho e o conforto. Uma versão alongada também foi lançada logo depois.

Picapes na América Latina

Os primeiros carros e picapes Datsun chegaram a mercados da América Latina, como Peru e Chile, a partir de 1935. Em 1972, a Nissan começou a produzir Datsun 521 em sua fábrica de Cuernavaca, no México. O modelo era exportado para alguns países da região e teve grande aceitação na América Central. Anos depois, o segundo modelo exportado do México foi a picape Datsun 620.

A terceira geração de picapes produzidas na América Latina foi a Datsun 720, a primeira a oferecer tração nas quatro rodas. Entre 1973 e 1979, as vendas da 720 ajudaram a aumentar significativamente o número de picapes nas vias da região, que foram de 2.000 a 72.000 unidades por ano, especialmente na Nicarágua, em El Salvador e em Honduras, os principais mercados.

Nos anos 1990, a 720 foi sucedida pela família da D21, que era vendida na região com diferentes nomes: Terrano, no Chile, e Frontier nos demais países da região. Esses modelos trouxeram novo nível de conveniência e inovação nos produtos oferecidos na região.

A experiência acumulada pela marca nos mais de 80 anos de produção de utilitários reflete-se na linha da Nissan Frontier, um nome consolidado nos 20 anos de história da marca japonesa no mercado brasileiro.

Fonte: Sala de Imprensa da Nissan

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Botão Voltar ao topo