CarrosNotícias

Ford enfrenta recall global

Foto: Divulgação

A primeira surpresa é o recall dos recém-lançados novos Ka hatch e sedan, após um mês do lançamento do veículo, um dos mais competitivos no segmento de entrada, no mercado brasileiro. Os veículos convocados pela fábrica foram fabricados entre 6 e 14 de agosto último, num total de 219 unidades com números de chassi entre os intervalos F8121717 e F8128826. O recall é para substituição dos cilindros de ignição, da fechadura da porto do motorista e chaves principal e reserva dos Ka modelo 2015.i

No mercado internacional, a Ford anuncia uma série de recalls de seus produtos, em vários países, uma ação em benefício dos clientes da marca por algum problema que ocorre no uso diário de um veículo da marca e, quando detectado, o proprietário é convidado a ir a uma concessionária para o devido reparo.

Agora, no final de setembro, a empresa anuncia mais um recall gigante da ordem de 850 mil veículos por falha no módulo do airbag e que incluem os modelos Fusion, C-Max, Escape e Lincoln MKZ. No caso específico do Fusion, produzido na fábrica de Hermosillo, no México e também vendido no Brasil, as unidades afetadas foram produzidas entre 3 de fevereiro de 2012 e 24 de agosto de 2013.

Do total de veículos atingidos, 850 mil, cerca de 745 mil estão nos Estados Unidos, 83 mil no Canadá e 20 mil no México. A empresa informa que não há registros de acidentes em decorrência da falha apontada, mas substituirá o módulo de controle dos airbags.

Nos Estados Unidos, a Agência de Administração Nacional de Segurança no Trânsito – NHTSA, acaba de abrir uma investigação sobre 205 mil Fiesta, por queixas dos usuários sobre defeitos no fechamento das portas. Trata-se de veículos produzidos entre 2011/13 com reclamações de que as portas não se fecham de forma correta e ficam entreabertas, acendendo a luz de advertência no painel. Outra queixa de usuários é que as portas se abriram, depois de fechadas pelo motorista e com o carro em movimento.

O problema pode se agravar quando os proprietários vão às concessionárias e estas não dispõem das peças e as portas precisam ser amarradas com cordas. Problema que também acontece no mercado brasileiro, onde consumidores também procuram por peças nas revendas e esperam até semanas para serem atendidos.

SUVs Híbridos também com problemas

Em relação aos Ford Escape Híbridos produzidos entre 2005 e 2008 e Mercury Mariner, entre 2006 a 2008, nos Estados Unidos, a Ford convocou os proprietários, cerca de 76 mil, para uma campanha de recall por problema da bomba de água do motor. Segundo a Ford, por enquanto, não há registro de acidentes ou ferimentos atribuídos a qualquer um dos três recalls citados.

FOCUS TAMBÉM

Ford também está recolhendo, na América do Norte, 400 unidades do Focus 2014 e veículos Lincoln MKC 2015 por problema no módulo de fornecimento de combustível.

RECALL ATÉ NA CHINA

A Changan Ford China vai chamar às concessionárias da marca, 191.770 proprietários do Focus sedan, construídos em 2009, para substituir algumas peças necessárias para eliminar riscos na segurança do veículo. O modelo é o mais vendido, este ano, naquele país e que se destaca no topo da categoria de carros sedan.

O problema esta nas mangueiras de reabastecimento que podem rachar e causar vazamento de combustível e, em casos extremos, pode provocar incêndios.

FOCUS ST E ESCAPE

Ford também anunciou um recall para 160 mil Focus ST, produzidos entre 2013 e 2014 devido a problemas com fiações defeituosas. O recall abrange veículos com motores 2.0, na América do Norte, por conexões elétricas inadequadas que podem causar sinais errados enviados para o módulo de controle do motor e afetar seu desempenho, principalmente, na redução da potência do motor.

Os Crossovers Escape, modelos 2014, também acusaram o mesmo problema. Os Escape afetados foram produzidos de 5 de outubro de 2011 a 1º de abril de 2013, todos com motores 2 litros, na planta de Louisville, nos Estados Unidos.

Outros recalls menores alcançaram 1.300 unidades do Ford Transit 2015, devido a um potencial vazamento do fluido de freio na junção entre o tubo do freio traseiro e a pinça do freio.

http://assets.newsinc.com/newsinconebyone.png?t=1408128300

Cerca de 600 vans de carga Transit, modelo 2015, também terão que ir a um concessionário Ford devido a um potencial problema com as portas de correr. Elas foram montadas sem um reforço que não permitiria o destravamento, no momento de um impacto em uma colisão lateral. A solução será a instalação de uma pala de reforço na porta.

Fonte: www.fordparatodos.com.br

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo