NotíciasReportagens

Confira alguns dos principais equipamentos para se protejer na sua moto

Foto: Divulgação

A legislação brasileira exige o uso obrigatório de capacete para os motociclistas, tanto para o condutor quanto para o carona. Mas, além dos capacetes, existem outros equipamentos de segurança que podem amenizar – e muito – o risco de escoriações ou até fraturas. Alguns podem achar brechas na lei para não utilizar esses itens complementares para a segurança, mas eles podem fazer toda a diferença no caso de uma queda ou acidente.

  • Joelheiras. Os joelhos são alvo certo de atrito, lesão e fraturas caso o motociclista sofra um deslizamento. As joelheiras devem ser articuladas para não atrapalhar a mobilidade. O modelo Esportes Elbow, um dos mais procurados, custa em média R$ 45,50 e na Fox Launch Pro o produto chega a R$ 170.

  • Cotoveleiras. Também protegem as articulações dos cotovelos em caso de contato com solo. A Pro Tork Titanium tem um design discreto e sai por R$ 29, em média. Se você precisa de um modelo off road, a Alpinestar Defender custa em média R$ 160.

  • Botas. A bota garante a integridade dos pés e tornozelos. Pilotar descalço, além causar instabilidade nas frenagens e troca de marchas, pode ocasionar lesões e fraturas graves se os pés estiverem expostos e próximos aos pedais e corrente da motocicleta. Os preços variam bastante dependendo do modelo.  A Westflex, fabrica botas de borracha antiderrapante e pode ser encontrada por R$ 90. A Braddock Custom com fivelas chega a custar R$ 310. Ambas são impermeáveis.

  • Luvas. Todo ser humano tende a se proteger com as mãos. O uso das luvas evita lesões, além de combater o frio e dar maior estabilidade na direção. A variedade de cores, materiais e preços é imensa: A Pro MCS 22 Full é discreta e sai por R$ 30. Já a Riffel Urban é ideal para quem anda na cidade, porque possui proteção rígida no dorço da mão. Seu preço está em torno de R$170.

  • Jaqueta. Por mais que faça calor, não se arrisque pilotando com os braços expostos: sua a pele pode sofrer queimaduras se houver deslizamento no solo. Além disso, as jaquetas apropriadas são impermeáveis. Algumas possuem detalhes reflexivos que ajudam na visibilidade do motociclista por outros veículos durante a noite. A Pro Tork 788 tem proteção de neoprene na região do pescoço e entradas de ar e custa R$ 200. A jaqueta Alpinestar T-Jaws é robusta, durável e seus diversos materiais se adaptam às variações climáticas, além de possuir faixas reflexivas. Ela custa em média R$ 760.

Vale lembrar que os preços dos capacetes também são variados dependendo da marca e modelo, mas o importante é que ele respeite as normas de fabricação e segurança vigentes (veja aqui), sejam do tamanho adequado para a cabeça do motorista e que o modelo seja fechado, protegendo toda a caixa craniana.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo