Sem categoria

WaterCar Panther: Diversão, é a solução sim!

Fotos: Renato Pereira / Divulgação

É difícil precisar a origem da idéia, mas acredito que o conceito de misturar carro com barco tenha começado quando o primeiro automóvel afundou na água. Não foram poucas as tentativas, projetos e idéias mirabolantes para um hibrido dessa natureza. O mais comum, no entanto, são criações estranhas com funcionamento ruim em qualquer uma das aplicações que se tenha imaginado: um carro que não é bom no asfalto, terra ou areia e um barco que não navega bem em rios, lagos ou mares. Os carros-anfíbios sempre foram o grande sonho-dourado de engenheiros e construtores em todo o mundo; dos militares, então, nem se fala, e claro que os principais veículos anfíbios são militares. E claro que são horríveis. Segundo conta a lenda, “os carros não precisam ser bonitos, tem de ser funcionais”. Mas existem exceções, e a  Rinnspeed, na Alemanha, produz um anfíbio bem bonito, com um valor superior a um superesportivo e um iate juntos, que inclusive pode ser usado como submarino, para uso civil. Hollywood também sempre teve uma quedinha pela coisa de sair da estrada e pular na água, sem escalas, com um Lotus Esprit estrelando uma cena assim com o velho e bom 007.

Pois é, os norte-americanos realmente tem fascínio por carros “diferentes”, principalmente os californianos. A Panther, um fabricante local, oferece o que parece ser o mais próximo e viável possível da combinação carro-barco. O WaterCar Panther chegou ao mercado para desafiar os mais céticos e proporcionar muita diversão, “andando” bem no asfalto, na areia e na água. O design… bem, os norte-americanos tem uma paixão inexplicável pelo design do Jeep – transcrição fonética de General Purpose (GP), que significa Uso Múltiplo – desde a 2ª Guerra Mundial. Então, mais uma vez emprestaram-se as linhas do velho e bom Willys CJ (Civil Jeep) e, mais uma vez, como não poderia deixar de ser, não se pode dizer que o resultado do conjunto tenha sido um primor de design e estilo. Mas funciona!

O WaterCar Panther tem a carroceria feita totalmente em fibra de vidro e epóxi, perfeitamente vedada. Sua estrutura é em Cromo Molibdênio (Chromoly), o que garante resistência em qualquer situação e a leveza necessária para a missão de flutuar. Impulsionado por um potente motor Honda 3,7 litros, V6 V-TEC, 24V, com 250 Cv, acoplado a uma transmissão Weddle 091VW manual, com 4 velocidades, o carro atinge 130 km/h em solo seco e, com a caixa de transferência Panther Jet acionada e a suspensão dianteira recolhida (com acionamento hidráulico), chega aos 70 km/h na água. Nada pouco, se contar que tudo isso é conseguido com quatro ocupantes!

Com peso de 1.338kg, 4.572mm de comprimento, 1.282mmm de largura, altura variável de 1.295mm no solo  e 1.117mm na água, o WaterCar conta com freios a disco nas quatro rodas, calçadas com pneus Yokohama Geolandar A/T-S 30X9.50 R15 104S 6PR OWL. Como tudo o que é bom tem um preço, esse é um fator realmente de peso no WaterCar da Panther: completo, o brinquedo custa US$ 150.000. Sem motor, transmissão e caixa de transferência, o preço é de US$ 126.000. Se o comprador quiser apenas o chassi e a carroceria, o valor é US$ 95.000. A forma de pagamento é simples: um depósito de US$ 20.000,00 no fechamento do contrato, 40% com sete dias de antecedência da produção e o restante na entrega. Taxas de cancelamento custam US$ 5.000, ou seja, se o cliente desistir no meio do caminho, perde tudo. O que é justo, por tratar-se de um fabricante de médio porte. Esses são valores FOB na Califórnia.

 

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo