CarrosNotícias

Techno Day Fiat – O que importa é a “etiqueta”

Fotos: Marcus Lauria

A convite da Fiat tive a oportunidade, junto com a imprensa especializada do Rio de Janeiro, de conhecer a fundo toda a tecnologia da marca no que se refere ao consumo de combustível e a manutenção correta de um veículo em nosso uso diário. O evento chamado de “Techno Day”, de acordo com a marca, tem como objetivo compartilhar informações guiado pelo desafio de decifrar, com apoio da área de Engenharia da Fiat, o mundo técnico por trás de um automóvel.

A primeira edição do evento tem como tema a eficiência energética, focado no novo regime automotivo, o Inovar-Auto, que visa à sustentabilidade. A Fiat se vangloria com muitos momentos que fizeram parte dessa evolução, como a fabricação do primeiro carro movido a álcool no Brasil, em 1979, com o Fiat 147 e o primeiro carro 1.0 de nosso mercado, o Uno Mille.

A eficiência energética está diretamente ligada ao consumo de combustível e de energia de um veículo. E seguindo esse pensamento a Fiat atualmente trabalha focada nessa eficiência, com o lançamento de produtos que visam sempre a economia e o aproveitamento da eficiência de seus modelos vendidos atualmente em nosso mercado. Como exemplo destacam-se a linha Economy, motores turbo T-Jet (downsinzing), tecnologia MultiAir, modelos compactos por fora e grandes por dentro entre outros.

Segundo a consultoria Jato Dynamics, a Fiat é a fabricante que registrou o menor nível de emissões de CO2 na Europa, pelo sexto ano consecutivo. Enquanto que em 2012, a Fiat reduziu 13% de suas próprias emissões médias, passando de 137,3 para 119,8 g/km de CO2.

A eficiência energética de um veículo está associada à qualidade efetiva de energia para deslocar o automóvel. Resumida ao uso otimizado da energia pelo automóvel utilizado para o nosso deslocamento cotidiano. Um dos testes realizados durante o evento foi o de consumo, onde foram utilizados quatro veículos, sendo dois Bravos com motor 1.8 e dois Unos com motor 1.4, onde um deles estava com a revisão em dia e o outro totalmente desregulado, com velas gastas, pneus murchos, suspensão desregulada e filtros sujos.

O consumo é o resultado da relação entre a quantidade de combustível necessária em um determinado deslocamento. O resultado eficiente depende do uso no dia a dia de cada pessoa, a manutenção do veículo, ao trajeto percorrido, entre muitos outros. Todos esses fatores juntos forma um resultado para chegar a uma melhor adaptação do carro. E pudemos sentir isso na prática com o teste rápido que fizemos com os carros que estavam no evento. “A aerodinâmica tem regras físicas, mas depende da forma para definir”, acrescentou Sandro Soares, engenheiro da Fiat.

Além disso, tudo está ligado à aerodinâmica do carro, onde entram os engenheiros e designers, que fazem uma verdadeira “quebra de braço” para chegar às linhas ideais que resultem em um consumo eficiente do carro. Também incluem para essa eficiência um câmbio com relações  ideais. Pneus com menor rolling resistance (resitência ao rolamento), também ajudam no resultado de um menor consumo. Sendo o Uno Economy um dos veículos que estão no topo dos veículos que participam do Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular do Inmetro (PBEV) na categoria subcompacto. A Fiat foi à primeira montadora a aderir a esse programa voluntariamente. “O ideal é viabilizar a tecnologia a preço acessível”, acrescenta Ricardo Dilser, gerente de comunicação da Fiat.

No resultado final do teste de consumo, o Uno Economy fez 17,2 km/l e o Uno Vivace, que estava todo desregulado fez 15,5 km/l, conduzido pelo jornalista do Carro & etc do jornal O Globo Fernando Miragaya, onde a média foi de 15,8 km/l e 14,2 km/l com gasolina respectivamente. Enquanto que o maior foi de 13 km/l e 12,6 km/l, formando uma diferença de 11% entre o maior e o menor consumo.

Com os modelos Bravo, o menos consumo foi de 13,4 km/l com a versão regulada e com a desregulada foi de 11,4 km/l feita pelo repórter que vos escreve. Sendo o maior consumo de 8,0 km/l e 8,2 km/l respectivamente. Com uma diferença de 14% entre os dois.

Evento a convite da Fiat

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo