NotíciasPrimeira Volta

PRIMEIRA VOLTA – JAC T40 ganha novo motor e câmbio CVT por R$ 70 mil

Fotos: Flavio Luppi

Com o fim em dezembro de 2017 das cotas do Inovar-Auto, a JAC pode enfim fazer sua estreia no mercado brasileiro neste mês de abril do T40 CVT. De acordo com a marca chinesa, o modelo começa a desembarcar nos próximos dias e já serão imediatamente distribuídas pela rede de concessionários de todo o país. O T40 CVT parte de R$ 69.990. Único opcional é a pintura metálica e/ou com teto bicolor (envelopado) ao custo de R$ 1.490 extras, elevando o valor para R$ 71.480.

Além de todo o pacote vasto de equipamentos de série da versão manual, o JAC T40 CVT traz os seguintes itens adicionais: Ar-condicionado com regulagem automática de temperatura; Bancos revestidos em couro; Sensor de estacionamento dianteiro e traseiro (apenas traseiro no MT); Computador de bordo com função de auto-diagnose; Sistema start/stop; Novo quadro de instrumentos; Além, naturalmente, da transmissão automática tipo CVT com função para trocas manuais com seis marchas definidas eletronicamente.

Sendo o único SUV com câmbio automático abaixo de R$ 70 mil disponível no mercado nacional, o JAC T40 CVT possui mudanças mecânicas e estéticas em destaque. Além da transmissão, que irá garantir conforto maior ao dirigir, e o novo motor 1.6 16V DVVT (dual variable valve timing, ou dupla variação de fase nos comandos de válvulas). O SUV ainda oferece o JAC Connect Front Camera. Em conjunto com o aplicativo JAC View, o sistema é capaz de registrar filmes (com áudio) de todos os percursos percorridos pelo T40.

As dimensões permanecem as mesmas. Com 1,57 metro de altura e 1,75 metro de largura, a carroceria do T40 garante grande espaço interno no habitáculo, acomodando efetivamente três passageiros no banco traseiro, que tem espaço à vontade para ombros e cabeças. No porta-malas, outra vantagem da carroceria anabolizada: ele comporta até 450 litros. O modelo inclui diversos apliques cromados na carroceria, bem como abusa de black piano e couro nas forrações internas.

Por dentro, há dois destaques nessa nova versão: os bancos revestidos em couro ecológico (equipamento de série) e o novo quadro de instrumentos. Com grafismo inédito, ele permite melhor leitura que a versão anterior, onde velocímetro e conta-giros possuem melhor visualização, tendo nas extremidades marcador do nível de tanque de combustível e termômetro de água do motor. Ao centro, o modelo exibe um novíssimo computador de bordo, com várias funções de checagem de funcionamento do carro e dados de cruzeiro, como consumo instantâneo, médio, autonomia etc.

A JAC Motors tratou de dotar o T40 CVT com uma nova unidade motriz, até então inédita no Brasil. O motor desloca 1,6 litro de capacidade cúbica, possui quatro válvulas por cilindro e variador de fase no comando de admissão e (a novidade) também no de escape. Esse artifício, batizado de DVVT, é capaz de garantir torque nos baixos regimes e potência nas altas rotações, pois altera o tempo de abertura e fechamento das válvulas de acordo com a necessidade instantânea do motor.

E tudo isso sem deixar de observar o consumo de combustível, que é aprimorado pelo recurso do “start-stop”. Movido a gasolina, ele desenvolve a potência de 138 cv a 6.000 pm e 17,1 kgfm a 4.000 rpm de torque máximo. Com uma calibração adequada ao gosto do consumidor brasileiro, que aprecia respostas rápidas ao comando do acelerador, a TCU (Transmission Control Unit) do T40 CVT não permite aquele “delay” habitual de caixas continuamente variáveis de outros modelos do mercado nacional. De acordo com a marca ele faz acima de 190 km/h de velocidade máxima. Aalém de todos os dispositivos eletrônicos que o assessoram nas frenagens, ele possui anda discos ventilados nas rodas da frente e discos sólidos na traseira. O detalhe “esportivo” recai sobre os cálipers vermelhos nas quatro rodas.

O T40 CVT  já vem equipado com: Ar-condicionado Automático; Cruise Control com comandos no volante; Lâmpadas halógenas; Faróis com regulagem elétrica de altura do facho; Faróis com “Follow Me Home”; DLR (LED diurno); Faróis de neblina (dianteira); Lanterna de neblina (traseira); Brake-light; Alças de segurança dianteiras e traseiras; Para-sol com espelho iluminado (motorista e passageiro); Retrovisor interno antiofuscante; Bancos revestidos em couro ecológico; Airbag duplo frontal; Portas com barras de proteção lateral; Aviso de cinto não acoplado; Imobilizador; Travamento automático das portas a 15 km/h; Freio ABS com EBD; BAS – Brake Assist System (assistente para frenagens de pânico); BOS – Brake Overide System (pedal “inteligente” de freio); ESP – Eletronic Stability Program (controle eletrônico de estabilidade); TCS – Traction Control System (controle eletrônico de tração); HSA – Hill Start Assist (assistente de partida em rampas); TPMS – Tire Pressure Monitoring System (sistema de monitoramento da pressão dos pneus); Sistema JAC Connect Front Camera; Sensor de capô aberto; Sensor de estacionamento dianteiro e traseiro; Computador de bordo com auto-diagnose; Câmera de ré; Entradas USB no console central do painel e no banco traseiro e Isofix.

PRIMEIRA VOLTA (por Flavio Luppi)

São Paulo/SP – Sabe quando você vai ver um filme e já sabe que ele não deve ser tão bom? Mas quando ele termina você sente até vontade de ver de novo. Pois dirigir o JAC T40 CVT com várias melhorias em relação ao manual foi exatamente essa sensação!

A cereja do bolo é o novo câmbio CVT, com tocada suave, o conjunto motor e câmbio se saíram muito bem na estrada. O novo motor 1.6 com comando variável e adequado ao peso do carro entrega suficientes 138 cavalos de potência, coisa rara para um SUV compacto do segmento,

O carro surpreende muito, acabamentos muito bem escolhidos, com direito a tela de 8 polegadas sensitiva ao toque, uma inovação muito interessante é a câmera acoplada ao retrovisor interno que filma a estrada e armazena em um SD card todo o trajeto percorrido. Acabamentos internos imitando fibra de carbono e um ótimo bom gosto em costuras vermelhas contrastantes com o couro na cor preta dos bancos, volante e pomo do câmbio dão um toque de esportividade ao T40. Enfim, no geral o carro agrada  e vai “cutucar” a concorrência com “vara curta”.

*Viagem a convite da JAC Motors do Brasil

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo