LançamentosNotícias

Lançamento – Novo Renault Clio 2013 parte de R$ 23.290

Fotos: Marcus Lauria

A Renault não perdeu tempo e revelou antes mesmo do Salão do Automóvel de São Paulo deste ano, no início de outubro, algumas imagens do novo Clio. Através delas foi possível perceber algumas mudanças bem significativas, que segundo a própria marca, o desenho desta nova versão visa dar um apelo mais jovem ao hatch. O modelo já está disponível para configuração no site oficial da marca, sendo oferecido nas carrocerias de duas e quatro portas e pode ser adquirido nas versões Authentique (2 ou 4 portas)  ou Expression (4 portas). A marca francesa quer conquistar novos clientes apostando no baixo consumo do hatch. Já que ele obteve a nota “A” na categoria “Subcompacto”  do “Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular”, tanto na versão de entrada como na equipada com ar-condicionado e direção hidráulica.

Entre as versões oferecidas, a Authentique traz computador de bordo com oito funções, retrovisores com regulagem manual interna e predisposição para rádio, enquanto que o Expression acrescenta limpador do vidros traseiro, ar quente e desembaçador. Para quem quiser mais conforto, a marca oferece ar-condicionado e direção hidráulica como opcionais por R$ 2.500 e R$ 1.100 respectivamente.

O cliente também pode personalizar o Clio 2013 com faixas adesivas aplicadas sobre a pintura, item que já tem ficado comum nesse segmento em nosso País, além da parte interna. São quatro kits oferecidos nas concessionárias da marca , sendo três para o exterior, denominados:- Sport (por R$ 1.450), Look (por R$ 632) e Adesivos (por menos de R$ 300) e um para o interior, chamado de Kit Estilo. O Sport é composto por saias laterais e spoiler dianteiro e traseiro e máscara do farol de neblina integrada.

Enquanto que o kit Look, acrescenta friso lateral nas portas com filete personalizável e dos retrovisores externos pintados na cor da carroceria. O kit Adesivo está disponível em duas opções: Faixas Esportivas ou Desenho Geométrico. Esses adesivos são instalados no capô e no teto do veículo. Enquanto que as “Faixas Esportivas” é composta por duas faixas longitudinais – nas tonalidades cinza, vermelho ou branco -, que percorrem todo o veículo (capô, teto e tampa do porta-malas) e o adesivo “Desenho Geométrico” que é aplicado sobre o teto.

As melhorias fizeram bem ao novo Clio, apesar de não parecer pelas fotos, ao vivo é bem diferente. O hatch recebeu mudanças mais significativas na dianteira, é facilmente notada à adição de novos faróis, grade, capô, para-choque e uma grande entrada de ar em formato trapezoidal, chegando bem próximo no novo DNA da marca adotado no mercado europeu.

Na parte traseira as mudanças foram mais discretas, com novas lanternas co formato triangular e luzes com nova disposição, vidro traseiro, tampa do porta-malas com dois vincos horizontais, além de ter sido incorporado um aerofólio com brake-light. Na lateral a única novidade fica por conta do retrovisor do Sandero. O novo design ficou a cargo da equipe do Renault Design América Latina (RDAL). Segundo a marca, foram adicionadas 180 peças novas ou evoluídas na parte de carroceria e de acabamento quando comparado com o seu antecessor.

Por dentro, algumas novidades fazem parte da linha 2013, como o quadro de instrumentos renovado, os marcadores de nível de combustível e temperatura do líquido de arrefecimento agora são digitais, além do computador de bordo. O conta-giros tem grafismo moderno e com Eco-monitor (zona demarcada para indicar as zonas de rotação do motor de acordo com o nível de economia de combustível que ela proporciona).

Os comandos do ar-condicionado e controles de ventilação foram renovados, agora com formato anatômico e com acabamento cromado. O cliente tem a possibilidade de personalizar ainda mais o interior com o Kit Estilo (por menos de R$ 500), com ele é possível inserir uma moldura colorida ao redor do rádio e das saídas de ar e também no console central, onde estão o porta-copos, o porta-moedas, o botão do pisca-alerta e a tomada 12 volts.

O Clio 2013 chega com a opção de oito cores: Bege Poivre, Cinza Quartz, Prata Etoile, Vermelho Fogo (metálicas), além de Branco Glacier, Preto Opaco e Vermelho Vivo (sólidas). A linha 2013 oferecerá ainda uma nova tonalidade a mais: Branco Creme.

Sob o capô, está o velho conhecido 1.0 16V Hi-Flex, mas com melhorias, segundo a marca, o propulsor teve sua potência aumentada para 80 cv (com etanol) e 77 cv com gasolina e torque de 10,2 kgfm, o que deixou o carrinho bem mais esperto e ágil no transito. O motor teve um aumento da taxa de compressão de 10:1 para 12:1, novos pistões, adequados para o aumento da taxa de compressão, Introdução de um sistema de refrigeração do pistão através da injeção de óleo na parte inferior desse componente, nova bomba de óleo, já usada no motor 1.2 16V Turbo entre outras mudanças.

Segundo dados do fabricante, quando abastecida com etanol, a versão equipada com ar-condicionado e direção hidráulica anota 9,1 km/l (ciclo urbano) e 9,6 km/l (estrada). Com gasolina, a média de consumo fica em 13,1 km/l (cidade) e 14,3 km/l (estrada). O modelo sem ar e direção obtém índices ainda melhores: 9,5 km/l (ciclo urbano) e 10,7 km/l (estrada). Com gasolina, são 14,3 km/l (cidade) e 15,8 km/l (estrada).

O Clio está sendo fabricado na Argentina, onde a planta da Renault foi recentemente modernizada e recebeu um investimento de R$ 180 milhões. De acordo com a marca, a produção anual deve chegar a 70 mil unidades anuais e parte dela será destinada ao Brasil. A Renault oferece garantia de três anos ou 100.000 km ou o  que ocorrer primeiro. O novo Clio deve começa a ser vendido logo nos primeiros meses de 2013. No mix de vendas, a marca acredita que 25% serão destinados aos modelos de duas portas e 75% para os de quatro portas. O modelo já pode ser encontrado em todas as concessionárias da marca a partir de hoje.

Confira abaixo a tabela de preços do Renault Clio 2013:

Clio Authentique 1.0 2p: R$ 23.290

Clio Authentique 1.0 4p: R$ 24.290

Clio Expression 1.0 4p: R$ 24.950

PRIMEIRAS IMPRESSÕES:

Rio de Janeiro/RJ–A aparência renovada do “novo” Clio não convence muito para quem entende de automóveis, o modelo usa a mesma plataforma e formas desde o seu lançamento aqui no Brasil, ou seja, desde 1999. Em seu terceiro facelift, na Europa o modelo já está em sua quarta geração. O Clio 2013 chega com melhorias e itens que agradam os consumidores.

A nova “cara” do Clio até que agrada aos olhos em alguns ângulos, como da dianteira, a traseira deixa a desejar e foge da harmonia geral do carro, com linhas retas e vinco de gosto duvidoso. Com a intuição de vender muitos carros no país, a marca francesa apelou para as famosas faixas “esportivas”, mesma fórmula do Mini, Fiat 500, Camaro entre tantos outros. E na economia, onde o modelo levou uma nota Ano “Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular”, elaborado pelo Inmetro, com a parceria do Conpet. Essa classificação o posiciona como o modelo com o melhor consumo de combustível da categoria “Subcompacto”.

Por dentro, apesar dos comandos e das formas que lembram os anos 90 do painel, o Clio agrada. Os materiais usados são de qualidade superior aos concorrentes, a posição de dirigir é um dos destaques do carro. O modelo peca pelo volante grande, que atrapalha nas manobras e pela posição de alguns comandos, como o pisca-alerta, que fica atrás da manopla de câmbio e do botão da trava das portas. O painel de instrumentos tem um visual mais “clean” e fácil de utilizar, assim como o computador de bordo com oito funções.

A posição de dirigir é fácil de achar e a dirigibilidade é de qualidade. Empurrado por um motor 1.0 16VHi-Power, que teve 71 peças modificadas, segundo a marca. O propulsor se saiu bem no test-drive na Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro. Agora são 80 cv (com etanol) e 77 cv (com gasolina), a 5.750 rpm, as acelerações são contínuas e não decepcionam. Nas retomadas o motor fica devendo um pouco mais de disposição, mas nada que atrapalhe o desempenho geral, de um típico carro urbano. A suspensão é bem acertada, deixa o modelo na mão do motorista, os buracos são sentidos a todo instante no interior do carro, que no entanto, ficou mais silencioso.

Viagem a convite da Renault.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Um Comentário

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo