LançamentosNotícias

Lançamento – Jeep Compass 2012

Fotos: Marcus Lauria

A Jeep lançou no Brasil o SUV compacto Compass com o preço sugerido em R$ 99.900. O SUV é equipado com motor 2.0 16V de 156 cv que trabalha em conjunto com um câmbio que corresponde à uma segunda geração do CVT da Chrysler, que, segundo a marca, proporciona uma economia de combustível de 8%. O consumo fica em até 9,8 km/l.

Para comercializar o modelo no Brasil, um investimento de R$ 4 milhões foi necessário. Isto porque o veículo foi adaptado à nossa gasolina e condições de asfalto. O design ganhou novos contornos, mas manteve a identidade da grade dianteira de sete gomos. O destaque ficou para as caixas de roda com ângulos retos, que abrigam aros de 17 polegadas em alumínio.

O Jeep Compass não possui opcionais. Ele traz de série ar-condicionado automático, apoio de braços central dianteiro deslizante com porta-objetos, controle de tração, controlador de velocidade, porta-copos dianteiros com iluminação, entre outras mordomias. Na segurança, o utilitário oferece freios a disco nas quatro rodas com ABS (antitravamento), controle eletrônico de estabilidade, monitoramento de pressão dos pneus e seis airbags, incluindo os de cortina.

O modelo chega com as cores preto e branco (sólidas), cinza, prata, e verde (metálicas) e azul, vermelho e laranja (perolizadas). O estofamento possui duas opções de tecido: cinza escuro e bege claro.

Primieras Impressões

por Marcus Lauria

Barueri/SP – Apesar da novidade no Brasil, o Jeep Compass tem um visual muito comum entre os SUVs compactos, visto de frente, sua grade cromada de sete linhas verticais indicam que se trata de um autêntico modelo da Jeep, principalmente nas laterais, com aos para-lamas com ângulos retos que comportam as belas rodas de aro 17. A traseira simples, com linhas retas e lanternas que lembram seus concorrentes coreanos como Kia Sportage e Hyundai Tucson de gerações anteriores destoam do conjunto.

Produzido na fábrica de Belvidere, no estado norte-americano de Illinois, o Compass chega completo, com itens que são opcionais na maioria dos concorrentes, como controle eletrônico de estabilidade, monitoramento de pressão dos pneus e seis air bags. Por dentro, o modelo oferece muito espaço, tanto para quem vai na frente, ou atrás. Apesar da aparência sóbria, em relação aos seus “irmãos” maiores, o acabamento surpreende logo ao entrar no carro. Plásticos de boa qualidade, tanto nas portas como no tablier. O volante revestido em couro está na medida certa, assim como a facilidade de encontrar uma excelente posição de dirigir.

Aprovado e muitos requisitos para chamar a atenção da concorrência, o Compass fica devendo no motor, apesar de ser literalmente empurrado por um motor de 2.0 litros, com 156 cv de potência e 190 Nm de torque, o Compass sofreu em subidas mais íngremes, isso com apenas duas pessoas à bordo. Mas nas retas e curvas o modelo se comportou como um carro de passeio, graças a suspensão independente nas quatro rodas – dianteira do tipo McPherson e traseira multilink, de braços múltiplos e a carroceria monobloco.

O Compass mede 4.448 mm de comprimento, 1.812 mm de largura (sem os espelhos retrovisores) e 1.718 mm de altura (incluindo os racks de teto) e tem uma distância entre-eixos de 2.635 mm. Em conjunto com o motor está o eficiente câmbio CVT2, de relações continuamente variáveis, uma segunda geração de CVT da Chrysler. Apesar da eficiência na anunciada no texto de apresentação quanto ao consumo, sua média na estrada de Barueri não foi tão boa, sua média ficou em 7,5 Km/l, sendo que em trajetos urbanos esse valor deve ser bem maior.

Viagem a convite da Jeep

 

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Um Comentário

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo