LançamentosNotícias

Lançamento – Fiat apresenta Grand Siena, o modelo parte de R$ 38.710

Fotos: Divulgação

A Fiat lançou hoje (23), em Santiago, no Chile, com muita festa o novo Siena, o sedã cresceu no tamanho e também no nome, agora passa a se chamar Grand Siena e tem sua imagem totalmente reformulada e se diferencia do Palio, com desenho exclusivo. A Fiat aproveitou o evento para informar que pretende investir alto nesse segmento com o novo modelo.

Com linhas atraentes, mas que lembram outros modelos de outras montadoras, como a dianteira com faróis afilados, semelhantes ao do Jac J3. O modelo foi criado em uma parceria entre o Centro Estilo da Fiat na Itália e em Betim. De frente, além dos faróis de dupla parábola, chama a atenção a grade central, com o logotipo Fiat encaixado em um friso cromado na parte superior. De lado, a linha da cintura alta transmite um pouco de esportividade ao pequeno sedã. Na parte traseira, um dos pontos positivos de todas as gerações do Siena, menos a primeira, as lanternas exibem um desenho ousado com formas geométricas.

O Grand Siena ficou bem maior, comparado a geração anterior. é 134 milímetros mais comprido, 61 mm mais largo, 53 mm mais alto, e com entre-eixos é 137 mm maior. Além disso, o porta-malas cresceu em 20 litros e suporta 520 litros. Como esta maior por fora, consequentemente o interior ficou bem mais espaçoso e ganhou novos materiais de qualidade superior a geração anterior. Destaque para a faixa decorativa, Insert Molding, que divide o painel de instrumentos horizontalmente e o quadro de instrumentos, com iluminação branca e os 15 porta-objetos espalhados pelo habitáculo.  Para o ambiente ficar mais agradável, foi feito um trabalho na acústica do carro e do sistema de áudio. Ele é composto por rádio/CD/MP3, antena, dois alto-falantes midwoofer frontais, dois alto-falantes Full Ranger posteriores e dois alto-falantes tweeter posicionados nos montantes frontais. Essa configuração traz ainda conexão USB / iPod® e viva voz Bluetooth® para celular.

Bem equipado o Grand Siena tem um bom pacote de itens de série e opcionais. Todas as versões chegam com air bag duplo frontal, freios ABS com EBD e terceiro apoio de cabeça traseiro rebaixado e com regulagem de altura. O modelo ainda traz como opcional dois air bags laterais dianteiros. O Siena EL (1.0 e 1.4) continuará como versão de entrada do sedã. O Fiat Grand Siena estará disponível no mercado em 12 cores – quatro sólidas e oito metálicas.

Sob o capo duas opções de motor: Fire 1.4 Evo e E-torQ 1.6 16V Flex . O Fire 1.4 Evo traz uma novidade: a versão Tetrafuel, que roda com etanol, gasolina, qualquer mistura dos dois, ou gasolina E-0 (sem álcool) e até com gás natural (GNV). O 1.4 gera 85 cavalos e torque de 12,4 kgfm a 3.500 rpm. Com etanol, sua potência é de 88 cv e seu torque, de 12,5 kgfm a 3.500 rpm. Enquanto o motor E.torQ 1.6 16V Flex, fabricado pela Fiat Powertrain em sua planta em Campo Largo, Paraná, tem potência de 115 cv e torque máximo de 16,2 kgfm a 4.500 rpm funcionando unicamente com gasolina. Rodando com etanol, sua potência é de 117 cv e seu torque, de 16,8 kgfm a 4.500 rpm. O 1.4 recebe o cambio manual de cinco marchas e o 1.6 alem desse, tem como opcional o cambio Dualogic.

A suspensão foi recalibrada para deixar o rodar mais macio e agradável, agora é derivada do Fiat Punto, mas com ajuste exclusivo para o Fiat Grand Siena, desta forma, a bitola traseira ficou maior que a dianteira. O grand Siena será oferecido em quatro versões, como jà havia sido revelado aqui, A Attractive 1.4 sai a R$ 38.710, a Essence 1.6 parte de R$ 43.470, a Essence 1.6 Dualogic custa R$ 45.990 e a versão 1.4 Tetrafuel parte de R$ 48.240.

PRIMEIRAS IMPRESSÕES

Santiago/Chile – A primeira vista, o Grand Siena chama logo a atenção, a novidade da Fiat deixa a concorrência no chinelo quando o assunto é beleza, entre seus principais concorrentes no mercado nacional. Porém, alguns detalhes lembram os próprios concorrentes, como os faróis e as lanternas traseiras. Mas nada que desabone a sua personalidade forte. Comprado a geração anterior, o Grand Siena é outro carro, maior, mais espaçoso e mais moderno.

Após acostumar com o novo visual do Grand Siena, partimos para o curto test-drive de aproximadamente 30 km pela região de Valparaíso, em Santiago, no Chile. O modelo escolhido para o teste foi a versão mais completa, a Essence 1.6 Dualogic. Após entrar, ajustar o banco e os espelhos, foi dada a partida com a chave canivete, igual a dos outros modelos da marca. A primeira sensação que tive, foi de estar em um Novo Palio mais requintado, pois o tablier tem um desenho bem parecido, assim como volante e a maioria dos comandos do interior.

Fotos: Marcus Lauria

Durante o trajeto, em uma estrada com muitas retas e asfalto bem liso, notamos um certo incômodo do banco, que era um pouco duro. Porém, em outros aspectos o Grand Siena ficou bem melhor que a geração anterior, o espaço interno para quem vai à frente é superior, assim como a qualidade dos materias, como plásticos das portas e painel, mas nada excepcional. O volante tem uma empunhadura muito boa, deixando o motorista apto a usar e abusar da ótima dirigibilidade do carro.

Após a metade do trajeto, sentimos que o modelo também ficou mais silencioso e com um ambiente interno mais agradável, as cores claras dos bancos e plásticos, assim como os detalhes cromados deram um certo ar de requinte ao sedã da Fiat. Para quem vai atrás, o espaço ainda é escasso, maiores de 1,80 vão ter que encolher as pernas, caso o motorista ou passageiro do lado sejam grandes também. O porta-malas cresceu 20 litros, espaço mais que suficiente para levar as bagagens dos quatro passageiros com folga.

O motor E-torQ 1.6 16V Flex de 115 cv e torque máximo de 16,2 kgfm a 4.500 rpm om gasolina fez sua parte e deixou o Grande Siena bem à vontade na estrada, as acelerações foram lineares e progressivas, dando muita  disposição aos sedã. Em conjunto estava o cambio Dualogic de cinco velocidade, que teve suas trocas feitas com pouco s trancos e precisas, em modo manual o modelo se saiu melhor. Apesar de ter poucas curvas no trajeto escolhido pela Fiat para o teste do Grand Siena, percebemos uma melhora na suspensão em relação a versão anterior, o modelo ficou mais firme. No geral o carro agradou e deve perturbar a concorrência.

*Viagem a convite da Fiat

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo