LançamentosNotícias

Lançamento – Chevrolet Cobalt 1.8, sedã chega mais potente e equipado

Fotos: Marcus Lauria

A Chevrolet anunciou hoje (23), a chegada da nova motorização para o sedã Cobalt, o modelo que foi lançado em novembro de 2011, está mais potente e equipado. Um dos modelos mais vendidos da marca, o Cobalt já tem 40.000 unidades vendida desde sua estreia e no último mês de julho, registrou um recorde de 6.41 unidades emplacadas.

Agora além do motor 1.4 Econo.Flex, a marca passa a oferecer um propulsor mais potente, o 1.8 Econo.Flex, nas versões LT e LTZ, com câmbio manual ou automático. O modelo será oferecido no quase 600 pontos de vendas da marca no País a partir da última semana de agosto. Além dos três anos de garantia sem limite de quilometragem.

Por fora, o Cobalt 1.8 mantém a mesma carroceria e as mesmas dimensões (1,73 metros de largura e 4,47 metros de comprimento, dando aquela impressão de um sedã médio-grande. O porta-malas de 563 litros de capacidade continua sendo um dos destaques do carro. Para diferenciar da versão de entrada 1.4, o Cobalt 1.8 tem calotas exclusivas para a versão LT, enquanto que a LTZ oferece rodas aro 15 com desenho diferenciado e acabamento diamantado. Além de um discreto aerofólio na tampa do porta-malas, lanternas traseiras com lentes transparentes e faróis dianteiros com “dark chrome” (máscara negra). Seu coeficiente de penetração aerodinâmico é de 0,32.

Na parte interna, o Cobalt 1.8 também recebeu novidades, o painel em dois tons dão um certo requinte ao modelo, que fazem conjunto com a já conhecida iluminação Ice Blue com LEDs nos instrumentos do painel, que misturam mostradores digitais e analógicos. O volante agora oferece uma aplicação com pintura diferenciada que combina detalhes cromados no painel de instrumentos e nas portas.

Bem completo, o Cobalt 1.8 traz entrada USB e fontes de energia no console central, um total de 18 porta-objetos, com um console central com dois porta-copos e um espaço para uma garrafa de até 1,5 litros. A versão LT automática e todas as LTZ tem volante com acabamento em couro, e todas as versões automáticas contam com piloto automático com botões de acionamento no volante. A versão com motor 1.8 traz luz interna individual no teto e acabamentos cromados no cluster de instrumentos.

Sob o capo está o velho conhecido motor 1.8 Econo.Flex (o mesmo da Spin), da época do antigo Família I da antiga linha Corsa, só que renovado. O propulsor recebeu muita tecnologia, como um novo coletor de admissão em plástico, com um novo ressonador. O tanque de combustível tem capacidade para 54 litros, proporcionando mais autonomia, segundo a marca. Além de oferecer uma evolução do sistema drive-by-wire, com respostas mais rápidas e que trabalha em conjunto com o System Zero, uma tecnologia 100% desenvolvida pela GM do Brasil.

O motor desenvolve 108 cv com etanol e 106 cavalos com gasolina, ambos a 5.600rpm. O torque é de 17,1kgf.m com etanol e 16,4kgf.m com gasolina, sempre nas 3.200rpm. Vale ressaltar que 90% do torque está disponível entre 2.500 e 4.700 rpm. Monstrando um conjunto bem elástico e disposto para enfrentar ultrapassagens e subidas de serras. Em conjunto com o propulsor estão os câmbios manual de cinco marchas (F17 geração 1.5) e automático de seis velocidades (GF6), o mesmo que equipa o Cruze, Sonic e Spin.

A transmissão manual recebeu algumas melhorias para o motor 1.8, como novos seletores de engate, para transmitir menos esforço e maior precisão nas trocas de marcha, o que pode ser confirmado em um breve test-drive no carro. Além de contar com sincronizadores triplos que oferecem trocas mais esportivas e sem “arranhões”.

Oferecido em duas versões de acabamento, o Cobalt 1.8 pode ser encontrado nas versões LT e LTZ (a LS é exclusiva do 1.4). Com uma vasta oferta de itens de série, o modelo se destaca entre os concorrentes. Para a versão LT, a Chevrolet disponibiliza: Computador de bordo, Ar condicionado, Freios ABS com EBD, Airbag duplo, Luz de leitura no teto para passageiros traseiros, Calotas de desenho exclusivo com 5 raios, Aerofólio na tampa do porta-malas, Transmissão automática de 6 marchas (opcional), Volante de couro e piloto automático (disponível apenas na versão automática). Enquanto que a LTZ traz, além dos itens encontrados na LT, olante em couro com controle de rádio e celular em ambas as versões (manual e automática), Rodas de liga leve aro 15 com design diferenciado e acabamento diamantado, Painel de instrumentos com detalhes cromados, Friso cromado aplicado nas portas, Sensor de estacionamento traseiro, Faróis e lanternas com máscaras escurecidas (acabamento em dark chrome), Molduras laterais na cor do veículo, Luzes internas individuais para motorista e passageiro Moldura do painel central com acabamento em filme decorativo.

Confira a tabela de preços do Cobalt 1.8:

LT 1.8
MT – R$ 43.690 (sólida) | R$ 44.650 (metálica)
AT – R$ R$ 46.690 (sólida) | R$ 47.650 (metálica)

LTZ 1.8
MT – R$ 46.990 (sólida) | R$ 47.950 (metálica)
AT – R$ 49.990 (sólida) | R$ 50.950 (metálica)

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

2 Comentários

  1. è um carro fantástico. Todos falam do externo, mas vamos alinhar que o POLO SEDAN e outros SEDAN’s não ficavam tão atras em beleza, eram feios. A diferença do Cobalt é que impõe respeito. Éle á alto, frente agressiva, traseira imponente, acho que a lateral que não ajuda muito, mas o restante ele é muito. Tenho um 2012 1.4 LT e o motor responde muito bem, são 102 cavalos que não deixam em nada a desejar para um motor 1.6. Logico que carregado cheio de bagagem (563 litros) e com 5 dentro cai a potencia, mas nada que não seja compensado em pisar um pouco mais. Grande abraço e quem tiver interesse pode comprar sem medo, o conforto é coisa fora de série e olha que eu era adepto da FORD.

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo