CarrosNotícias

Ford Ecosport com câmbio Powershift custará a partir de R$ 63.990

Foto: Divulgação

Antes tarde do que nunca, a Ford revelou que o EcoSport passará a ser vendido também com uma versão automática. Nas versões SE e TitaniumPowershift (cadê a FreeStyle?), o propulsor disponível será sempre o Duratec 2.0 16V, que entrega 140 cv com gasolina e 146 cv com etanol, capaz de fazer o SUV acelerar de 0-100 km/h em 11,4 segundos com etanol.

Quando falamos em câmbio automático nos Ford nacionais, fica sempre a lembrança desagradável daquela preguiçosa caixa de 4 marchas que ainda equipa o Focus atual.  Mas esqueça. O câmbio Powershift é na verdade um automatizado de 6 marchas com dupla embreagem (similar ao DSG do JettaTSi), que garante trocas rápidas e sem trancos. Essa caixa também permite trocas manuais por meio de botões nada intuitivos na alavanca.

O novo câmbio permitirá aproveitar melhor o torque de 18,9/19,7 kgfm (gasolina/etanol) que o motor Duratec oferece. De acordo com as medições do Inmetro, o EcoSportPowershift faz 9,7 km/l de gasolina na cidade e 11,8 km/l na estrada. Com etanol, são 6,7 km/l e 8,0 km/l na cidade e estrada, respectivamente. Em breve o câmbio Powershift equipará também o New Fiesta nacional e o novo Focus.

Na versão SE Powershift, que custará R$ 63.990, airbags frontais, freios ABS com EBD, Isofix, faróis com DRLs, direção elétrica, ar-condicionado, trio elétrico, SYNC e faróis de neblina são os itens de série. Para a Titanium, que custará R$ 70.890, há além dos itens da SE, ar-condicionado digital, ESP, rodas de liga leve, partida por botão, sensor de chuva e crepuscular e sensor de estacionamento. Como opcionais da versão mais cara há bancos em couro e airbags laterais e de cortina, levando o preço para R$ 74.590. Fechando o pacote de novidades do EcoSport, muito em breve a Ford oferecerá também a opção de tração integral 4WD.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo