LançamentosNotícias

Com preço elevado Mitsubishi Pajero Sport 2020 chega com design controverso por R$ 265.990

Como diz aquele velho ditado: “A Raimunda é feia de cara, mas boa de bunda”, apesar de estar fora dos conceitos atuais do que se espera de uma sociedade madura e sem preconceitos, essa frase cai bem para o lançamento da Mitisubishi. Só que no caso do Pajero Sport 2020, assunto da matéria, o SUV é feio de “cara” e de “bunda”. Posso até estar enganado, pois gosto não se discute e tem os que defendem a marca, mas essa é a nossa opinião diante de tanta atrocidade nesse design.

Fora o design grotesco, o preço foge do comum, custa R$ 265.990, valor esse que podemos encontrar em SUV de nível muito superior e de marcas de luxo. Apesar de ser bem completo, o Pajero Sport não deveria custar tanto. Com um visual bem radical, no sentido de ser exagerado e ter detalhes que não precisavam estar ali, o SUV parece que usou de tudo que pode para chamar a atenção e ficar feito ao mesmo tempo.

De acordo com a montadora, o Pajero Sport traz o design frontal Dynamic Shield, com elementos cromados contrastando com a grande inferior na cor preta. Ok, mas as linhas não seguem um padrão e ficam sem rumo por toda a dianteira, parecendo o “samba do crioulo doido” (nome de uma música composta pelo jornalista Sérgio Porto, e gravada pela banda Demônios da Garoa). Ele tem faróis em LED tem regulagem automática de altura, lavador, DRL em LED e faróis de neblina integrados.

Visto de lado o vidro traseiro lateral faz um arco que parece que vai sair voando para fora do teto, o friso da linha de cintura e as maçanetas cromadas deixam o visual ainda mais desnorteado. Nem as rodas em liga leve de 18” diamantada com pneus 265/60 R18 são harmoniosas com o design do SUV. Os estribos laterais integrados à carroceria complementam o fracasso.

Na parte traseira, para-barro e aerofólio são as únicas coisas que prestam, de resto aquelas lanternas em LED com desenho copiado do Honda Fit, só que invertida e alongada dão um aspecto de tristeza ao carro. Ela vai até a ponta da tampa do porta-malas, acho que é a lanterna mais longa que eu já vi em um carro, ali o exagero do desenhista foi além do esperado, e o pior, aprovaram o projeto, como pode? (risos)

O Pajero Sport é oferecido em versão única, com sete lugares, teto solar, sistema 4×4 com o Super Select II e equipado com o moderno motor MIVEC 2.4L turbo diesel, em alumínio, com 190cv e 43,9 kgf.m de torque. São 16 válvulas, DOHC, DI-D com turbocompressor e injeção direta, aliado a transmissão automática de oito velocidades.

O modelo tem controle de descida (HDC), controle de tração (ATC) e estabilidade (ASC), sensores para acendimento dos faróis e limpador de para-brisa, piloto automático adaptativo (ACC) com frenagem autônoma, sistema de mitigação de colisão (FCM), aviso de ponto cego (BSW), ar-condicionado automático Dual-Zone, câmera de ré, sensor de estacionamento e 11 airbags, incluindo bolsas exclusivas para a terceira fileira de bancos.

São quatro modos de operação, incluindo a reduzida. Através do seletor no console central, o motorista pode optar pelo melhor ajuste, dependendo do local e das características do piso:
2H – Usado para estradas e vias públicas, privilegia a economia de combustível com desempenho suave.
4H – Ideal para estradas e pisos irregulares, inclusive asfalto, serras e chuva. O sistema alterna automaticamente a tração entre os eixos dianteiro e traseiro.
4HLc – Ideal para terreno acidentado com superfícies de baixa aderência.
4LLc – Ideal para subidas ou descidas íngremes, rochas, areia e lama.

São quatro opções para o off-road: Gravel, Mud/Snow, Sand e Rock. Além disso, o veículo tem o bloqueio do diferencial do eixo traseiro, o RD Lock.  O porta-malas tem capacidade para 571 litros. Com os bancos da segunda fileira rebaixados, sobe para 1.731 litros e com o assoalho totalmente plano

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo