CarrosNotícias

Coluna #Trânsito e Vidas por Mario Divo

coluna-mario-divo

Nico Rosberg, o adeus do campeão!

Por razões profissionais, eu era um dos convidados para o evento promovido pela FIA – Federação Internacional do Automóvel em Viena, na Áustria, no último dia 2/12. O Prize Giving – 2016, com cerca de 400 pessoas de mais de 150 países, completou uma semana de árduo trabalho de gestão na FIA e serviu para proceder à entrega da premiação aos melhores do automobilismo mundial, em todas as suas categorias.

Algo que ninguém esperava era a notícia que o campeão mundial de Fórmula-1, Nico Rosberg, viria a dar ao mundo do esporte. Porque alguém jovem e no auge do sucesso, decide abandonar a sua carreira vitoriosa? Depois de dar a notícia à tarde, Nico Rosberg reafirmou à noite a decisão tomada cinco dias após conquistar o campeonato mundial. Essa foto que tirei dele, durante entrevista à mídia internacional quando da entrada do Prize Giving – 2016, mostra uma pessoa feliz, confiante, espírito leve e bem decidida.

Certamente, a decisão de Nico gera repercussão internacional, assim como Felipe Massa também alcançou, por exemplo. Como eles, muitos já fizeram o mesmo em busca de terem mais tempo com a família. No nosso cotidiano lutamos muito para construir um sentido e um caminho, mas não podemos fazer disso obsessão. Não adianta deixar para aproveitar amanhã a conquista de hoje, pois talvez o amanhã não lhe chegue para isso. O inesperado pode reservar uma tragédia, como ocorreu no caso do time da Chapecoense, e não haverá esse “amanhã” para celebrar.

O filósofo alemão Arthur Schopenhauer (1788-1860) tinha a tese de que as dificuldades na vida decorrem da natureza do desejo e de como ele é saciado, sendo que o melhor remédio aparece quando a razão fica mais forte que o desejo. Nico Rosberg, aos 31 anos, conquistou o pódio à custa de muito esforço, risco e determinação. Agora, assumindo como a decisão difícil e racional, Nico optou por dar mais importância ao convívio familiar, com a esposa Vivian e a filha de um ano. Tudo isso é muito complexo e não tem regra, a não ser “viver o prazer do desafio para o seu sonho, mas não deixar nunca de praticar o amor pleno com a sua família. E celebrar demais todos os momentos felizes que tiver”.

13552659_10205143023254413_719638316_n

Mario Divo é o Diretor Institucional do ACBr – Automóvel Clube Brasileiro e também é o Clube Correspondente da FIA – Federação Internacional do Automóvel – E-mail: [email protected] / Site: www.automovelclubebrasileiro.com.br

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo