NotíciasReportagens

Coluna Mecânica Online® Nº 78 — Como funciona o Novo Uno “liga-desliga”

Fotos: Divulgação

Já imaginou parar o veículo e o motor morrer? Essa pode ser a primeira impressão de quem dirige um veículo com o sistema Start&Stop (S&S), tecnologia que vem de série na nova versão Evolution do Novo Uno 2015. Enquanto outros fabricantes investiram na produção de motores menores, com três cilindros, a Fiat inova com o primeiro modelo fabricado no Brasil com a tecnologia e ainda por cima funcionando tanto com gasolina quanto com etanol.

Este recurso “verde” de última geração desliga e religa o motor automaticamente. Uma redução de até 20% no consumo de combustível pode ser verificada com o sistema ligado, principalmente nas paradas constantes, comuns no trânsito das grandes cidades. Ele também ajuda a reduzir significativamente a emissão de gases, contribuindo com o meio ambiente. E ainda melhora o conforto acústico do carro, já que não há o ruído característico do motor na marcha lenta.

O funcionamento é intuitivo e simples, com controle totalmente eletrônico e inteligente. Em trânsito pesado basta parar o carro em ponto morto que o motor desliga automaticamente. Para sair, é só pisar na embreagem para o propulsor religar imediatamente.

No painel do carro, após o desligamento do motor em uma parada, um símbolo mostra quando o sistema está ativo e funcionando. Em caso de paradas mais longas, que excedam 165 segundos, o motor entra em funcionamento sem a intervenção do motorista, garantindo a proteção da carga da bateria. O sistema S&S também pode religar automaticamente o motor caso o vácuo do servo-freio baixe ou ainda se o carro atingir velocidade superior a 3 km/h (por exemplo, em uma situação de aclive e declive).

Por trás desta simplicidade de operação existe muito trabalho de engenharia, que também acrescentou novas tecnologias para chegar ao resultado. Todo o sistema de partida do carro foi reformulado, desde o motor de arranque — desenvolvido especialmente para funcionar com mais frequência —, até o gerenciamento eletrônico do novo equipamento.

A bateria de 60 Ah, que traz Mix Acid Element (misturador do eletrólito), além de células de energia com tecnologia Heavy Duty, garante partidas e recargas mais rápidas. Existe também o Sensor Inteligente de Bateria (IBS), que monitora não só a carga elétrica do acumulador como todo o consumo de eletricidade do carro enquanto o motor está desligado pelo S&S. Este sensor IBS trabalha diretamente ligado ao sistema de gerenciamento eletrônico do carro, garantindo que o S&S só atue quando a bateria estiver acima dos 75% de carga.

Ainda para garantir recargas mais rápidas da bateria, o alternador é especial, de 120 Ah. E mais, um estabilizador de tensão mantém constante a corrente elétrica para todo o veículo, mesmo durante as repartidas.

Com o ar condicionado funcionando, o sistema religa o motor automaticamente após 60 segundos para manter a climatização interna. Durante a parada, o ventilador interno do ar condicionado permanece em funcionamento, porém o compressor se desliga, uma vez que ele depende do funcionamento do motor. Caso o motorista queira manter o ar da cabine mais frio, o sistema Start&Stop pode ser desligado a qualquer momento através de um botão no painel frontal.

Para o funcionamento do S&S, o gerenciamento eletrônico checa diversos parâmetros, como porta e capô fechados, cinto do motorista afivelado, se o motor já terminou seu ciclo de aquecimento e a velocidade superou 7 Km/h por mais de 2 segundos, câmbio em ponto morto, além do pedal de freio acionado e o carro parado. Só depois desta checagem eletrônica é que o Start&Stop começa a atuar. Tudo isso, porém, é feito em milésimos de segundo.

Todo este gerenciamento é muito eficiente por meio de uma arquitetura eletrônica aperfeiçoada e o novo sistema CANbus, que passou de 11 bits para 29 bits. Isto torna toda a parte eletro/eletrônica do modelo mais rápida, suportando os novos recursos, inclusive os de conforto e segurança.

Durante o lançamento do Novo Uno 2015, em Buenos Aires, tivemos a oportunidade de testar em trânsito pesado o comportamento do sistema, que muito agradou. Principalmente quando colocamos o pé na embreagem para colocar a primeira marcha, o ligar foi rápido e sem maiores vibrações do veículo, o que poderia vir a incomodar.

Condições AUTO STOP

·         Temperatura do líquido de arrefecimento do motor acima de 40°C.

·         Cinto de segurança do motorista afivelado.

·         Porta do condutor e capô fechados.

·         Ter atingido anteriormente velocidade superior a 7 quilômetros por hora por 2 segundos.

·         Carga da bateria maior que 75%.

·         Última marcha engatada não ser a ré.

·         Freio de estacionamento não estar acionado.

 

Condições AUTO START

·         Ao se acionar a embreagem.

·         Mesmo em ponto-morto, se a velocidade for superior a três quilômetros por hora.

·         Baixo vácuo de freio.

·         Ligar o ar condicionado manualmente.

·         Tempo de motor desligado maior do que 60 segundos com o ar condicionado ligado.

·         Após 165 segundos do auto stop, caso o ar condicionado esteja desligado.

·         Quando há alta demanda elétrica dos equipamentos do carro, como faróis, limpadores e desembaçadores, por exemplo.

Tarcisio Dias – Profissional e Técnico em Mecânica, além de Engenheiro Mecânica com habilitação em Mecatrônica e Radialista, é gerente de conteúdo do Portal Mecânica Online® (www.mecanicaonline.com.br) e desenvolve a Coleção AutoMecânica. E-mail: [email protected]

Coluna Mecânica Online® – Menção honrosa (segundo colocado) na categoria internet do 7º Prêmio SAE Brasil de Jornalismo 2013, promovido pela Sociedade de Engenheiros da Mobilidade.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo