NotíciasReportagens

Coluna Mecânica Online® Nº 67 | Quem é o vilão do consumo de combustível? O carro ou o motorista?

Fotos: Divulgação

O meu carro bebe demais, isso é normal? Fazer parte de um seleto grupo da imprensa brasileira que participa dos principais lançamentos automotivos e testa “in loco” os novos modelos, permite que colegas, amigos, internautas e até mesmo motoristas que encontramos pelo caminho, possam buscar mais das informações que agrupamos em nosso dia-a-dia, e claro, o consumo de combustível sempre aparece numa conversa assim.

Mas será que realmente é o motor do seu carro que bebe demais, ou a peça que fica entre o volante e o banco está fazendo por onde para um consumo mais elevado? É isso que nos revela uma pesquisa realizada pela Ford para conhecer comportamentos ao volante visando à economia de combustível. O resultado mostra que os motoristas podem economizar muito dinheiro adotando dicas básicas para reduzir o gasto com combustível.

O estudo com base em experiência prática indica que é possível um corte de até 33% no gasto anual e pode ter um peso significativo dependendo da quilometragem rodada.

Segundo a pesquisa, 1) remover o bagageiro do teto pode proporcionar até 20% de economia; 2) pesquisar antecipadamente os postos que ofereçam menor preço pode trazer uma economia de 7%; 3) checar e calibrar os pneus antes da viagem, mais 4%; 4) e remover excesso de peso esquecido no carro, até 2%.

A pesquisa foi realizada com motoristas da França, Alemanha, Itália, Espanha e Reino Unido para identificar oportunidades de mudança no comportamento de direção. Ela foi feita com 5.700 pessoas e mostrou que 76% não calibram os pneus regularmente, 38% nunca removem o bagageiro de teto, 18% não pesquisam os preços de combustível e 17% sempre carregam itens extras no carro.

O estudo revelou também outras oportunidades de diminuição do consumo de combustível – 71% dos motoristas admitem exceder os limites de velocidade, 42% não escolhem as rotas mais econômicas, 39% dirigem agressivamente e 14% usam o ar-condicionado ligado durante todo o tempo.

Hábitos de direção – A pesquisa mostrou que os motoristas italianos são os mais propensos a deixar itens desnecessários no carro (23%) e também a manter o bagageiro no teto (43%). Cerca da metade afirmou que nunca escolhe a rota mais econômica (49%).

Os motoristas alemães são os que mais correm (89%) e dirigem agressivamente (57%). Os motoristas franceses são os que menos checam a pressão dos pneus mensalmente (18%). Os motoristas espanhóis são os que mais deixam o ar-condicionado ligado (19%) e cerca de um quarto dos ingleses não pesquisa os preços do combustível.

O levantamento mostrou ainda que, depois de abastecer, até 45% compram outros itens por impulso. Os alemães são os que mais fazem gastos extras (63%), enquanto os italianos gostam de tomar café (28%) e as mulheres britânicas compram chocolate (19%).

Tarcisio Dias – Profissional e Técnico em Mecânica, além de Engenheiro Mecânica com habilitação em Mecatrônica e Radialista, é gerente de conteúdo do Portal Mecânica Online® (www.mecanicaonline.com.br) e desenvolve a Coleção AutoMecânica. E-mail: [email protected]

Coluna Mecânica Online® – Menção honrosa (segundo colocado) na categoria internet do 7º Prêmio SAE Brasil de Jornalismo 2013, promovido pela Sociedade de Engenheiros da Mobilidade.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Botão Voltar ao topo